Conexão África: Tudo sobre a copa!

Notícias do Brasil

Ruas do Rio se pintam de verde e amarelo de olho na Copa do Mundo

A quatro dias do início da Copa do Mundo da África do Sul e a oito da estreia brasileira no Mundial, os cariocas dão os últimos retoques na decoração das ruas da cidade. Como não poderia deixar de ser, os tradicionais verde e amarelo são os tons predominantes nos enfeites que decoram as ruas.

No bairro do Engenho de Dentro, na zona norte do Rio, a rua Doutor Leal é enfeitada pelos moradores desde o Mundial de 1982. A “Turma da Leal” se inspirou na fauna africana na hora de decorar a rua: alegorias de leões, girafas e zebras estão espalhadas pelas calçadas.

Bandeirinhas verdes, amarelas, brancas e azuis formam um falso teto por toda a rua, cujo asfalto está cheio de desenhos com o logotipo do Mundial da África do Sul e frases de apoio à seleção. Enormes recriações da taça do Mundial também fazem parte da decoração.

Na rua Jorge Rudge, no bairro de Vila Isabel, também na zona norte carioca, um grande portal coberto de máscaras africanas dá as boas-vindas a quem passa pelo local. Sobre as cabeças, um sem-fim de bolas de futebol e bandeirinhas.

As paredes foram adornadas com retratos de ícones do futebol brasileiro, como Pelé e o técnico da seleção, Dunga, mas também há espaço para personalidades como o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela ou o sempre polêmico Diego Maradona, treinador da seleção argentina.

Algumas dessas ruas participam de um concurso “Essa Rua é Fera”, promovido pelo RJTV, que vai premiar a rua mais “verde e amarela” do Rio. A maioria, entretanto, decora suas paredes, calçadas e árvores com figuras, bandeirinhas e pinturas apenas para expressar seu sonho de que o Brasil volte da África do Sul com o sexto título mundial na bagagem.

Extras

Torcedores apostam em novos cantos para levar Coreia do Sul às fases finais

Na Copa de 2002 os sul-coreanos – e donos da casa – puderam acompanhar a melhor campanha de sua seleção na história das Copas. Motivados pelos “Diabos Vermelhos”, os jogadores da Coreia do Sul chegaram às semifinais do Mundial tendo eliminado a Itália na oitavas de final e a Espanha nas quartas. A força e a paixão da torcida surpreendeu a todos e certamente ajudou bastante no desempenho do time durante o Mundial. É com base no que aconteceu naquele ano que os integrantes do “Red Devils” querem repetir o feito na África do Sul. Mas para alguns de seus membros é preciso inovar na maneira de se comportar nas arquibancadas. Para os organizadores da torcida, os cantos e gritos devem ser renovados a todo momento como forma de estimular a seleção:

– Como vimos no amistoso com a Bielorrússia (a Coreia do Sul perdeu por 1 a 0) alguns coreanos que vivem fora do país têm se limitado a aplaudir – reclamou Park Chang-hyun, integrante dos “Red Devils”.

Park, que chega a África do Sul no fim da semana acompanhado de outros membros dos “Diabos Vermelhos”, espera unir o grupo a mais torcedores para juntos darem uma força à equipe sul-coreana.

– Provavelmente vai levar um tempo para que os novos adeptos aprendam os novos cantos. Sendo assim, vamos começar a animá-los com os gritos mais populares – revela Park.

Os novos cantos poderão ser entoados já no próximo sábado quando os sul-coreanos enfrentam a Grécia. Depois a equipe do técnico Huh Jung-Moo joga contra a Argentina (17 de junho) e a Nigéria (22 de junho).

Jogadores ingleses frustram torcedores após fazerem safári

A seleção inglesa aproveitou a tarde de folga para fazer um safári próximo a Rustemburgo, o que deu a chance de moradores locais e turistas tentarem ver de perto seus ídolos. Do lado de fora do Parque Nacional Pilanesberg, o quarto maior da África do Sul, havia ingleses, alemães, suecos, chilenos, e, claro, sul-africanos entre os cerca de 50 torcedores à espera dos jogadores. Em vão.

Quando os jipes com os atletas finalmente chegaram, o máximo que a torcida conseguiu foi um aceno do atacante Peter Crouch. Todos entraram diretamente no ônibus, que ainda apagou as luzes na saída para dificultar a identificação dos jogadores.

– Acendam a luz! Estamos aqui passando frio para ver vocês – gritou um jovem torcedor inglês.

Na região de Rustemburgo, a temperatura pode chegar a quase 30 graus durante o dia e baixar para perto dos 5 graus quando o sol se põe. Durante o safári, os visitantes recebem mantas para se proteger do frio do fim de tarde. O passeio dura 2h30, mas a seleção inglesa passou ao menos uma hora a mais dentro do Pilanesberg.

A reserva foi criada em 1979 como forma de proteger grandes animais e preservar uma série de espécies ameaçadas. Pilanesberg ocupa uma área superior à do município de Curitiba e está localizado num vale de um vulcão extinto há 1,3 milhão de anos.

Uma das principais atrações do parque nacional é o chamado “Big Five”, o grupo dos animais mais difíceis de serem caçados: elefante, rinoceronte, leão, leopardo e búfalo africano. O parque fica a cerca de 30 km do Estádio Royal Bafokeng, onde a Inglaterra faz sua estreia na Copa do Mundo, sábado, contra os Estados Unidos.

Atletas



Robben: ‘Estou seguro de que viajarei’

Depois que exames constataram que sua lesão não é tão grave quanto se pensava, o meia holandês Robben se mostrou confiante quanto à sua ida à Copa do Mundo.

Sobre a declaração do treinador Bert van Marwijk de que irá esperar por ele, Robben se pronunciou:

– Estou muito feliz que o treinador me da tempo para me recuperar e não chame um substituto – disse Robben.

Sobre sua ida à África encontrar o resto da equipe holandesa, Robben disse:

– Farei todo o possível para estar a tempo, tenho muitas esperanças, mas tem que ver como podemos acelerar o processo. Estou seguro de que viajarei, mas não posso dizer se será em quatro dias ou em uma semana – disse Robben.

A seleção de Robben, a Holanda, está no grupo E, pelo qual enfrenta Dinamarca, Japão e Camarões.

Sexta tem mais “Conexão África”. Às 22h, como sempre!



Realização:
UHTV + Esporte Jovem

Publicado em junho 10, 2010, em conexão áfrica. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: