Conexão África: Os destaques do mundial estão aqui!

Placar da Copa

África do Sul 0 x 3 Uruguai
Espanha 0 x 1 Suíça
Honduras 0 X 1 Chile
Brasil 2 X 1 Coreia do Norte
Costa do Marfim 0 x 0 Portugal
Alemanha 4 X 0 Austrália
Holanda 2 X 0 Dinamarca
Japão 1 x 0 Camarões
Itália 1 x 1 Paraguai
Nova Zelândia 1 X 1 Eslováquia

Notícias da seleção brasileira

Michel Bastos dá nota sete para a estreia da seleção na Copa
Assim como os seus companheiros de seleção brasileira, o lateral-esquerdo Michel Bastos iniciou a partida diante da Coreia do Norte, na última terça-feira, em Joanesburgo, de forma tímida. Aos poucos, o jogador foi se soltando e ajudou o Brasil a vencer os asiáticos por 2 a 1, na estreia da Copa do Mundo. Na opinião do camisa 6, o time ainda precisa melhorar em alguns aspectos para sonhar com o título da competição.
– Eu dou um sete. Tem que melhorar algumas coisas, nunca pode dizer que está bom, mas a equipe está de parabéns pelo que fez na estreia – afirmou Bastos.
O lateral-esquerdo da seleção brasileira admitiu que iniciou a partida com um certo nervosismo. Para ele, a estreia de qualquer jogador em uma Copa do Mundo passa por tal situação.
– É uma Copa do Mundo e o pessoal ainda está acanhado. É tensão, dá um friozinho na barriga. Para que as coisas começem bem e sigam bem, nós temos que começar com a vitória, temos essa pressão de jogar bem. Mas aos poucos as coisas começaram a vir ao natural dentro do jogo. O mais importante era a vitória – analisou o jogador, que lamentou não ter acertado o gol em cobrança de falta no segundo tempo da partida.
Michel Bastos comentou ainda o primeiro gol brasileiro, marcado por Maicon. Para ele, a seleção brasileira pode marcar muitas vezes se souber aproveitar o avanço dos dois laterais.
– Chutes dos laterais podem ajudar. Coma a Coreia estava jogando atrás, nós tínhamos que arriscar um pouco mais. Eu arrisquei e não marquei, mas vou continuar atacando. Ainda tenho muito o que fazer, trabalhar – disse o lateral.
A seleção brasileira vai voltar a campo no próximo domingo, contra a Costa do Marfim, no Soccer City, também em Joanesburgo. O Brasil lidera o Grupo G, com três pontos. Os africanos ocupam a segunda colocação, ao lado de Portugal, apenas com um. A Coreia do Norte está em último lugar.

Imprensa internacional destaca a falta de brilho do Brasil
A estreia da Seleção não convenceu a grande parte da imprensa internacional. Nos mais importantes jornais esportivos do mundo, o destaque era para a dificuldade do Brasil em derrotar a Coreia do Norte. Todos se surpreenderam com a exibição dos norte-coreanos.
Confira abaixo as principais manchetes:

ARGENTINA

Olé – Um presente da Coreia
O Brasil ganhou e teve enorme ajuda do goleiro coreano. Mereceu a vitória, mas mostrou deficiências no ataque. O time não assustou, mas também não sofreu.

ITÁLIA

La Gazzetta dello Sport – Coreia assusta o Brasil
O Brasil venceu por 2 a 1. O resultado era esperado, mas não foi tão fácil para a Seleção. Maicon fez o primeiro e acabou com o medo inicial. Elano marcou o segundo e tornou inútil o gol de Ji Yun Nam para a Coreia no fim da partida.

FRANÇA

L’Équipe – Vitória sacode o Brasil
Como era esperado, o Brasil estreou na Copa com uma vitória sobre a Coreia do Norte, por 2 a 1. Mas não foi tão fácil. A Seleção de Dunga só conseguiu mostrar superioridade para vencer após o intervalo.

ESPANHA

Mundo Deportivo – Brasil sofre, mas ganha
Um gol de Maicon e outro de Elano deram ao Brasil a vitória contra a Coreia, que assustou o time de Dunga com uma defesa muito bem armada no primeiro tempo.

PORTUGAL

Record – Vitória sem deslumbrar
A exibição não foi deslumbrante. Mesmo assim, o Brasil venceu a Coreia do Norte por 2 a 1 e assumiu a liderança do Grupo G.

INGLATERRA

The Guardian – Toque final para vencer
Em uma noite com frio abaixo de zero, o Brasil começou a luta pelo sexto título mundial com uma vitória apertada sobre a Coreia.

ALEMANHA

Kicker – Maicon faz com efeito
Cinco vezes campeão do mundo, o Brasil venceu, sem brilho, uma Coreia do Norte com muita disciplina defensiva e coletividade.

Ultimas notícias da Copa

‘Temos de aproveitar bom momento contra a Sérvia’, diz volante alemão
O volante da Alemanha Sami Khedira acredita que a grande vitória sobre a Austrália por 4 a 0, no domingo, na estreia da Copa do Mundo, ajudará a equipe na segunda partida no Mundial, diante da Sérvia, na próxima sexta-feira, em Porto Elizabeth.
– Nós temos que estar muito concentrados na partida. Nós precisamos aproveitar nosso bom momento do jogo contra Austrália neste jogo – disse o jogador do Stuttgart, ao site da federação do seu país.
O volante alertou para o desespero da Sérvia, que foi derrotada por Gana na primeira rodada:
– Não será uma partida fácil porque os sérvios precisam da vitória. Para eles, já será uma final, e eles têm muitos bons jogadores.
Por último, Khedira afirmou que a goleada na estreia não significa que a Alemanha já esteja pronta para levar o título:
– Estamos focados no torneio. Nós tivemos um bom começo, mas sabemos que devemos continuar trabalhando duro. Queremos a segunda vitória e precisamos jogar futebol. Nós sempre podemos melhorar.

Maradona detona Platini e manda Pelé para o museu
Diego Armando Maradona não perde mesmo nenhuma oportunidade de entrar em polêmicas. Dessa vez, no entanto, o técnico da Argentina apenas respondeu a recentes críticas recebidas. Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, ele voltou a falar sobre outros ex-craques: Pelé e Michel Platini.
O brasileiro afirmou na última semana que, ao participar de um programa de entrevistas comandado por Maradona, em 2005, deu uma força ao rival, que só se tornou técnico da seleção porque estava precisando de dinheiro. De acordo com Pelé, sua contratação foi um erro de Julio Grodona, presidente da Associação de Futebol Argentina.
– Não vou falar do Pelé porque ele tem de voltar para o museu – respondeu Maradona.
O comandante dos “hermanos” foi ainda mais ríspido ao falar do francês Platini. O presidente da Uefa disse não confiar em Maradona no cargo e que, como técnico, ele era um grande jogador.
– Isso não me surpreende, sempre tivemos uma relação distante. Oi, tchau e nada mais. Mas sabemos como são os franceses, ele é francês e se acha maior do que todo mundo – rebateu o ex-craque.
Maradona aproveitou também o assunto Jabulani para reforçar as críticas à dupla. Questionado sobre a qualidade da bola da Copa do Mundo, o treinador se esquivou da resposta, mas mandou um recado ao brasileiro e ao francês.
– Não quero falar da bola porque todo mundo já falou: goleiros, jogadores… Ela influi bastante, mas acho que o Pelé e o Platini poderiam ver se a bola é boa ou ruim em vez de ficarem falando de mim – disparou.

Fifa nega pedido e França fica sem terceiro goleiro
Nesta quarta-feira, a Fifa recusou o pedido feito pela Federação Francesa (FFF) para substituir Cédric Carrasso, terceiro goleiro da seleção, que sofreu uma lesão muscular durante treino.
– O pedido foi rechaçado pela Comissão de Organização, que considerou não se tratar de um caso de força maior, como se destaca no artigo 26.4 do regulamento da Copa do Mundo – informou a Fifa em comunicado oficial.
Pelas regras do torneio, um jogador só pode ser substituído na lista de 23 atletas até 24 horas antes do primeiro jogo de sua seleção. A França estreou no Mundial na última sexta-feira, quando empatou sem gols com o Uruguai.

Thierry Henry pode ser titular contra o México
Reserva na estreia da seleção francesa na Copa do Mundo (empate sem gols com o Uruguai), o atacante Thierry Henry poderá começar a partida contra o México, a segunda dos Bleus na competição, como titular.
Após uma primeira rodada com dois empates no grupo A – África do Sul e México ficaram no 1 a 1 -, a França precisará de uma vitória para não correr riscos de ficar fora das oitavas de final.
Para isso, o técnico Raymond Domenech cogita apostar em Henry, que não teve boa temporada no Barcelona, mas segue com prestígio com os torcedores, que o preferem aos titulares Nicolas Anelka e Sidney Govou e exigem sua escalação.
Boa parte do próprio elenco francês manifestou apoio ao experiente atacante, único remanescente do grupo que se sagrou campeão mundial em 1998.
– Ele passou por maus momentos no Barcelona, especialmente nos seis últimos meses, e não tenho certeza de que aceita bem a reserva, mas o importante é que não perdeu sua concentração – comentou o lateral Abidal, que acrescentou ainda que “há jogadores que pagam o pato em qualquer sistema tático”.
– O 4-4-2 era sólido (contra o Uruguai), mas não sei se o técnico seguirá com esta formação ou se voltará ao 4-3-3.
Outro jogador que poderá retornar ao time titular, de acordo com o jornal “L’Equipe”, é o meia Florent Malouda, que ficou no banco contra o Uruguai apesar de ter sido escalado regularmente nos últimos amistosos antes da Copa.

Maradona ganha vuvuzela e faz mais barulho na África do Sul
O bom humor continua dando o tom da passagem de Maradona pela África do Sul como comandante da seleção argentina. Além do ambiente leve de cada treinamento dos “hermanos”, o técnico não fugiu do pedido de repórteres do jornal “Olé”, que o presentearam com uma das polêmicas vuvuzelas, e fez barulho à moda da torcida sul-africana.
Apesar da participação do treinador na brincadeira, as cornetas já se tornaram alvo da reclamação de seus jogadores. Após a vitória por 1 a 0 sobre a Nigéria, na estreia da equipe na competição, Tevez disse que a barulheira no estádio dificulta a comunicação entre os atletas em campo e os faz perder o fôlego de tanto gritar.
– A gente tenta conversar, trocar quem cai para a direita ou esquerda. Mas com a trombeta fica difícil se comunicar, é complicado (risos) – explicou o atacante, sem demonstrar qualquer sinal de irritação, no entanto.
Ao som de muitas vuvuzelas, a Argentina volta a campo, nesta quinta-feira, às 8h30m (de Brasília), para enfrentar a Coreia do Sul, pelo Grupo B do Mundial.

Buffon espera estar recuperado em dois dias
O goleiro italiano Gianluigi Buffon afirmou que espera estar recuperado em dois dias de sua lesão no nervo isquiático, que impediu de seguir em campo no segundo tempo do jogo de sua seleção contra o Paraguai nesta segunda-feira pela Copa do Mundo da África do Sul.
– Pensava que tinha sofrido uma ruptura, mas é só uma dor no nervo – afirmou o goleiro, segundo comunicado divulgado pela Fifa.
O técnico da Itália, Marcello Lippi, tinha informado após o jogo que se tratava de um problema nas costas cuja gravidade seria avaliada após exames.
– Ele sentiu uma dor nas costas no aquecimento, mas disse que poderia jogar. Ao voltar aos vestiários no intervalo, falou que não conseguiria seguir em campo. Foi ruim para nós, pois perdemos uma das substituições – lamentou.
A Itália foi para o intervalo perdendo por 1 a 0. No segundo tempo, o substituto de Buffon, Marchetti, não levou gols, e o time conseguiu buscar o empate.
Lippi não se pronunciou sobre a gravidade da lesão, e espera o diagnóstico médico para saber quando vai poder contar com o goleiro.
Esta foi apenas a segunda vez que um goleiro da seleção italiana não termina uma partida em um Mundial. A primeira foi em 1994, quando Gianluca Pagliuca foi expulso em jogo contra a Noruega. Na ocasião, o atacante Roberto Baggio foi substituído pelo goleiro Luca Marchegiani.

O “Conexão África” passa a ser diário a partir de amanhã. Você não pode perder!
Realização: UHTV + Esporte Jovem

Publicado em junho 17, 2010, em conexão áfrica. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: