Cinema UHTV: O ilário filme, "O Filho do Máskara" é o destaque de hoje!

Já se passou quase uma década desde que Stanley Ipkiss, um cidadão franzino e sem sorte foi perseguido pela polícia em Edge City, após este encontrar uma estranha máscara que lhe concedeu poderes mágicos, fazendo de Ipkiss um homem de cabeça verde e enloquecido, sendo conhecido em toda cidade como “O Máskara”. O rapaz conseguiu se livrar da máscara após derrodar um temido gângster. A peça acaba sendo encontrada por um cachorro pertencente a família Avery em uma cidade próxima a Edge City.
Anos mais tarde, Odin, o pai de Loki (Alan Cumming), ordena-o a pegar a máscara de volta, uma vez que uma criança havia sido concebido enquanto um homem estava usando-a.
Tim Avery (Jammie Kennedy) é um cartunista que vive muito preocupado com seu filho, o bebê Alvey, pois o mesmo de alguma forma possui os mesmos poderes do Deus Loki. O garoto conseguiu os poderes de Loki graças à máscara viking do deus escandinavo, e quando Ottis, o cão da família, descobre isto, planeja usar a máscara em seu próprio rosto, para se vingar do bebê – que recebe mais atenção do que ele em casa. Porém, o Deus Loki, dono do objeto, está disposto a pegá-lo de volta.
Stanley ipkiss – vivido por Jim Carrey, no primeiro filme – havia atirado a máscara no rio, no final de O Máskara (1994). O seu cachorro Milo pega ela de volta, mostrando que teria uma continuação(o que é sugerido na série animada, já que os fatos ocorridos na séria tem obviamente seu lugar após os fatos do filme), mas o filme segue rumos diferentes.
Elenco
Jamie Kennedy como Tim Avery / The Mask: Um aspirante a cartunista em Fringe City que está se sentindo incrivelmente nervoso e relutante em se tornar um pai. Ele vive com sua bela esposa Tonya e Otis seu cão. Seu nome Tim Avery é uma homenagem ao famoso cartunista Tex Avery. Quando ele usa a máscara, Tim ganha uma cara verde, cabelo laranja de plástico, uma voz masculina, um queixo estreito, e um macacão ou smoking branco. Ele só usa a máscara duas vezes durante o filme.
Alan Cumming como Loki: Um deus da escuridão e do mal. Depois de ser condenado a encontrar a máscara por seu pai Odin, ele faz tudo em seu poder para segui-lo para baixo. Ele é considerado o antagonista do filme, apesar do fato de que ele tem um passado conturbado. Em um ponto, ele acaba perdendo seus poderes, mas depois recebe de volta.
Traylor Howard como Tonya Avery: a esposa de Tim Avery.
Kal Penn como Jorge: O melhor amigo de Tim na empresa de animação. Ele trabalha no mesmo andar de Tim e também deseja se tornar um bom animador. Ele é extremamente tímido em torno de uma mulher chamada Sylvia.
Steven Wright como Daniel Moss: O chefe da empresa de animação.
Bob Hoskins como Odin: O rei da mitologia nórdica. Odin é o pai de Loki e ordena-lhe para encontrar a sua máscara na terra.
Ben Stein como o Dr. Arthur Neuman: Um médico que apareceu pela primeira vez no primeiro filme The Mask ajudando Stanley Ipkiss (Jim Carrey) descobrir as origens da máscara.
Son of the Mask ou O Filho do Máskara é um filme estadunidense de fantasia e comédia familiar de 2005 baseado nas histórias em quadrinhos publicada pela Dark Horse Comics do personagem The Mask, dirigido por Lawrence Guterman, estrelado por Jamie Kennedy como Tim Avery, um aspirante a cartunista de Fringe City, que acabou de ter seu primeiro filho que nasceu com os poderes da Máscara. O Filme é a sequência de The Mask (1994), apesar de seguir rumos diferentes. O filme teve um orçamento de US $ 84 milhões e 57,6 milhões dólares de bilheteria mundial bruto.
Também é estrelado por Alan Cumming como o deus do mal, Loki, Odin ordena ele para encontrar a máscara. É as co-estrelas são Traylor Howard, Kal Penn, Steven Wright, e Bob Hoskins como Odin. Ben Stein faz um reaparecimento rápido como o Dr. Arthur Neuman ele restabelece a relação com a máscara e Loki. O filme foi amplamente criticado pelos críticos. Ele ganhou o Prêmio Framboesa de Ouro de Pior Remake ou Sequência.
Ao contrário do primeiro filme que era mais orientado para adultos, este é um filme de família com um tom muito mais leve e cômico sendo que o primeiro tinha um tom mais escuro.
Anúncios

Publicado em setembro 15, 2011, em Cine UHTV. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. This is the right site for anyone who wants to understand this topic.

    You understand so much its almost tough to argue with you (not that
    I really will need to…HaHa). You certainly put a fresh spin on a subject that’s been written about for ages. Wonderful stuff, just great!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: