A Disputa Começou: Veja Pesquisas Para Prefeitos em Mossoró, São Paulo e Natal


Larissa Rosado (PSB) – 33, 33%;
Chico da Prefeitura (DEM) – 17,17%
Cláudia Regina (DEM) – 11,67%;
Ruth Ciarlini (DEM) – 6,33%;
Miguel Mossoró (PTC) – 1,50%;
Josivan Barbosa (PT) – 1, 33%;
Chico Carlos (PV) – 0,67%;
Kátia Pinto (DEM) – 0, 33%
Alex Moacir (PMDB) – 0,17%
Nenhum – 8,67%
Não Sabe Dizer – 18,83%
Em SP

Serra e Russomano empatam no cenário sem Marta

A primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito da cidade de São Paulo realizada pelo Datafolha, mostra que, a ex-prefeita Marta Suplicy é o hoje o nome mais forte na disputa. Foram ouvidos 1039 moradores da cidade de São Paulo, a partir dos 16 anos de idade, na última quinta-feira, 01 de setembro de 2011. A margem de erro máxima para o total da amostra é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A ex-prefeita lidera todos os cenários em que aparece como candidata do PT. No total, foram pesquisados oito cenários, com o revezamento entre os nomes dos pré-candidatos Marta Suplicy e Fernando Haddad pelo PT e José Serra, José Aníbal, Aloysio Nunes e Bruno Covas pelo PSDB. Marta aparece em quatro deles, com vantagem de, em média, 14 pontos em relação aos adversários. Em todas as situações foram mantidos: Celso Russomano pelo PP, o vereador Netinho de Paula pelo PC do B, Soninha pelo PPS, o secretário do meio ambiente Eduardo Jorge pelo PV, Paulinho da Força pelo PDT, Gabriel Chalita pelo PMDB e Luiz Flávio Borges D´Urso pelo PTB.

A menor vantagem de Marta se dá na simulação em que a petista é confrontada com José Serra pelo PSDB. Nesse caso, a ex-prefeita obtém 29% das intenções de voto, ante 18% de José Serra e 13% de Celso Russomano. Netinho de Paula (8%), Soninha (6%) e Paulinho da Força (6%) aparecem empatados. Gabriel Chalita é citado por 3% e Luiz Flávio Borges D’Urso e Eduardo Jorge obtém 2%, cada. Votos brancos e nulos somam 10% e 3% estão indecisos. Nesse cenário, a candidata do PT obtém desempenho melhor entre as mulheres (32%) do que entre os homens (26%). Na estratificação por escolaridade, ela obtém 31% entre os que estudaram até o ensino fundamental, ante 25% entre aqueles com nível superior. A petista obtém 36% entre aqueles que avaliam o governo Kassab como ruim ou péssimo, e 26% entre os que o avaliam como ótimo ou bom. Serra obtém seus melhores índices entre os eleitores com nível superior (30%) e entre os mais ricos (31%).

No cenário em que o candidato do PSDB é o senador Aloysio Nunes, Marta obtém 31% e o segundo colocado é Celso Russomano com 15% das citações. A seguir aparecem Netinho de Paula (9%), Soninha (8%), Paulinho da Força e Aloysio Nunes (7% cada um deles), Chalita (4%), Eduardo Jorge (2%), e D’Urso (1%). Indicações para branco, nulo ou nenhum somam, neste caso, 14%, e 4% não souberam responder. Marta se destaca entre os mais jovens (42%) e entre aqueles com renda mensal familiar inferior a dois salários mínimos (37%). Russomano vai melhor entre os mais velhos (20%), do que entre os mais jovens (9%). Na estratificação por renda, o político do PP obtém seu melhor desempenho entre aqueles cuja família obtém de dois a cinco salários mínimos por mês (17%), ante 11% entre quem tem renda de 10 salários mínimos ou mais. Entre os que têm o PMDB como partido de preferência, 20% votariam em Russomano, e 10%, em Chalita.

Quando os nomes do PSDB são Bruno Covas ou José Aníbal, a ex-prefeita Marta Suplicy lidera, com 31% contra o primeiro e 29% na simulação em que aparece o segundo.

Com Bruno Covas pelo PSDB, Marta atinge 31% e obtém 16 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Celso Russomano, que tem 15% das citações. Disputam a terceira posição, Netinho de Paula (9%), Soninha (8%), Paulinho da Força (7%) e Bruno Covas (6%). Com índices menores estão Gabriel Chalita (4%), Luiz Flavio D´Urso e Eduardo Jorge (2%, cada). Posicionam-se pelo voto em branco ou nulo 14% e 3% estão indecisos.
Na hipótese com José Aníbal representando o PSDB, Marta Suplicy mantém a liderança com 29%. Nesse cenário Netinho tem 16%, Soninha e Netinho 9% e Paulinho da Força 8%. José Aníbal e Chalita empatam numericamente com 4%, seguidos por Eduardo Jorge (2%) e Luiz Flávio D´Urso (1%). O total de votos em branco ou nulo chega a 14% e os indecisos somam 4%.

Nos cenários em que o candidato do PT é o ministro da Educação, Fernando Haddad, o petista não alcança mais que 2% das intenções de voto. Celso Russomano lidera sozinho ou em situação de empate quando tem como adversário José Serra. Nesse cenário, José Serra e Celso Russomano obtêm 19% das citações, cada. Netinho de Paula aparece com 13%, seguido por Paulinho da Força e Soninha (9% cada um deles), Gabriel Chalita (5%) e Eduardo Jorge, Luiz Flávio Borges D’Urso e Fernando Haddad (2% cada um deles). Intenções para voto em branco, nulo ou nenhum dos candidatos somam 16%, e 5% não souberam responder. Russomano se sai melhor entre os mais velhos (25%) do que entre os mais jovens (11%). José Serra obtém seus melhores índices entre os mais jovens (26%), mais escolarizados (28%), de maior renda (28%) e entre os eleitores que consideram a gestão de Kassab ótima ou boa (28%). Na fatia de eleitores que dizem ter o PT como partido de preferência, 19% votariam em Russomano, 7%, em Serra, 19%, em Netinho, 16%, em Paulinho da Força, 11%, em Soninha, e somente 1% em Haddad.

Quando é apresentado ao eleitor o cartão com o nome de Haddad como nome do PT e de Aloysio Nunes Ferreira como candidato do PSDB, Russomano com 20% empata tecnicamente com Netinho que tem 15% das menções, considerando a margem de erro de três pontos para mais ou para menos. A seguir, empatados, aparecem Soninha (11%), Paulinho da Força e Aloysio Nunes, com 10% cada um deles, seguidos por Chalita (5%), D’Urso e Eduardo Jorge (2% cada um deles) e Fernando Haddad (1%). O índice dos que votariam em branco, nulo ou em nenhum deles é de 19%, e 6% não souberam responder.

No cenário em que Bruno Covas concorre pelo PSDB, Celso Russomano lidera com 21% das citações, seguido por Netinho com 15%, Soninha com 11% e Paulinho da Força com 10%. O candidato do PSDB é citado por 6%, empatado com Chalita que tem 5%. Eduardo Jorge e Haddad obtêm 2%. Cada. D´Urso é citado por 1%. Votariam em branco ou nulo nessa situação 21% e 5% não souberam responder.

Na situação em que José Aníbal é o candidato pelo PSDB, Russomano mantém a liderança com 21%. Netinho (15%), Soninha (11%) e Paulinho (11%) empatam na segunda posição. Chalita e José Aníbal são citados por 5%, cada. Eduardo Jorge, Haddad e D´Urso obtêm 2%, cada. Não escolheriam nenhum candidato ou votariam em branco 21% e 6% estão indecisos.

A senadora e ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy (PT) é a pré-candidata mais citada espontaneamente pelos eleitores de São Paulo quando questionados sobre em quem votariam para prefeito em 2012: 11% indicam a petista. O nome do prefeito Gilberto Kassab vem a seguir, com 6% – em segundo mandato, porém, ele não pode concorrer. O ex-prefeito e ex-governador José Serra é o candidato do PSDB mais citado espontaneamente (3%), no mesmo patamar de Paulo Maluf (2%), candidato do PT (2%) e Geraldo Alckmin (2%). Com 1% aparecem ainda Lula e Dilma, e foram mencionados mas não obtiveram esse percentual os pré-candidatos Soninha (PPS), Gabriel Chalita (PMDB), Netinho de Paulo (PC do B), Fernando Haddad (PT), Luiz Flávio Borges D’Urso (PTB) e Eduardo Jorge (PV). Metade (53%) dos eleitores não soube indicar nenhum nome, 13% disseram que votariam em branco ou anulariam o voto, e 7% deram outras respostas.

Natal

Considerando um cenário com 12 possíveis nomes para 2012. Foi feita a seguinte pergunta aos entrevistados: Caso a eleição para prefeito de Natal fosse hoje, em quais desses candidatos citados, o senhor (a) poderia a vir a dar o voto? O levantamento mostra o ex-prefeito da capital Carlos Eduardo Alves (PDT) na liderança com 61,8% das intenções de voto dos natalenses.

A ex-governadora Wilma de Faria (PSB), em segundo lugar, tem 40,8% e a deputada federal Fátima Bezerra (PT), em terceiro, está com 26,6%.

Os deputados federais Rogério Marinho (PSDB) e Felipe Maia aparecem com 16,6% e 12,0%, respectivamente. O vereador eleito deputado estadual Hermano Morais (PMDB) pontuou 9,6 %.

A atual prefeita de Natal Micarla de Sousa (PV) tem apenas 8,8% das intenções de voto dos natalenses, sendo seguida do deputado estadual Wober Júnior (PPS) com 6,5% e do vice-prefeito de Natal Paulinho Freire (PP) com 4,8%.

Os deputados federais Fábio Fária (PMN) e João Maia (PR) estão com 4,1% e 3,9%, respectivamente. O promotor aposentado Joanilson de Paula Rêgo (PSC) tem 1,1%.

Uma porcentagem de 5,0% afirmou que não votaria em nenhum dos 12 nomes apresentados e 3,5% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder. Os resultados da pesquisa estão sujeitos a um erro máximo permissível de 3,4%, com confiabilidade de 95%.

Em Breve o UHTV estará atrás das Pesquisas em Outras Cidades,Mande sua Sugestão Para UHTV@hotmail.com

#Eleições 2012,O Brasil Vota no UHTV

Publicado em setembro 16, 2011, em Politica. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: