Arquivo da categoria: Coluna Livre

FIM DE TEMPORADA: "Coluna Livre" chega ao fim hoje!

Clonagem Humana
É de conhecimento geral que a clonagem humana é a reprodução assexuada que gera cópias geneticamente idênticas dum mesmo ser vivo.
E que já existem casos de clonagem animal como o da ovelhinha “Dolly” que foi o primeiro mamífero a ser clonado, como a clonagem animal, seria possível clonar um ser humano? Quais as consequências que teriam ao se clonar um ser humano? As pessoas iam querer ser clonadas…?
Outra preocupação constante é que se clonarmos um ser humano, estaríamos clonando também sua personalidade, seus pensamentos, seu jeito de ser?
Quantas pessoas não iriam pagar para ser clonadas afim de prolongar a vida na terra, imaginem a bagunça que não seria se isso fosse possível, como iriamos saber quem é quem, colocando códigos de barra na testa de cada um…?
Levando em consideração esses aspectos a Clonagem humana é uma coisa que futuramente será bem real na nossa sociedade, o mundo está evoluindo de uma forma que logo teremos relatos de que foi feito a primeira clonagem humana, coisa inimaginável para algumas pessoas, já para outras uma possibilidade de se manter viva a presença de seus entes queridos.
Obs. No mundo em que vivemos tudo é possível mas existe muito mais sobre a clonagem humana, coisas que apenas um texto não pode explicar…
Chega ao fim mais uma temporada da “Coluna Livre”. Lembre-se: Sempre que houver algum buraco na grade, esse formato volta para deixar você ligado em assuntos livres e interessantes. Até uma próxima…
E na próxima segunda, às 18h, tem a mega estreia da nova web-novela do UHTV!:
Escrita por Luís Henriq e Francisco Neto.
Anúncios

Coluna Livre: Pena de morte!

Um dos assuntos mais discutidos já existentes com certeza é a pena de morte, afinal podemos, temos o direito de tirar a vida de outra pessoa?
Se uma pessoa tirar a vida de outra, essa pessoa vai estar sendo privada de viver, como esse assassino pode ser penalizado? Com a pena de morte? Com a prisão perpétua? Não deve ser penalizada pois ela teve um bom motivo para fazer isso? …?
A vida é feita de escolhas, aqui se faz aqui se paga, a pena de morte pode sim ser considerada um dos meios mais eficazes de combater a criminalidade, nos casos de assassinato, estupro ou até mesmo coisa pior como casos de pedofilia, quando esse “mostro” é pego e depois submetido a pena de morte pode ter certeza de que ele não vai mais cometer crimes contra a sociedade, pondo um fim definitivo em seus crimes e em suas maldades. O que não pode acontecer é um inocente ser penalizado, pois quando ocorre um erro ele é irreparável porque não é possível reviver depois de morto.
Infelizmente a nossa sociedade e a nossa justiça não estão prontas para receber a pena de morte, é muita responsabilidade tirar a vida de uma pessoa e isso só pode acontecer em casos extremos em que se tenha a certeza de que se a pessoa for solta ela vai cometer crimes ainda piores.
Quando fomos criados tenho certeza de que Deus não queria que tirássemos a vida uns dos outros porem é o que acontece e não podemos ignorar isso, algo deve ser feito, mas o que?
Essa é a pergunta que todos nós devemos nos fazer, o que pode ser feito em relação a tudo isso?
Obs. Todos nós temos direitos e deveres, mas até onde vai meu direito? até onde não interfere no seu direito? Eu tenho direito de ouvir musica alta, mas você também tem o direito de ouvir o silêncio, e ai o que se faz?
Amanhã tem a última edição dessa temporada. Com um tema intrigante e que está em alta no momento devido à reprise de uma novela global. Você não pode perder!

Coluna Livre: Pena de morte!

Um dos assuntos mais discutidos já existentes com certeza é a pena de morte, afinal podemos, temos o direito de tirar a vida de outra pessoa?
Se uma pessoa tirar a vida de outra, essa pessoa vai estar sendo privada de viver, como esse assassino pode ser penalizado? Com a pena de morte? Com a prisão perpétua? Não deve ser penalizada pois ela teve um bom motivo para fazer isso? …?
A vida é feita de escolhas, aqui se faz aqui se paga, a pena de morte pode sim ser considerada um dos meios mais eficazes de combater a criminalidade, nos casos de assassinato, estupro ou até mesmo coisa pior como casos de pedofilia, quando esse “mostro” é pego e depois submetido a pena de morte pode ter certeza de que ele não vai mais cometer crimes contra a sociedade, pondo um fim definitivo em seus crimes e em suas maldades. O que não pode acontecer é um inocente ser penalizado, pois quando ocorre um erro ele é irreparável porque não é possível reviver depois de morto.
Infelizmente a nossa sociedade e a nossa justiça não estão prontas para receber a pena de morte, é muita responsabilidade tirar a vida de uma pessoa e isso só pode acontecer em casos extremos em que se tenha a certeza de que se a pessoa for solta ela vai cometer crimes ainda piores.
Quando fomos criados tenho certeza de que Deus não queria que tirássemos a vida uns dos outros porem é o que acontece e não podemos ignorar isso, algo deve ser feito, mas o que?
Essa é a pergunta que todos nós devemos nos fazer, o que pode ser feito em relação a tudo isso?
Obs. Todos nós temos direitos e deveres, mas até onde vai meu direito? até onde não interfere no seu direito? Eu tenho direito de ouvir musica alta, mas você também tem o direito de ouvir o silêncio, e ai o que se faz?
Amanhã tem a última edição dessa temporada. Com um tema intrigante e que está em alta no momento devido à reprise de uma novela global. Você não pode perder!

Coluna Livre: Pena de morte!

Um dos assuntos mais discutidos já existentes com certeza é a pena de morte, afinal podemos, temos o direito de tirar a vida de outra pessoa?
Se uma pessoa tirar a vida de outra, essa pessoa vai estar sendo privada de viver, como esse assassino pode ser penalizado? Com a pena de morte? Com a prisão perpétua? Não deve ser penalizada pois ela teve um bom motivo para fazer isso? …?
A vida é feita de escolhas, aqui se faz aqui se paga, a pena de morte pode sim ser considerada um dos meios mais eficazes de combater a criminalidade, nos casos de assassinato, estupro ou até mesmo coisa pior como casos de pedofilia, quando esse “mostro” é pego e depois submetido a pena de morte pode ter certeza de que ele não vai mais cometer crimes contra a sociedade, pondo um fim definitivo em seus crimes e em suas maldades. O que não pode acontecer é um inocente ser penalizado, pois quando ocorre um erro ele é irreparável porque não é possível reviver depois de morto.
Infelizmente a nossa sociedade e a nossa justiça não estão prontas para receber a pena de morte, é muita responsabilidade tirar a vida de uma pessoa e isso só pode acontecer em casos extremos em que se tenha a certeza de que se a pessoa for solta ela vai cometer crimes ainda piores.
Quando fomos criados tenho certeza de que Deus não queria que tirássemos a vida uns dos outros porem é o que acontece e não podemos ignorar isso, algo deve ser feito, mas o que?
Essa é a pergunta que todos nós devemos nos fazer, o que pode ser feito em relação a tudo isso?
Obs. Todos nós temos direitos e deveres, mas até onde vai meu direito? até onde não interfere no seu direito? Eu tenho direito de ouvir musica alta, mas você também tem o direito de ouvir o silêncio, e ai o que se faz?
Amanhã tem a última edição dessa temporada. Com um tema intrigante e que está em alta no momento devido à reprise de uma novela global. Você não pode perder!

Coluna Livre: Racismo e Preconceito

O racismo e o preconceito estão bem presentes na nossa sociedade, e mesmo que as pessoas neguem, eles estão enraizados dentro de cada um de nós. Muito se fala sobre isso e pouco se faz para lutar contra essa grande ignorância da sociedade que faz seu julgamento antes mesmo de conhecer a pessoa.
Em todos os lugares em toda parte se vê, basta querer enxergar, um bom exemplo é a televisão, esse grande meio de comunicação é também um dos maiores lugares onde se vê o racismo e o preconceito, quantos negros se vê em um comercial de televisão, quantos negros se vê em uma novela, quantos negros tem o papel principal em uma novela ?
O racismo está alem das fronteiras, está presente até mesmo entre os negros que muitas vezes se sentem inferiores as outras pessoas por serem negros, o que é uma grande “bobagem” por que todos nós sabemos que jamais devemos julgar uma pessoa por sua cor, raça, ou modo de viver, se sabemos disso por que insistimos em continuar errando e fazendo julgamentos precipitados em relação as pessoas ?
Esse é um grande problema que nunca vai ter fim, me sinto de mãos atadas referente a isso, pois sei que faço minha parte perante a sociedade e é isso que todos devem fazer, se cada um fizer sua parte podemos, juntos, acabar com o racismo e o preconceito.
Obs. Esse é um problema muito importante por que faz com que os negros percam sua identidade e faz com que os brancos tenham medo da palavra Negro. E por isso sempre diz ao outro: Você não é negro é moreninho, mulatinho, escurinho, etc…
Amanhã tem a penúltima edição dessa temporada da “Coluna Livre”!

Coluna Livre: Racismo e Preconceito

O racismo e o preconceito estão bem presentes na nossa sociedade, e mesmo que as pessoas neguem, eles estão enraizados dentro de cada um de nós. Muito se fala sobre isso e pouco se faz para lutar contra essa grande ignorância da sociedade que faz seu julgamento antes mesmo de conhecer a pessoa.
Em todos os lugares em toda parte se vê, basta querer enxergar, um bom exemplo é a televisão, esse grande meio de comunicação é também um dos maiores lugares onde se vê o racismo e o preconceito, quantos negros se vê em um comercial de televisão, quantos negros se vê em uma novela, quantos negros tem o papel principal em uma novela ?
O racismo está alem das fronteiras, está presente até mesmo entre os negros que muitas vezes se sentem inferiores as outras pessoas por serem negros, o que é uma grande “bobagem” por que todos nós sabemos que jamais devemos julgar uma pessoa por sua cor, raça, ou modo de viver, se sabemos disso por que insistimos em continuar errando e fazendo julgamentos precipitados em relação as pessoas ?
Esse é um grande problema que nunca vai ter fim, me sinto de mãos atadas referente a isso, pois sei que faço minha parte perante a sociedade e é isso que todos devem fazer, se cada um fizer sua parte podemos, juntos, acabar com o racismo e o preconceito.
Obs. Esse é um problema muito importante por que faz com que os negros percam sua identidade e faz com que os brancos tenham medo da palavra Negro. E por isso sempre diz ao outro: Você não é negro é moreninho, mulatinho, escurinho, etc…
Amanhã tem a penúltima edição dessa temporada da “Coluna Livre”!

Coluna Livre: Racismo e Preconceito

O racismo e o preconceito estão bem presentes na nossa sociedade, e mesmo que as pessoas neguem, eles estão enraizados dentro de cada um de nós. Muito se fala sobre isso e pouco se faz para lutar contra essa grande ignorância da sociedade que faz seu julgamento antes mesmo de conhecer a pessoa.
Em todos os lugares em toda parte se vê, basta querer enxergar, um bom exemplo é a televisão, esse grande meio de comunicação é também um dos maiores lugares onde se vê o racismo e o preconceito, quantos negros se vê em um comercial de televisão, quantos negros se vê em uma novela, quantos negros tem o papel principal em uma novela ?
O racismo está alem das fronteiras, está presente até mesmo entre os negros que muitas vezes se sentem inferiores as outras pessoas por serem negros, o que é uma grande “bobagem” por que todos nós sabemos que jamais devemos julgar uma pessoa por sua cor, raça, ou modo de viver, se sabemos disso por que insistimos em continuar errando e fazendo julgamentos precipitados em relação as pessoas ?
Esse é um grande problema que nunca vai ter fim, me sinto de mãos atadas referente a isso, pois sei que faço minha parte perante a sociedade e é isso que todos devem fazer, se cada um fizer sua parte podemos, juntos, acabar com o racismo e o preconceito.
Obs. Esse é um problema muito importante por que faz com que os negros percam sua identidade e faz com que os brancos tenham medo da palavra Negro. E por isso sempre diz ao outro: Você não é negro é moreninho, mulatinho, escurinho, etc…
Amanhã tem a penúltima edição dessa temporada da “Coluna Livre”!

Coluna Livre: Bullying?

O que é bullying? É o termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, praticado por um valentão ou por um grupo de pessoas.
O bullying pode ser considerado uma forma de preconceito camuflado, embora as vezes ele dê as caras e mostra sua fasce para a sociedade, sendo assim discutido por alguns dias.
Nas escolas é até comum você ver atos de bullying, em todas as escolas sempre se vê um aluno separado do grupo, triste, solitário sem saber o por que está sendo rejeitado pela maioria, ou aquele que está sendo alvo de boatos maldosos, ou pior aquele que está sendo agredido verbalmente e fisicamente, isso tudo acontece em áreas com supervisão adulta mínima ou inexistente.
Há casos extremos de bullying, como o do aluno do oitavo ano Curtis Taylor que era alvo de bullying a três anos, sendo espancado no vestiário, sendo sujo com achocolatado e tendo seus pertences vandalizados. Tudo isso acabou quando ele se matou aos 15 anos de idade na frente da sua professora e de seus colegas de classe.
Essa é só mais uma face do preconceito que tem várias e várias faces e formas…
Tipos de bullying:
Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada.
Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade.
Interferir com a propriedade pessoal de uma pessoa, livros ou material escolar, roupas, etc, danificando-os
Espalhar rumores negativos sobre a vítima.
Depreciar a vítima sem qualquer motivo.
Fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando a vítima para seguir as ordens.
Colocar a vítima em situação problemática com alguém (geralmente, uma autoridade), ou conseguir uma ação disciplinar contra a vítima, por algo que ela não cometeu ou que foi exagerado pelo bully.
Fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe), sobre o local de moradia de alguém, aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência.
Isolamento social da vítima.
Criar páginas falsas sobre a vítima em sites de relacionamento, de publicação de fotos etc.
Chantagem.
Expressões ameaçadoras.
Grafitagem depreciativa.
Obs. O bullying é uma forma ridícula de descriminar o mais fraco, fazendo assim com que a pessoa sofra danos irreversíveis para sua vida…
Amanhã tem mais e não se esqueça: Próxima segunda, às 6 da tarde, tem a estreia de:

Coluna Livre: Bullying?

O que é bullying? É o termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, praticado por um valentão ou por um grupo de pessoas.
O bullying pode ser considerado uma forma de preconceito camuflado, embora as vezes ele dê as caras e mostra sua fasce para a sociedade, sendo assim discutido por alguns dias.
Nas escolas é até comum você ver atos de bullying, em todas as escolas sempre se vê um aluno separado do grupo, triste, solitário sem saber o por que está sendo rejeitado pela maioria, ou aquele que está sendo alvo de boatos maldosos, ou pior aquele que está sendo agredido verbalmente e fisicamente, isso tudo acontece em áreas com supervisão adulta mínima ou inexistente.
Há casos extremos de bullying, como o do aluno do oitavo ano Curtis Taylor que era alvo de bullying a três anos, sendo espancado no vestiário, sendo sujo com achocolatado e tendo seus pertences vandalizados. Tudo isso acabou quando ele se matou aos 15 anos de idade na frente da sua professora e de seus colegas de classe.
Essa é só mais uma face do preconceito que tem várias e várias faces e formas…
Tipos de bullying:
Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada.
Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade.
Interferir com a propriedade pessoal de uma pessoa, livros ou material escolar, roupas, etc, danificando-os
Espalhar rumores negativos sobre a vítima.
Depreciar a vítima sem qualquer motivo.
Fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando a vítima para seguir as ordens.
Colocar a vítima em situação problemática com alguém (geralmente, uma autoridade), ou conseguir uma ação disciplinar contra a vítima, por algo que ela não cometeu ou que foi exagerado pelo bully.
Fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe), sobre o local de moradia de alguém, aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência.
Isolamento social da vítima.
Criar páginas falsas sobre a vítima em sites de relacionamento, de publicação de fotos etc.
Chantagem.
Expressões ameaçadoras.
Grafitagem depreciativa.
Obs. O bullying é uma forma ridícula de descriminar o mais fraco, fazendo assim com que a pessoa sofra danos irreversíveis para sua vida…
Amanhã tem mais e não se esqueça: Próxima segunda, às 6 da tarde, tem a estreia de:

Coluna Livre – 4ª temporada, está no AR!

Aborto, porque não ?
A grande maioria das pessoas acreditam que o aborto não deve ser cometido de forma alguma sob qualquer circunstância, porém nem sempre é o que acontece.
Hoje grande parte das meninas engravidam muito sedo, o que piora ainda mais essa situação, como seria possível uma criança criar outra? Seria como dizer para um cego olhar para os dois lados da rua antes de atravessar.
Se uma adolescente engravida e essa criança não é desejada como que essa criança vai nascer, sendo rejeitada, maltratada e até mesmo humilhada pela própria mãe, podendo até virar um perigo para a sociedade, sendo um ladrão, delinquente ou coisa pior.
Se essa mãe abortasse não estaria evitando tudo isso, todo esse transtorno, até mesmo para a criança que no fim é a que mais sai perdendo nessa história? Só não podemos continuar na situação em que estamos hoje, onde o aborto é visto como um dos atos mais obscenos que um ser humano pode cometer.
Com tudo não estou incentivando a prática do aborto, é certo que essa mãe é quem deve evitar a gravidez para que não se chegue nessa situação. Apenas acredito que essa é uma questão que deve ser avaliada com muita calma e compreensão.
Obs. É fácil julgar quando se está de fora, porém quando você se vê em uma situação dessa, você nem imagina o que fazer.
Essa 4ª temporada vai até sexta-feira, por isso, nao perca nenhuma edição dessa temporada.