Arquivo da categoria: Esportes

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Anúncios

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Bomba: Neymar não quer saber dos fãs

A paciência de Neymar com os fãs japoneses acabou. E de uma maneira muito feia. O Santos está hospedado no hotel Sherathon Bay. Perto há um enorme shopping eletrônico subterrâneo. Ele decidiu sair acompanhado por Elano. Os dois acreditavam que era possivel sair sem seguranças. Só que não esperavam os fãs japoneses. Eles cercaram Neymar. Eram cerca de 20, pedindo autógrafos, querendo fotos ou mesmo só ficar perto. Todos gritavam excitados, “Neymaru, Neymaru, Neymaru”.
.
Neymar começou tentando se desviar e caminhar em direção ao shopping. Só que a situação estava se complicando. Os japoneses insistiam nas fotos e nos autógrafos. O jogador acabou gritando um palavrão virou as costas, irritado, e chamou Elano: “Vamos voltar para o hotel. Saco…”.
.
Os fãs ignoraram a raiva do jogador e continuaram a pedir autógrafos e fotos. Neymar acabou saindo meia hora mais tarde, desta vez com os seguranças. Aí encontrou os jornalistas. Mal eles tentaram chegar perto dele, o atacante já foi falando.
.

– Ah, dá um tempo. É todo dia. Me deixem ficar tranquilo.


Constrangidos, os jornalistas se afastaram. E consideraram o comportamento do jogador exagerado.


O assédio a Neymar está perto do insuportável. A imprensa internacional não para de pedir entrevistas todos os dias. O jogador de 19 anos está cansando. Ficando cada vez mais agoniado com a concentração. Não suporta ficar preso no quarto. Mas não quer mais ser assediado. Está sendo uma agonia para o atleta passar essas duas semanas concentrado.

.

Situações desse tipo não existem, por exemplo, com Messi. Ao contrário de Neymar, o argentino sempre sai da concentração com seguranças. E os jornalistas espanhóis nem se aproximam porque sabem que ele não dá entrevista. Após a partida contra o Saad, foi um exemplo. Ele saiu por uma porta exclusiva. Não foi na coletiva e muito menos na zona mista. Em Barcelona ele falou cerca de cinco vezes este ano inteiro. Ele não aceita nem o pedido do seu clube. É um privilégio que tem por contrato.

.

Pela postura irritadiça de Neymar, está chegando a hora de pensar em se proteger. Ou então vai acabar perdendo a paciência e indo contra o seu maior patrimônio, os fãs. Seu pequeno vexame no Japão foi visto e filmado por jornalistas brasileiros. Foi feio demais.

Barcelona dá um "olé"no Santos

neymar santos mascherano fontas busquets barcelona (Foto: Agência Reuters)

Um Neymar diferente deixou o gramado do estádio de Yokohama após a derrota do Santos por 4 a 0 para o Barcelona no Mundial de Clubes da Fifa, neste domingo.

Nitidamente emocionado após a goleada sofrida, o atacante, sempre sorridente, era o retrato da lamentação. Com os olhos marejados, o craque admitiu não só a superioridade rival, mas teve humildade para reconhecer que houve uma aula de futebol. Segundo Neymar, o Santos tem de aprender com os catalães para poder voltar ao Japão em 2012.

– Eu não sei se o time deles é imbatível, mas hoje é a melhor equipe do mundo. Aprendemos a jogar futebol. Eles possuem jogadores fantásticos. O que vivemos aqui vai servir de lição para levar de volta ao Brasil. O Barcelona ensinou como se joga futebol – reconheceu o santista, que teve uma atuação discreta na partida disputada em Yokohama.

Apesar da decepção, Neymar também deu aula, mas de maturidade. Eleito o terceiro melhor jogador do torneio, ele disse que não é momento de baixar a cabeça e achar que tudo está errado. A meta é aprender com os erros e buscar uma nova chance de voltar ao Japão em 2012.

– Não adianta aqui falar o que fizemos ou deixamos de fazer. Chegamos aqui após vencer muitas batalhas. Somos o segundo melhor time do mundo. Mostramos que podemos voltar aqui novamente – disse Neymar.

O atacante mostrou também que está atento ao que o Barcelona representa não só em campo, mas também fora dele. Neymar citou uma declaração recente do técnico do Barça, Pep Guardiola, para passar uma mensagem de alento aos santistas.

– Outro dia, vi uma entrevista do Guardiola (técnico do Barça), que disse que você primeiro perde para depois ganhar. Quem sabe isso não possa acontecer com o Santos no ano que vem – completou.

Bem marcado e pouco municiado, Neymar não pôde fechar a temporada de 2011, sua terceira como profissional, com a marca de 100 gols – parou em 99. Ele e os demais titulares santistas entram em férias agora e só se reapresentam no final de janeiro. O Santos iniciará o Campeonato Paulista com uma equipe repleta de reservas.

Barcelona dá um "olé"no Santos

neymar santos mascherano fontas busquets barcelona (Foto: Agência Reuters)

Um Neymar diferente deixou o gramado do estádio de Yokohama após a derrota do Santos por 4 a 0 para o Barcelona no Mundial de Clubes da Fifa, neste domingo.

Nitidamente emocionado após a goleada sofrida, o atacante, sempre sorridente, era o retrato da lamentação. Com os olhos marejados, o craque admitiu não só a superioridade rival, mas teve humildade para reconhecer que houve uma aula de futebol. Segundo Neymar, o Santos tem de aprender com os catalães para poder voltar ao Japão em 2012.

– Eu não sei se o time deles é imbatível, mas hoje é a melhor equipe do mundo. Aprendemos a jogar futebol. Eles possuem jogadores fantásticos. O que vivemos aqui vai servir de lição para levar de volta ao Brasil. O Barcelona ensinou como se joga futebol – reconheceu o santista, que teve uma atuação discreta na partida disputada em Yokohama.

Apesar da decepção, Neymar também deu aula, mas de maturidade. Eleito o terceiro melhor jogador do torneio, ele disse que não é momento de baixar a cabeça e achar que tudo está errado. A meta é aprender com os erros e buscar uma nova chance de voltar ao Japão em 2012.

– Não adianta aqui falar o que fizemos ou deixamos de fazer. Chegamos aqui após vencer muitas batalhas. Somos o segundo melhor time do mundo. Mostramos que podemos voltar aqui novamente – disse Neymar.

O atacante mostrou também que está atento ao que o Barcelona representa não só em campo, mas também fora dele. Neymar citou uma declaração recente do técnico do Barça, Pep Guardiola, para passar uma mensagem de alento aos santistas.

– Outro dia, vi uma entrevista do Guardiola (técnico do Barça), que disse que você primeiro perde para depois ganhar. Quem sabe isso não possa acontecer com o Santos no ano que vem – completou.

Bem marcado e pouco municiado, Neymar não pôde fechar a temporada de 2011, sua terceira como profissional, com a marca de 100 gols – parou em 99. Ele e os demais titulares santistas entram em férias agora e só se reapresentam no final de janeiro. O Santos iniciará o Campeonato Paulista com uma equipe repleta de reservas.