Arquivo da categoria: Foco Ambiental

Foco Ambiental –> ÚLTIMA EDIÇÃO DESSA 1º TEMPORADA: Boas Matérias para Encerrar essa 1º TEMPORADA.


Curiosidades sobre a Fauna a Flora

001 – A cidade de Santos (SP) tem o maior jardim de praia do mundo (218.800 m²) que molduram as praias com 1.746 espécies vegetais, reconhecidos pelo Guinness Records.Clique aqui para visualizar a notícia oficial.
002 – Rio Claro foi a primeira cidade do Estado de São Paulo e a segunda do país a receber energia elétrica, em 1885.
003 – No Egito, não havia florestas, e para a construção de embarcações e edifícios, era preciso buscar madeira em outras terras.
004 – Cerca de três toneladas de lixo espacial flutuam a menos de 200 Km do solo e, é composto de restos provenientes dos objetos lançados pelo homem no espaço, que circulam ao redor da Terra com velocidade aproximada de 28 mil Km/h.
005 – Uma espécie de sapo, o Epibpedobates tricolor que vive no Equador e Peru, apresenta em sua pele a toxina epibatidina que é um analgésico 200 vezes mais forte que a morfina.
006 – No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP) há um jequitibá-rosa de cerca de três mil anos. Esta árvore conhecida, também, por Patriarca de Floresta, é um dos organismos vivos mais antigos da Terra, com 40 metros de altura, circunferência de 11 metros e 3,6 metros de diâmetro.
007 – Existem mais plantas medicinais nas florestas tropicais do que nas florestas boreais. O motivo é que elas precisam lutar mais contra os insetos e as bactérias, nas matas tropicais. Com isso, as plantas adquiriram armas químicas, que a partir de um tempo pra cá começaram a serem usadas na farmácia ocidental.
008 – Enquanto o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil comemoram o Dia da Árvore em 21 de setembro, pois nessas áreas o período chuvoso tem início com a primavera, no Norte e Nordeste a data é festejada em março, coincidindo com a estação chuvosa. O Decreto 55.795 de 24 de fevereiro de 1965 é que determina a última semana de março como período para a realização da Festa Anual das Árvores.
009 – Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto o volume de água permanece o mesmo até hoje.
010 – A maior ilha do mundo banhada ao mesmo tempo por mar e rio, localizada no delta do Amazonas, o Marajó é um santuário ecológico digno de ser preservado.
011 – Nos primeiros três anos de vida do cedro, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem só 4 a 5 centímetros. Aos quatro anos o cedro começa a crescer – 20 centímetros a cada ano – e só aos 40 anos produz sementes.
012 – O baobá, árvore de origem africana, tem o tronco mais grosso do mundo, podendo chegar a medir 20 metros de circunferência e a viver até 6 mil anos de idade.
013 – O Pantanal é a maior área alagável das Américas. Seu cenário freqüentemente confundido com o do pântano se diferencia pelo ciclo de cheias e secas da região.
014 – A grande parte da biomassa animal é composta por invertebrados, isto é, o peso de todos os animais que não tem vértebras, é muito maior que a de todos os Vertebrados somados.
015 – Sakurajima radish é uma espécie de nabo Japonês, originário da Ilha de Sakurajima, que pode atingir os 30kg. (Visualização do nabo)
016 – Ginkgo biloba é a espécie viva de árvore mais antiga do planeta, chamada por Darwin de “fóssil vivente”.
017 – Chamaedorea angustisecta é uma palmeira dióica. Suas flores masculinas, muito perfumadas são colhidas e mantidas em vasos para perfumar o interior das casas.
018 – Durante muitos anos, o ácido fórmico, usado no tratamento de reumatismo e atrite, era extraído de espécies de formigas adultas do gênero Formica.
019 – Na floresta tropical, as formigas representam mais da metade da biomassa total dos artrópodes e superam todos os outros animais em número de indivíduos.
020 – Cerca de 1/5 de todas as espécies de aves são nectarívoras, ou seja, alimentam-se basicamente de néctar.
021 – A palmeira Raphia farinifera apresenta uma das maiores folhas do reino vegetal, que pode chegar a ter mais de 12 metros de comprimento.
022 – A erosão hídrica rouba o corpo do solo, o que constitui uma perda irreparável. O homem deve se conscientizar que cada um (1) centímetro de solo agricultável para ser formado consome, em média, 100 anos.
023 – As primeiras descrições sobre anéis de crescimento foram feitas por Leonardo da Vinci no século XV, ao verificar a relação entre os períodos de chuva e o crescimento das árvores. Clique aqui para saber mais sobre os trabalhos de Leonardo da Vinci.
024 – Jacareí em São Paulo é a primeira cidade a ganhar uma estação de tratamento de esgoto com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água no rio Paraíba do Sul. É a estação de São Silvestre que tratará o esgoto de aproximadamente 9 mil moradores do distrito e tem como principal vantagem o lançamento do efluente tratado antes do ponto de captação.
025 – Homenagem ao escritor Guimarães Rosa, o Parque Nacional Grande Sertão Veredas foi criado em 12/04/1989. Essa Unidade de Conservação preserva parte do planalto denominado Chapadão Central, que divide as bacias dos Rios São Francisco e Tocantins.
026 – Os frutos da pindaíba (Duguetia lanceolata), árvore encontrada desde Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, têm pouca polpa, por isso se diz que uma pessoa “está na pindaíba” quando se sustenta com recursos escassos.


Imagens da Fauna e Flora!


Hydrangea macrophylla


Cassia leptophylla


Araucaria angustifolia

Tiê-sangue (macho) – Ramphocelus bresilius – Mata Atlântica – Itaúnas – Espírito Santo 

– Brasil.


bugio
Macaco Bugio.


Fonte: Flora e Fauna
Imagens: Google Imagens


Aprenda a economizar água


Atitudes simples, como diminuir o tempo do banho ou fechar a torneira enquanto escova os dentes, ajudam a combater o desperdício.

Mude alguns hábitos e acabe com o gasto excessivo

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil gasta-se quase o dobro da quantidade de água recomendada por dia: 200 litros por pessoa. Motivos não faltam para modificar esse quadro. O uso consciente de água ajuda a preservar o meio ambiente e faz bem ao bolso. Afinal, quem esbanja água gasta mais para pagar a conta no fim do mês.
Ronaldo Gonçalves, gestor do Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), afirma: “a população mostra alguns sinais de mudança de hábitos e consciência, já que a média de consumo mensal caiu entre 2000 e 2009”. No entanto, declara: “Apesar da boa notícia, ainda há muito que fazer para combater a má utilização”.
Uma maneira simples de poupar água é tomar banhos menos demorados. Um chuveiro aberto por 15 minutos gasta cerca de 140 litros. Se esse tempo for reduzido para 5 minutos e o registro for fechado enquanto você se ensaboa, cerca de 100 litros de água podem ser economizados.
O uso correto da torneira de cozinha também é importante. Procure mantê-la fechada quando for ensaboar as louças e evite deixá-la pingando. Com essa medida, é possível poupar até 120 litros de água.
Confira mais algumas dicas e reduza o consumo de água em sua casa:
  • Remova os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los;
  • Deixe as louças muito sujas de molho;
  • Faça barba ou escove os dentes sempre com a torneira fechada;
  • Deixe as peças de roupa sujas se acumularem e lave tudo de uma vez, aproveitando a carga máxima da lavadora;
  • Use o regador no lugar da mangueira quando regar as plantas;
  • Mantenha a descarga do banheiro sempre regulada;
  • Não use a mangueira para “varrer” a calçada ou lavar o carro;
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso;
  • Evite utilizar o vaso sanitário como cesta de lixo ou cinzeiro.
A reutilização da água também tem papel importante no combate ao desperdício. Você pode limpar o quintal ou a calçada com a água que foi usada para enxaguar a roupa, por exemplo.  Já a água de chuva pode ser utilizada na rega de plantas ou na limpeza de pisos.

Fique de olho nos vazamentos

Não é apenas o mau uso que provoca desperdício de água. Os vazamentos também fazem com que muitos litros sejam perdidos. É importante ficar atento a alguns sinais que denunciam o problema. Gonçalves diz: “O primeiro deles é uma conta com um valor inesperado. São comuns também mofo, limo nos cantos das paredes e sinais de umidade”.
Descubra como identificar um vazamento em sua residência:
  • Despeje uma colher de pó de café no vaso sanitário;
  • Feche a torneira da boia da caixa, até que não entre mais água;
  • Se o pó for cortado por filetes de água, é grande a possibilidade de haver um vazamento;
  • Feche o registro geral da casa;
  • Coloque um copo cheio de água no bico de uma torneira aberta;
  • Se houver redução na quantidade de água, há vazamento.
Ao detectar um vazamento, procure consertá-lo o mais rápido possível. Se notar o problema na rua, comunique a companhia de água de sua região imediatamente.

Como Economizar Energia Elétrica!

Todos os meses chega a nossa porta a fatura da energia elétrica. E os custos com essa taxa geralmente comprometem uma parcela significativa do nosso orçamento doméstico. Isso faz com que busquemos alternativas para controlar os gastos e reduzir o consumo de energia.

A seguir, valiosas dicas para moderar o consumo energético na sua casa e, por conseguinte, reduzir o valor da conta:

• Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes, que são muito mais eficientes e reduzem substancialmente o consumo energético, além de durarem por mais tempo;

• Ao fazer uso do condicionar de ar, certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente fechadas. Se houverem frestas, providencie o seu vedamento. A fuga de ar frio faz com que o aparelho trabalhe mais e consuma uma maior quantidade de energia;

• Deixe o chuveiro  desligado sempre que possível. Eleve a temperatura da água apenas nos dias frios, pois ele é responsável por uma grande parcela do consumo mensal de energia de qualquer residência;

• Retire da tomada os carregadores de celulares e outros aparelhos assim que a carga estiver completa, pois há algum consumo de energia mesmo após concluído o carregamento e desconectado o aparelho;

• Faça manutenção nos condicionadores de ar com mais de um ano de uso. A limpeza do filtro, especialmente, pode reduzir a carga de trabalho do aparelho;

• Acumule muitas peças de roupa e utilize o ferro de passar de uma só vez, pois se tiver que ligar o ferro e aquecê-lo com frequência, o consumo de energia será exagerado;

• No momento em que for substituir qualquer eletrônico da sua casa, observe o selo que mostra o consumo de energia nos aparelhos que pretenda comprar. Dê preferência aos mais eficientes;

• Trocar a geladeira velha por uma nova mais eficiente pode resultar em uma grande economia mensal, pois esse eletrodoméstico responde por uma grande parcela do consumo energético da casa;

• Tire da tomada seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos sempre que for passar muito tempo sem utilizá-los, pois eles geralmente consomem energia mesmo no modo de espera.

Se você observar as dicas acima, certamente terá uma agradável surpresa ao constatar a redução do valor de sua próxima conta de energia elétrica.


Fonte: Tudo Box

O Que é ECOLOGIA?


A preservação do meio onde vivemos.
Ecologia (do grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo, reflexão), é o ramo da biologia que estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. 


Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera. 

Entre as principais relações destacam-se: 


Relações Intraespecíficas harmônicas sociedade e colônia; 

Relações Intraespecíficas desarmônicas → canibalismo e competições Intraespecíficas. 

Relações interespecíficas harmônicas → mutualismo, protocooperação, inquilinismo e comensalismo; 

Relações interespecíficas desarmônicas → amensalismo, predatismo, parasitismo e competição interespecífica.


Fonte: Brasil Escola


Aquecimento Global

O aquecimento global é um problema ambiental que afeta o mundo todo, como já diz o nome esse problema aquece o planeta Terra, esse aquecimento tem um lado muito negativo para o meio ambiente e inclusive para os seres humanos. Um dos problemas que ocorrem com aquecimento global é o derretimento das calotas polares, a diminuição do gelo também acaba com o habitat natural de animais polares, além disso, o nível do mar aumenta, e esse aumento muda o ecossistema marinho e a água pode invadir em suas proximidades diversas ilhas. O resultado disso tudo é a mudança climática brusca como a Europa, por exemplo, tem sofrido ondas intensas de calor com o nível de temperatura que chega a 40°, isso causa um impacto gigantesco em todo o mundo, o ecossistema não pode ser afetado porque dependemos dele para a sobrevivência e quando ele sofre algum dado causa total desequilíbrio em todo o mundo, atingindo de forma geral a sociedade, fauna, flora e até a economia dos países.
É muito grande o número de desertos que vem surgindo a cada ano no mundo assim como tem ocorrido com freqüência ciclones fora de época que devastam diversas áreas urbanas. As conseqüências mais visíveis desta tragédia que está acontecendo e aumentando a cada dia é de fato o aumento dos níveis dos oceanos e isso causará o desaparecimento de muitas cidades litorâneas daqui um século, o aumento da temperatura faz com que o planeta inteiro se prejudique além de causar o desequilíbrio do ecossistema causando a morte de diversas espécies, aumenta o desmatamento (devido as queimadas causadas pelo tempo seco e quente), desaparecimento de florestas gerando mais problemas, fazendo com aumente as áreas desertas na Terra.
Os cientistas acreditam que o aquecimento global está ocorrendo há mais de 150 anos atrás devido principalmente ao efeito estufa causado pelo homem pelo aumento de poluentes antopogênicos causando buracos na camada de ozônio que é uma proteção contra os raios solares, uma vez que a proteção não age como deveria causa danos a Terra porque sem esta proteção o planeta simplesmente não existiria, não haveria vida.

Fonte: Blogers


Recursos naturais
Recursos naturais renováveis: materiais explorados pelo Homem que podem ser substituídos de tempos a tempos. Como fontes de energia renováveis temos a energia eólica, a energia solar, a energia das ondas do mar…
Recursos naturais não renováveis: materiais explorados pelo Homem que acabam se intensamente explorados e que para se renovarem é necessário muito tempo. São exemplos disso o carvão, o petróleo, o gás natural, muitos minerais e rochas… ha alguns recursos renováveis que se podem tornar não renováveis em consequência do crescimento da população e do mau uso que deles fazemos.



Poluição atmosférica


Ao longo dos séculos, a atmosfera tem sofrido grandes alterações, recebendo  grandes quantidades de dióxido de carbono, de dióxido de enxofre e de metano. Estes gases resultam não só da actividade industrial propriamente dita, como também das alterações nos tipos de combustíveis utilizados para os transportes e a produção de energia.
Fontes de poluição:
Fontes de poluição são as actividades que libertam para o meio ambiente materiais, substâncias prejudiciais aos seres vivos.
As principais fontes de poluição atmosférica são:
Existe também outros tipos de poluição como por exemplo, a poluição da água, poluição do solo, etc. contribuem para a poluição atmosférica.
As relações entre os diversos ecossistemas terrestres, são tão estreitas que a poluição de uns afecta igualmente todos os outros.
Assim, poluentes lançados sobre o solo são transportados pela água e pelo vento, chegando deste modo a atmosfera, percorrendo lagos, rios e oceanos.

Países emissores de gases do efeito estufa
1. Estados Unidos 45,8%
2. China 11,9 %
3. Indonésia 7,4%
4. Brasil 5,4 %
5. Rússia 4,8%
6. Índia 4,5%
7. Japão 3,1%
8. Alemanha 2,5 %
9. Malásia 2,1%
10. Canadá 1,8%



O que é desenvolvimento sustentável?
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objectivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


Crescimento dos residuos urbanos
Nos últimos anos o crescimento populacional ocorreu de forma espantosa e desordenada, culminando em maior consumo e por consequência em maior volume de resíduos. O consumismo aliado aos produtos descartáveis aumentou sobremaneira o volume diário de lixo.
Em 2004 a população mundial atingiu 6.400 milhões e continua a crescer em 80 milhões por ano, estando o Brasil em quinto lugar entre os países mais populosos, atrás da Indonésia, Estados unidos, Índia e China.
O futuro dos recursos naturais
É necessário conhecer a dinâmica das populações das espécies que são exploradas, de modo a determinar a quantidade que é possível retirar que permita a rápida recuperação dessas populações.
Assim, é necessário calcular a taxa de natalidade e de mortalidade, o tempo de vida dos indivíduos e outros factores que condicionam a abundância destas populações. Obviamente, esta quantidade que permite a exploração sustentada deve ter em conta que os processos biológicos podem ser alterados ao longo do tempo e que o nosso conhecimento sobre estes é bastante limitado. Por outras palavras, devemos ser prudentes no estabelecimento dessa quantidade e monitorizar regularmente as populações exploradas. Por exemplo, a extinção da anchova do Perú nos anos 80 deveu-se principalmente a uma sobre-exploração da espécie, mas também aos efeitos não previstos do El Niño, que acelerou o processo de extinção. Do mesmo modo, é necessário conhecer a capacidade de assimilação da poluição, para que se estabeleçam limites adequados aos níveis de poluentes emitidos. http://www.naturlink.pt/images/1x1.gif
Em resumo, as condições para uma exploração sustentada de recursos renováveis comuns implica um conhecimento da dinâmica populacional das espécies a serem exploradas. Além disso, depende também da implementação de legislação e fiscalização que permitam a renovação destas espécies, mas sobretudo de uma consciência ambiental sobre a importância de uma correcta gestão de recursos. Deste modo, será possível uma exploração sustentada destes, bem como a conservação das espécies que os constituem.

Fonte: Nota Positiva

“Conclusão”
Precisamos Cada um Fazer a sua Parte,ajudando ao Meio Ambiente,você estará se ajudando.Você pode se perguntar,mas como estou Ajudando a mim mesmo?Se ajudando para que muitas e pessoas e até você mesmo não Morra por causa dessas Catastrofes que estão acontecendo Hoje em Dia.PRESERVE O MEIO AMBIENTE! Ajude a Mãe Natureza a Sobreviver a tantas Desgraças! 



“PRESERVE O MEIO AMBIENTE”


Quero Agradecer a todos que me acompanharam em todas as 20 Edições da Coluna “FOCO AMBIENTAL” que em todos essas Edições mostrou a você como é Bom Viver, como é Bom Respirar, Como é Preservar o Meio AmbienteEspero que todos tenham aprendido Bastante e Ensinado Bastante, me refiro a ter Divulgado as Matérias em Outras Redes Sociais para que as Pessoas Juntas formassem uma Corrente de Amor pela Vida, de Amor pela Natureza. Muito Obrigado pela Grande Audiência! No Próximo Ano tem mais, com a 2º Temporada da Coluna “FOCO AMBIENTAL” Aqui no Portal UHTV! Continuem aqui no UHTV!. Espero por vocês na Próxima TEMPORADA!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Anúncios

Foco Ambiental –> ÚLTIMA EDIÇÃO DESSA 1º TEMPORADA: Boas Matérias para Encerrar essa 1º TEMPORADA.


Curiosidades sobre a Fauna a Flora

001 – A cidade de Santos (SP) tem o maior jardim de praia do mundo (218.800 m²) que molduram as praias com 1.746 espécies vegetais, reconhecidos pelo Guinness Records.Clique aqui para visualizar a notícia oficial.
002 – Rio Claro foi a primeira cidade do Estado de São Paulo e a segunda do país a receber energia elétrica, em 1885.
003 – No Egito, não havia florestas, e para a construção de embarcações e edifícios, era preciso buscar madeira em outras terras.
004 – Cerca de três toneladas de lixo espacial flutuam a menos de 200 Km do solo e, é composto de restos provenientes dos objetos lançados pelo homem no espaço, que circulam ao redor da Terra com velocidade aproximada de 28 mil Km/h.
005 – Uma espécie de sapo, o Epibpedobates tricolor que vive no Equador e Peru, apresenta em sua pele a toxina epibatidina que é um analgésico 200 vezes mais forte que a morfina.
006 – No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP) há um jequitibá-rosa de cerca de três mil anos. Esta árvore conhecida, também, por Patriarca de Floresta, é um dos organismos vivos mais antigos da Terra, com 40 metros de altura, circunferência de 11 metros e 3,6 metros de diâmetro.
007 – Existem mais plantas medicinais nas florestas tropicais do que nas florestas boreais. O motivo é que elas precisam lutar mais contra os insetos e as bactérias, nas matas tropicais. Com isso, as plantas adquiriram armas químicas, que a partir de um tempo pra cá começaram a serem usadas na farmácia ocidental.
008 – Enquanto o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil comemoram o Dia da Árvore em 21 de setembro, pois nessas áreas o período chuvoso tem início com a primavera, no Norte e Nordeste a data é festejada em março, coincidindo com a estação chuvosa. O Decreto 55.795 de 24 de fevereiro de 1965 é que determina a última semana de março como período para a realização da Festa Anual das Árvores.
009 – Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto o volume de água permanece o mesmo até hoje.
010 – A maior ilha do mundo banhada ao mesmo tempo por mar e rio, localizada no delta do Amazonas, o Marajó é um santuário ecológico digno de ser preservado.
011 – Nos primeiros três anos de vida do cedro, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem só 4 a 5 centímetros. Aos quatro anos o cedro começa a crescer – 20 centímetros a cada ano – e só aos 40 anos produz sementes.
012 – O baobá, árvore de origem africana, tem o tronco mais grosso do mundo, podendo chegar a medir 20 metros de circunferência e a viver até 6 mil anos de idade.
013 – O Pantanal é a maior área alagável das Américas. Seu cenário freqüentemente confundido com o do pântano se diferencia pelo ciclo de cheias e secas da região.
014 – A grande parte da biomassa animal é composta por invertebrados, isto é, o peso de todos os animais que não tem vértebras, é muito maior que a de todos os Vertebrados somados.
015 – Sakurajima radish é uma espécie de nabo Japonês, originário da Ilha de Sakurajima, que pode atingir os 30kg. (Visualização do nabo)
016 – Ginkgo biloba é a espécie viva de árvore mais antiga do planeta, chamada por Darwin de “fóssil vivente”.
017 – Chamaedorea angustisecta é uma palmeira dióica. Suas flores masculinas, muito perfumadas são colhidas e mantidas em vasos para perfumar o interior das casas.
018 – Durante muitos anos, o ácido fórmico, usado no tratamento de reumatismo e atrite, era extraído de espécies de formigas adultas do gênero Formica.
019 – Na floresta tropical, as formigas representam mais da metade da biomassa total dos artrópodes e superam todos os outros animais em número de indivíduos.
020 – Cerca de 1/5 de todas as espécies de aves são nectarívoras, ou seja, alimentam-se basicamente de néctar.
021 – A palmeira Raphia farinifera apresenta uma das maiores folhas do reino vegetal, que pode chegar a ter mais de 12 metros de comprimento.
022 – A erosão hídrica rouba o corpo do solo, o que constitui uma perda irreparável. O homem deve se conscientizar que cada um (1) centímetro de solo agricultável para ser formado consome, em média, 100 anos.
023 – As primeiras descrições sobre anéis de crescimento foram feitas por Leonardo da Vinci no século XV, ao verificar a relação entre os períodos de chuva e o crescimento das árvores. Clique aqui para saber mais sobre os trabalhos de Leonardo da Vinci.
024 – Jacareí em São Paulo é a primeira cidade a ganhar uma estação de tratamento de esgoto com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água no rio Paraíba do Sul. É a estação de São Silvestre que tratará o esgoto de aproximadamente 9 mil moradores do distrito e tem como principal vantagem o lançamento do efluente tratado antes do ponto de captação.
025 – Homenagem ao escritor Guimarães Rosa, o Parque Nacional Grande Sertão Veredas foi criado em 12/04/1989. Essa Unidade de Conservação preserva parte do planalto denominado Chapadão Central, que divide as bacias dos Rios São Francisco e Tocantins.
026 – Os frutos da pindaíba (Duguetia lanceolata), árvore encontrada desde Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, têm pouca polpa, por isso se diz que uma pessoa “está na pindaíba” quando se sustenta com recursos escassos.


Imagens da Fauna e Flora!


Hydrangea macrophylla


Cassia leptophylla


Araucaria angustifolia

Tiê-sangue (macho) – Ramphocelus bresilius – Mata Atlântica – Itaúnas – Espírito Santo 

– Brasil.


bugio
Macaco Bugio.


Fonte: Flora e Fauna
Imagens: Google Imagens


Aprenda a economizar água


Atitudes simples, como diminuir o tempo do banho ou fechar a torneira enquanto escova os dentes, ajudam a combater o desperdício.

Mude alguns hábitos e acabe com o gasto excessivo

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil gasta-se quase o dobro da quantidade de água recomendada por dia: 200 litros por pessoa. Motivos não faltam para modificar esse quadro. O uso consciente de água ajuda a preservar o meio ambiente e faz bem ao bolso. Afinal, quem esbanja água gasta mais para pagar a conta no fim do mês.
Ronaldo Gonçalves, gestor do Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), afirma: “a população mostra alguns sinais de mudança de hábitos e consciência, já que a média de consumo mensal caiu entre 2000 e 2009”. No entanto, declara: “Apesar da boa notícia, ainda há muito que fazer para combater a má utilização”.
Uma maneira simples de poupar água é tomar banhos menos demorados. Um chuveiro aberto por 15 minutos gasta cerca de 140 litros. Se esse tempo for reduzido para 5 minutos e o registro for fechado enquanto você se ensaboa, cerca de 100 litros de água podem ser economizados.
O uso correto da torneira de cozinha também é importante. Procure mantê-la fechada quando for ensaboar as louças e evite deixá-la pingando. Com essa medida, é possível poupar até 120 litros de água.
Confira mais algumas dicas e reduza o consumo de água em sua casa:
  • Remova os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los;
  • Deixe as louças muito sujas de molho;
  • Faça barba ou escove os dentes sempre com a torneira fechada;
  • Deixe as peças de roupa sujas se acumularem e lave tudo de uma vez, aproveitando a carga máxima da lavadora;
  • Use o regador no lugar da mangueira quando regar as plantas;
  • Mantenha a descarga do banheiro sempre regulada;
  • Não use a mangueira para “varrer” a calçada ou lavar o carro;
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso;
  • Evite utilizar o vaso sanitário como cesta de lixo ou cinzeiro.
A reutilização da água também tem papel importante no combate ao desperdício. Você pode limpar o quintal ou a calçada com a água que foi usada para enxaguar a roupa, por exemplo.  Já a água de chuva pode ser utilizada na rega de plantas ou na limpeza de pisos.

Fique de olho nos vazamentos

Não é apenas o mau uso que provoca desperdício de água. Os vazamentos também fazem com que muitos litros sejam perdidos. É importante ficar atento a alguns sinais que denunciam o problema. Gonçalves diz: “O primeiro deles é uma conta com um valor inesperado. São comuns também mofo, limo nos cantos das paredes e sinais de umidade”.
Descubra como identificar um vazamento em sua residência:
  • Despeje uma colher de pó de café no vaso sanitário;
  • Feche a torneira da boia da caixa, até que não entre mais água;
  • Se o pó for cortado por filetes de água, é grande a possibilidade de haver um vazamento;
  • Feche o registro geral da casa;
  • Coloque um copo cheio de água no bico de uma torneira aberta;
  • Se houver redução na quantidade de água, há vazamento.
Ao detectar um vazamento, procure consertá-lo o mais rápido possível. Se notar o problema na rua, comunique a companhia de água de sua região imediatamente.

Como Economizar Energia Elétrica!

Todos os meses chega a nossa porta a fatura da energia elétrica. E os custos com essa taxa geralmente comprometem uma parcela significativa do nosso orçamento doméstico. Isso faz com que busquemos alternativas para controlar os gastos e reduzir o consumo de energia.

A seguir, valiosas dicas para moderar o consumo energético na sua casa e, por conseguinte, reduzir o valor da conta:

• Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes, que são muito mais eficientes e reduzem substancialmente o consumo energético, além de durarem por mais tempo;

• Ao fazer uso do condicionar de ar, certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente fechadas. Se houverem frestas, providencie o seu vedamento. A fuga de ar frio faz com que o aparelho trabalhe mais e consuma uma maior quantidade de energia;

• Deixe o chuveiro  desligado sempre que possível. Eleve a temperatura da água apenas nos dias frios, pois ele é responsável por uma grande parcela do consumo mensal de energia de qualquer residência;

• Retire da tomada os carregadores de celulares e outros aparelhos assim que a carga estiver completa, pois há algum consumo de energia mesmo após concluído o carregamento e desconectado o aparelho;

• Faça manutenção nos condicionadores de ar com mais de um ano de uso. A limpeza do filtro, especialmente, pode reduzir a carga de trabalho do aparelho;

• Acumule muitas peças de roupa e utilize o ferro de passar de uma só vez, pois se tiver que ligar o ferro e aquecê-lo com frequência, o consumo de energia será exagerado;

• No momento em que for substituir qualquer eletrônico da sua casa, observe o selo que mostra o consumo de energia nos aparelhos que pretenda comprar. Dê preferência aos mais eficientes;

• Trocar a geladeira velha por uma nova mais eficiente pode resultar em uma grande economia mensal, pois esse eletrodoméstico responde por uma grande parcela do consumo energético da casa;

• Tire da tomada seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos sempre que for passar muito tempo sem utilizá-los, pois eles geralmente consomem energia mesmo no modo de espera.

Se você observar as dicas acima, certamente terá uma agradável surpresa ao constatar a redução do valor de sua próxima conta de energia elétrica.


Fonte: Tudo Box

O Que é ECOLOGIA?


A preservação do meio onde vivemos.
Ecologia (do grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo, reflexão), é o ramo da biologia que estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. 


Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera. 

Entre as principais relações destacam-se: 


Relações Intraespecíficas harmônicas sociedade e colônia; 

Relações Intraespecíficas desarmônicas → canibalismo e competições Intraespecíficas. 

Relações interespecíficas harmônicas → mutualismo, protocooperação, inquilinismo e comensalismo; 

Relações interespecíficas desarmônicas → amensalismo, predatismo, parasitismo e competição interespecífica.


Fonte: Brasil Escola


Aquecimento Global

O aquecimento global é um problema ambiental que afeta o mundo todo, como já diz o nome esse problema aquece o planeta Terra, esse aquecimento tem um lado muito negativo para o meio ambiente e inclusive para os seres humanos. Um dos problemas que ocorrem com aquecimento global é o derretimento das calotas polares, a diminuição do gelo também acaba com o habitat natural de animais polares, além disso, o nível do mar aumenta, e esse aumento muda o ecossistema marinho e a água pode invadir em suas proximidades diversas ilhas. O resultado disso tudo é a mudança climática brusca como a Europa, por exemplo, tem sofrido ondas intensas de calor com o nível de temperatura que chega a 40°, isso causa um impacto gigantesco em todo o mundo, o ecossistema não pode ser afetado porque dependemos dele para a sobrevivência e quando ele sofre algum dado causa total desequilíbrio em todo o mundo, atingindo de forma geral a sociedade, fauna, flora e até a economia dos países.
É muito grande o número de desertos que vem surgindo a cada ano no mundo assim como tem ocorrido com freqüência ciclones fora de época que devastam diversas áreas urbanas. As conseqüências mais visíveis desta tragédia que está acontecendo e aumentando a cada dia é de fato o aumento dos níveis dos oceanos e isso causará o desaparecimento de muitas cidades litorâneas daqui um século, o aumento da temperatura faz com que o planeta inteiro se prejudique além de causar o desequilíbrio do ecossistema causando a morte de diversas espécies, aumenta o desmatamento (devido as queimadas causadas pelo tempo seco e quente), desaparecimento de florestas gerando mais problemas, fazendo com aumente as áreas desertas na Terra.
Os cientistas acreditam que o aquecimento global está ocorrendo há mais de 150 anos atrás devido principalmente ao efeito estufa causado pelo homem pelo aumento de poluentes antopogênicos causando buracos na camada de ozônio que é uma proteção contra os raios solares, uma vez que a proteção não age como deveria causa danos a Terra porque sem esta proteção o planeta simplesmente não existiria, não haveria vida.

Fonte: Blogers


Recursos naturais
Recursos naturais renováveis: materiais explorados pelo Homem que podem ser substituídos de tempos a tempos. Como fontes de energia renováveis temos a energia eólica, a energia solar, a energia das ondas do mar…
Recursos naturais não renováveis: materiais explorados pelo Homem que acabam se intensamente explorados e que para se renovarem é necessário muito tempo. São exemplos disso o carvão, o petróleo, o gás natural, muitos minerais e rochas… ha alguns recursos renováveis que se podem tornar não renováveis em consequência do crescimento da população e do mau uso que deles fazemos.



Poluição atmosférica


Ao longo dos séculos, a atmosfera tem sofrido grandes alterações, recebendo  grandes quantidades de dióxido de carbono, de dióxido de enxofre e de metano. Estes gases resultam não só da actividade industrial propriamente dita, como também das alterações nos tipos de combustíveis utilizados para os transportes e a produção de energia.
Fontes de poluição:
Fontes de poluição são as actividades que libertam para o meio ambiente materiais, substâncias prejudiciais aos seres vivos.
As principais fontes de poluição atmosférica são:
Existe também outros tipos de poluição como por exemplo, a poluição da água, poluição do solo, etc. contribuem para a poluição atmosférica.
As relações entre os diversos ecossistemas terrestres, são tão estreitas que a poluição de uns afecta igualmente todos os outros.
Assim, poluentes lançados sobre o solo são transportados pela água e pelo vento, chegando deste modo a atmosfera, percorrendo lagos, rios e oceanos.

Países emissores de gases do efeito estufa
1. Estados Unidos 45,8%
2. China 11,9 %
3. Indonésia 7,4%
4. Brasil 5,4 %
5. Rússia 4,8%
6. Índia 4,5%
7. Japão 3,1%
8. Alemanha 2,5 %
9. Malásia 2,1%
10. Canadá 1,8%



O que é desenvolvimento sustentável?
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objectivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


Crescimento dos residuos urbanos
Nos últimos anos o crescimento populacional ocorreu de forma espantosa e desordenada, culminando em maior consumo e por consequência em maior volume de resíduos. O consumismo aliado aos produtos descartáveis aumentou sobremaneira o volume diário de lixo.
Em 2004 a população mundial atingiu 6.400 milhões e continua a crescer em 80 milhões por ano, estando o Brasil em quinto lugar entre os países mais populosos, atrás da Indonésia, Estados unidos, Índia e China.
O futuro dos recursos naturais
É necessário conhecer a dinâmica das populações das espécies que são exploradas, de modo a determinar a quantidade que é possível retirar que permita a rápida recuperação dessas populações.
Assim, é necessário calcular a taxa de natalidade e de mortalidade, o tempo de vida dos indivíduos e outros factores que condicionam a abundância destas populações. Obviamente, esta quantidade que permite a exploração sustentada deve ter em conta que os processos biológicos podem ser alterados ao longo do tempo e que o nosso conhecimento sobre estes é bastante limitado. Por outras palavras, devemos ser prudentes no estabelecimento dessa quantidade e monitorizar regularmente as populações exploradas. Por exemplo, a extinção da anchova do Perú nos anos 80 deveu-se principalmente a uma sobre-exploração da espécie, mas também aos efeitos não previstos do El Niño, que acelerou o processo de extinção. Do mesmo modo, é necessário conhecer a capacidade de assimilação da poluição, para que se estabeleçam limites adequados aos níveis de poluentes emitidos. http://www.naturlink.pt/images/1x1.gif
Em resumo, as condições para uma exploração sustentada de recursos renováveis comuns implica um conhecimento da dinâmica populacional das espécies a serem exploradas. Além disso, depende também da implementação de legislação e fiscalização que permitam a renovação destas espécies, mas sobretudo de uma consciência ambiental sobre a importância de uma correcta gestão de recursos. Deste modo, será possível uma exploração sustentada destes, bem como a conservação das espécies que os constituem.

Fonte: Nota Positiva

“Conclusão”
Precisamos Cada um Fazer a sua Parte,ajudando ao Meio Ambiente,você estará se ajudando.Você pode se perguntar,mas como estou Ajudando a mim mesmo?Se ajudando para que muitas e pessoas e até você mesmo não Morra por causa dessas Catastrofes que estão acontecendo Hoje em Dia.PRESERVE O MEIO AMBIENTE! Ajude a Mãe Natureza a Sobreviver a tantas Desgraças! 



“PRESERVE O MEIO AMBIENTE”


Quero Agradecer a todos que me acompanharam em todas as 20 Edições da Coluna “FOCO AMBIENTAL” que em todos essas Edições mostrou a você como é Bom Viver, como é Bom Respirar, Como é Preservar o Meio AmbienteEspero que todos tenham aprendido Bastante e Ensinado Bastante, me refiro a ter Divulgado as Matérias em Outras Redes Sociais para que as Pessoas Juntas formassem uma Corrente de Amor pela Vida, de Amor pela Natureza. Muito Obrigado pela Grande Audiência! No Próximo Ano tem mais, com a 2º Temporada da Coluna “FOCO AMBIENTAL” Aqui no Portal UHTV! Continuem aqui no UHTV!. Espero por vocês na Próxima TEMPORADA!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> ÚLTIMA EDIÇÃO DESSA 1º TEMPORADA: Boas Matérias para Encerrar essa 1º TEMPORADA.


Curiosidades sobre a Fauna a Flora

001 – A cidade de Santos (SP) tem o maior jardim de praia do mundo (218.800 m²) que molduram as praias com 1.746 espécies vegetais, reconhecidos pelo Guinness Records.Clique aqui para visualizar a notícia oficial.
002 – Rio Claro foi a primeira cidade do Estado de São Paulo e a segunda do país a receber energia elétrica, em 1885.
003 – No Egito, não havia florestas, e para a construção de embarcações e edifícios, era preciso buscar madeira em outras terras.
004 – Cerca de três toneladas de lixo espacial flutuam a menos de 200 Km do solo e, é composto de restos provenientes dos objetos lançados pelo homem no espaço, que circulam ao redor da Terra com velocidade aproximada de 28 mil Km/h.
005 – Uma espécie de sapo, o Epibpedobates tricolor que vive no Equador e Peru, apresenta em sua pele a toxina epibatidina que é um analgésico 200 vezes mais forte que a morfina.
006 – No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP) há um jequitibá-rosa de cerca de três mil anos. Esta árvore conhecida, também, por Patriarca de Floresta, é um dos organismos vivos mais antigos da Terra, com 40 metros de altura, circunferência de 11 metros e 3,6 metros de diâmetro.
007 – Existem mais plantas medicinais nas florestas tropicais do que nas florestas boreais. O motivo é que elas precisam lutar mais contra os insetos e as bactérias, nas matas tropicais. Com isso, as plantas adquiriram armas químicas, que a partir de um tempo pra cá começaram a serem usadas na farmácia ocidental.
008 – Enquanto o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil comemoram o Dia da Árvore em 21 de setembro, pois nessas áreas o período chuvoso tem início com a primavera, no Norte e Nordeste a data é festejada em março, coincidindo com a estação chuvosa. O Decreto 55.795 de 24 de fevereiro de 1965 é que determina a última semana de março como período para a realização da Festa Anual das Árvores.
009 – Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto o volume de água permanece o mesmo até hoje.
010 – A maior ilha do mundo banhada ao mesmo tempo por mar e rio, localizada no delta do Amazonas, o Marajó é um santuário ecológico digno de ser preservado.
011 – Nos primeiros três anos de vida do cedro, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem só 4 a 5 centímetros. Aos quatro anos o cedro começa a crescer – 20 centímetros a cada ano – e só aos 40 anos produz sementes.
012 – O baobá, árvore de origem africana, tem o tronco mais grosso do mundo, podendo chegar a medir 20 metros de circunferência e a viver até 6 mil anos de idade.
013 – O Pantanal é a maior área alagável das Américas. Seu cenário freqüentemente confundido com o do pântano se diferencia pelo ciclo de cheias e secas da região.
014 – A grande parte da biomassa animal é composta por invertebrados, isto é, o peso de todos os animais que não tem vértebras, é muito maior que a de todos os Vertebrados somados.
015 – Sakurajima radish é uma espécie de nabo Japonês, originário da Ilha de Sakurajima, que pode atingir os 30kg. (Visualização do nabo)
016 – Ginkgo biloba é a espécie viva de árvore mais antiga do planeta, chamada por Darwin de “fóssil vivente”.
017 – Chamaedorea angustisecta é uma palmeira dióica. Suas flores masculinas, muito perfumadas são colhidas e mantidas em vasos para perfumar o interior das casas.
018 – Durante muitos anos, o ácido fórmico, usado no tratamento de reumatismo e atrite, era extraído de espécies de formigas adultas do gênero Formica.
019 – Na floresta tropical, as formigas representam mais da metade da biomassa total dos artrópodes e superam todos os outros animais em número de indivíduos.
020 – Cerca de 1/5 de todas as espécies de aves são nectarívoras, ou seja, alimentam-se basicamente de néctar.
021 – A palmeira Raphia farinifera apresenta uma das maiores folhas do reino vegetal, que pode chegar a ter mais de 12 metros de comprimento.
022 – A erosão hídrica rouba o corpo do solo, o que constitui uma perda irreparável. O homem deve se conscientizar que cada um (1) centímetro de solo agricultável para ser formado consome, em média, 100 anos.
023 – As primeiras descrições sobre anéis de crescimento foram feitas por Leonardo da Vinci no século XV, ao verificar a relação entre os períodos de chuva e o crescimento das árvores. Clique aqui para saber mais sobre os trabalhos de Leonardo da Vinci.
024 – Jacareí em São Paulo é a primeira cidade a ganhar uma estação de tratamento de esgoto com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água no rio Paraíba do Sul. É a estação de São Silvestre que tratará o esgoto de aproximadamente 9 mil moradores do distrito e tem como principal vantagem o lançamento do efluente tratado antes do ponto de captação.
025 – Homenagem ao escritor Guimarães Rosa, o Parque Nacional Grande Sertão Veredas foi criado em 12/04/1989. Essa Unidade de Conservação preserva parte do planalto denominado Chapadão Central, que divide as bacias dos Rios São Francisco e Tocantins.
026 – Os frutos da pindaíba (Duguetia lanceolata), árvore encontrada desde Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, têm pouca polpa, por isso se diz que uma pessoa “está na pindaíba” quando se sustenta com recursos escassos.


Imagens da Fauna e Flora!


Hydrangea macrophylla


Cassia leptophylla


Araucaria angustifolia

Tiê-sangue (macho) – Ramphocelus bresilius – Mata Atlântica – Itaúnas – Espírito Santo 

– Brasil.


bugio
Macaco Bugio.


Fonte: Flora e Fauna
Imagens: Google Imagens


Aprenda a economizar água


Atitudes simples, como diminuir o tempo do banho ou fechar a torneira enquanto escova os dentes, ajudam a combater o desperdício.

Mude alguns hábitos e acabe com o gasto excessivo

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil gasta-se quase o dobro da quantidade de água recomendada por dia: 200 litros por pessoa. Motivos não faltam para modificar esse quadro. O uso consciente de água ajuda a preservar o meio ambiente e faz bem ao bolso. Afinal, quem esbanja água gasta mais para pagar a conta no fim do mês.
Ronaldo Gonçalves, gestor do Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), afirma: “a população mostra alguns sinais de mudança de hábitos e consciência, já que a média de consumo mensal caiu entre 2000 e 2009”. No entanto, declara: “Apesar da boa notícia, ainda há muito que fazer para combater a má utilização”.
Uma maneira simples de poupar água é tomar banhos menos demorados. Um chuveiro aberto por 15 minutos gasta cerca de 140 litros. Se esse tempo for reduzido para 5 minutos e o registro for fechado enquanto você se ensaboa, cerca de 100 litros de água podem ser economizados.
O uso correto da torneira de cozinha também é importante. Procure mantê-la fechada quando for ensaboar as louças e evite deixá-la pingando. Com essa medida, é possível poupar até 120 litros de água.
Confira mais algumas dicas e reduza o consumo de água em sua casa:
  • Remova os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los;
  • Deixe as louças muito sujas de molho;
  • Faça barba ou escove os dentes sempre com a torneira fechada;
  • Deixe as peças de roupa sujas se acumularem e lave tudo de uma vez, aproveitando a carga máxima da lavadora;
  • Use o regador no lugar da mangueira quando regar as plantas;
  • Mantenha a descarga do banheiro sempre regulada;
  • Não use a mangueira para “varrer” a calçada ou lavar o carro;
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso;
  • Evite utilizar o vaso sanitário como cesta de lixo ou cinzeiro.
A reutilização da água também tem papel importante no combate ao desperdício. Você pode limpar o quintal ou a calçada com a água que foi usada para enxaguar a roupa, por exemplo.  Já a água de chuva pode ser utilizada na rega de plantas ou na limpeza de pisos.

Fique de olho nos vazamentos

Não é apenas o mau uso que provoca desperdício de água. Os vazamentos também fazem com que muitos litros sejam perdidos. É importante ficar atento a alguns sinais que denunciam o problema. Gonçalves diz: “O primeiro deles é uma conta com um valor inesperado. São comuns também mofo, limo nos cantos das paredes e sinais de umidade”.
Descubra como identificar um vazamento em sua residência:
  • Despeje uma colher de pó de café no vaso sanitário;
  • Feche a torneira da boia da caixa, até que não entre mais água;
  • Se o pó for cortado por filetes de água, é grande a possibilidade de haver um vazamento;
  • Feche o registro geral da casa;
  • Coloque um copo cheio de água no bico de uma torneira aberta;
  • Se houver redução na quantidade de água, há vazamento.
Ao detectar um vazamento, procure consertá-lo o mais rápido possível. Se notar o problema na rua, comunique a companhia de água de sua região imediatamente.

Como Economizar Energia Elétrica!

Todos os meses chega a nossa porta a fatura da energia elétrica. E os custos com essa taxa geralmente comprometem uma parcela significativa do nosso orçamento doméstico. Isso faz com que busquemos alternativas para controlar os gastos e reduzir o consumo de energia.

A seguir, valiosas dicas para moderar o consumo energético na sua casa e, por conseguinte, reduzir o valor da conta:

• Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes, que são muito mais eficientes e reduzem substancialmente o consumo energético, além de durarem por mais tempo;

• Ao fazer uso do condicionar de ar, certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente fechadas. Se houverem frestas, providencie o seu vedamento. A fuga de ar frio faz com que o aparelho trabalhe mais e consuma uma maior quantidade de energia;

• Deixe o chuveiro  desligado sempre que possível. Eleve a temperatura da água apenas nos dias frios, pois ele é responsável por uma grande parcela do consumo mensal de energia de qualquer residência;

• Retire da tomada os carregadores de celulares e outros aparelhos assim que a carga estiver completa, pois há algum consumo de energia mesmo após concluído o carregamento e desconectado o aparelho;

• Faça manutenção nos condicionadores de ar com mais de um ano de uso. A limpeza do filtro, especialmente, pode reduzir a carga de trabalho do aparelho;

• Acumule muitas peças de roupa e utilize o ferro de passar de uma só vez, pois se tiver que ligar o ferro e aquecê-lo com frequência, o consumo de energia será exagerado;

• No momento em que for substituir qualquer eletrônico da sua casa, observe o selo que mostra o consumo de energia nos aparelhos que pretenda comprar. Dê preferência aos mais eficientes;

• Trocar a geladeira velha por uma nova mais eficiente pode resultar em uma grande economia mensal, pois esse eletrodoméstico responde por uma grande parcela do consumo energético da casa;

• Tire da tomada seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos sempre que for passar muito tempo sem utilizá-los, pois eles geralmente consomem energia mesmo no modo de espera.

Se você observar as dicas acima, certamente terá uma agradável surpresa ao constatar a redução do valor de sua próxima conta de energia elétrica.


Fonte: Tudo Box

O Que é ECOLOGIA?


A preservação do meio onde vivemos.
Ecologia (do grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo, reflexão), é o ramo da biologia que estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. 


Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera. 

Entre as principais relações destacam-se: 


Relações Intraespecíficas harmônicas sociedade e colônia; 

Relações Intraespecíficas desarmônicas → canibalismo e competições Intraespecíficas. 

Relações interespecíficas harmônicas → mutualismo, protocooperação, inquilinismo e comensalismo; 

Relações interespecíficas desarmônicas → amensalismo, predatismo, parasitismo e competição interespecífica.


Fonte: Brasil Escola


Aquecimento Global

O aquecimento global é um problema ambiental que afeta o mundo todo, como já diz o nome esse problema aquece o planeta Terra, esse aquecimento tem um lado muito negativo para o meio ambiente e inclusive para os seres humanos. Um dos problemas que ocorrem com aquecimento global é o derretimento das calotas polares, a diminuição do gelo também acaba com o habitat natural de animais polares, além disso, o nível do mar aumenta, e esse aumento muda o ecossistema marinho e a água pode invadir em suas proximidades diversas ilhas. O resultado disso tudo é a mudança climática brusca como a Europa, por exemplo, tem sofrido ondas intensas de calor com o nível de temperatura que chega a 40°, isso causa um impacto gigantesco em todo o mundo, o ecossistema não pode ser afetado porque dependemos dele para a sobrevivência e quando ele sofre algum dado causa total desequilíbrio em todo o mundo, atingindo de forma geral a sociedade, fauna, flora e até a economia dos países.
É muito grande o número de desertos que vem surgindo a cada ano no mundo assim como tem ocorrido com freqüência ciclones fora de época que devastam diversas áreas urbanas. As conseqüências mais visíveis desta tragédia que está acontecendo e aumentando a cada dia é de fato o aumento dos níveis dos oceanos e isso causará o desaparecimento de muitas cidades litorâneas daqui um século, o aumento da temperatura faz com que o planeta inteiro se prejudique além de causar o desequilíbrio do ecossistema causando a morte de diversas espécies, aumenta o desmatamento (devido as queimadas causadas pelo tempo seco e quente), desaparecimento de florestas gerando mais problemas, fazendo com aumente as áreas desertas na Terra.
Os cientistas acreditam que o aquecimento global está ocorrendo há mais de 150 anos atrás devido principalmente ao efeito estufa causado pelo homem pelo aumento de poluentes antopogênicos causando buracos na camada de ozônio que é uma proteção contra os raios solares, uma vez que a proteção não age como deveria causa danos a Terra porque sem esta proteção o planeta simplesmente não existiria, não haveria vida.

Fonte: Blogers


Recursos naturais
Recursos naturais renováveis: materiais explorados pelo Homem que podem ser substituídos de tempos a tempos. Como fontes de energia renováveis temos a energia eólica, a energia solar, a energia das ondas do mar…
Recursos naturais não renováveis: materiais explorados pelo Homem que acabam se intensamente explorados e que para se renovarem é necessário muito tempo. São exemplos disso o carvão, o petróleo, o gás natural, muitos minerais e rochas… ha alguns recursos renováveis que se podem tornar não renováveis em consequência do crescimento da população e do mau uso que deles fazemos.



Poluição atmosférica


Ao longo dos séculos, a atmosfera tem sofrido grandes alterações, recebendo  grandes quantidades de dióxido de carbono, de dióxido de enxofre e de metano. Estes gases resultam não só da actividade industrial propriamente dita, como também das alterações nos tipos de combustíveis utilizados para os transportes e a produção de energia.
Fontes de poluição:
Fontes de poluição são as actividades que libertam para o meio ambiente materiais, substâncias prejudiciais aos seres vivos.
As principais fontes de poluição atmosférica são:
Existe também outros tipos de poluição como por exemplo, a poluição da água, poluição do solo, etc. contribuem para a poluição atmosférica.
As relações entre os diversos ecossistemas terrestres, são tão estreitas que a poluição de uns afecta igualmente todos os outros.
Assim, poluentes lançados sobre o solo são transportados pela água e pelo vento, chegando deste modo a atmosfera, percorrendo lagos, rios e oceanos.

Países emissores de gases do efeito estufa
1. Estados Unidos 45,8%
2. China 11,9 %
3. Indonésia 7,4%
4. Brasil 5,4 %
5. Rússia 4,8%
6. Índia 4,5%
7. Japão 3,1%
8. Alemanha 2,5 %
9. Malásia 2,1%
10. Canadá 1,8%



O que é desenvolvimento sustentável?
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objectivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


Crescimento dos residuos urbanos
Nos últimos anos o crescimento populacional ocorreu de forma espantosa e desordenada, culminando em maior consumo e por consequência em maior volume de resíduos. O consumismo aliado aos produtos descartáveis aumentou sobremaneira o volume diário de lixo.
Em 2004 a população mundial atingiu 6.400 milhões e continua a crescer em 80 milhões por ano, estando o Brasil em quinto lugar entre os países mais populosos, atrás da Indonésia, Estados unidos, Índia e China.
O futuro dos recursos naturais
É necessário conhecer a dinâmica das populações das espécies que são exploradas, de modo a determinar a quantidade que é possível retirar que permita a rápida recuperação dessas populações.
Assim, é necessário calcular a taxa de natalidade e de mortalidade, o tempo de vida dos indivíduos e outros factores que condicionam a abundância destas populações. Obviamente, esta quantidade que permite a exploração sustentada deve ter em conta que os processos biológicos podem ser alterados ao longo do tempo e que o nosso conhecimento sobre estes é bastante limitado. Por outras palavras, devemos ser prudentes no estabelecimento dessa quantidade e monitorizar regularmente as populações exploradas. Por exemplo, a extinção da anchova do Perú nos anos 80 deveu-se principalmente a uma sobre-exploração da espécie, mas também aos efeitos não previstos do El Niño, que acelerou o processo de extinção. Do mesmo modo, é necessário conhecer a capacidade de assimilação da poluição, para que se estabeleçam limites adequados aos níveis de poluentes emitidos. http://www.naturlink.pt/images/1x1.gif
Em resumo, as condições para uma exploração sustentada de recursos renováveis comuns implica um conhecimento da dinâmica populacional das espécies a serem exploradas. Além disso, depende também da implementação de legislação e fiscalização que permitam a renovação destas espécies, mas sobretudo de uma consciência ambiental sobre a importância de uma correcta gestão de recursos. Deste modo, será possível uma exploração sustentada destes, bem como a conservação das espécies que os constituem.

Fonte: Nota Positiva

“Conclusão”
Precisamos Cada um Fazer a sua Parte,ajudando ao Meio Ambiente,você estará se ajudando.Você pode se perguntar,mas como estou Ajudando a mim mesmo?Se ajudando para que muitas e pessoas e até você mesmo não Morra por causa dessas Catastrofes que estão acontecendo Hoje em Dia.PRESERVE O MEIO AMBIENTE! Ajude a Mãe Natureza a Sobreviver a tantas Desgraças! 



“PRESERVE O MEIO AMBIENTE”


Quero Agradecer a todos que me acompanharam em todas as 20 Edições da Coluna “FOCO AMBIENTAL” que em todos essas Edições mostrou a você como é Bom Viver, como é Bom Respirar, Como é Preservar o Meio AmbienteEspero que todos tenham aprendido Bastante e Ensinado Bastante, me refiro a ter Divulgado as Matérias em Outras Redes Sociais para que as Pessoas Juntas formassem uma Corrente de Amor pela Vida, de Amor pela Natureza. Muito Obrigado pela Grande Audiência! No Próximo Ano tem mais, com a 2º Temporada da Coluna “FOCO AMBIENTAL” Aqui no Portal UHTV! Continuem aqui no UHTV!. Espero por vocês na Próxima TEMPORADA!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> ÚLTIMA EDIÇÃO DESSA 1º TEMPORADA: Boas Matérias para Encerrar essa 1º TEMPORADA.


Curiosidades sobre a Fauna a Flora

001 – A cidade de Santos (SP) tem o maior jardim de praia do mundo (218.800 m²) que molduram as praias com 1.746 espécies vegetais, reconhecidos pelo Guinness Records.Clique aqui para visualizar a notícia oficial.
002 – Rio Claro foi a primeira cidade do Estado de São Paulo e a segunda do país a receber energia elétrica, em 1885.
003 – No Egito, não havia florestas, e para a construção de embarcações e edifícios, era preciso buscar madeira em outras terras.
004 – Cerca de três toneladas de lixo espacial flutuam a menos de 200 Km do solo e, é composto de restos provenientes dos objetos lançados pelo homem no espaço, que circulam ao redor da Terra com velocidade aproximada de 28 mil Km/h.
005 – Uma espécie de sapo, o Epibpedobates tricolor que vive no Equador e Peru, apresenta em sua pele a toxina epibatidina que é um analgésico 200 vezes mais forte que a morfina.
006 – No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP) há um jequitibá-rosa de cerca de três mil anos. Esta árvore conhecida, também, por Patriarca de Floresta, é um dos organismos vivos mais antigos da Terra, com 40 metros de altura, circunferência de 11 metros e 3,6 metros de diâmetro.
007 – Existem mais plantas medicinais nas florestas tropicais do que nas florestas boreais. O motivo é que elas precisam lutar mais contra os insetos e as bactérias, nas matas tropicais. Com isso, as plantas adquiriram armas químicas, que a partir de um tempo pra cá começaram a serem usadas na farmácia ocidental.
008 – Enquanto o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil comemoram o Dia da Árvore em 21 de setembro, pois nessas áreas o período chuvoso tem início com a primavera, no Norte e Nordeste a data é festejada em março, coincidindo com a estação chuvosa. O Decreto 55.795 de 24 de fevereiro de 1965 é que determina a última semana de março como período para a realização da Festa Anual das Árvores.
009 – Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto o volume de água permanece o mesmo até hoje.
010 – A maior ilha do mundo banhada ao mesmo tempo por mar e rio, localizada no delta do Amazonas, o Marajó é um santuário ecológico digno de ser preservado.
011 – Nos primeiros três anos de vida do cedro, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem só 4 a 5 centímetros. Aos quatro anos o cedro começa a crescer – 20 centímetros a cada ano – e só aos 40 anos produz sementes.
012 – O baobá, árvore de origem africana, tem o tronco mais grosso do mundo, podendo chegar a medir 20 metros de circunferência e a viver até 6 mil anos de idade.
013 – O Pantanal é a maior área alagável das Américas. Seu cenário freqüentemente confundido com o do pântano se diferencia pelo ciclo de cheias e secas da região.
014 – A grande parte da biomassa animal é composta por invertebrados, isto é, o peso de todos os animais que não tem vértebras, é muito maior que a de todos os Vertebrados somados.
015 – Sakurajima radish é uma espécie de nabo Japonês, originário da Ilha de Sakurajima, que pode atingir os 30kg. (Visualização do nabo)
016 – Ginkgo biloba é a espécie viva de árvore mais antiga do planeta, chamada por Darwin de “fóssil vivente”.
017 – Chamaedorea angustisecta é uma palmeira dióica. Suas flores masculinas, muito perfumadas são colhidas e mantidas em vasos para perfumar o interior das casas.
018 – Durante muitos anos, o ácido fórmico, usado no tratamento de reumatismo e atrite, era extraído de espécies de formigas adultas do gênero Formica.
019 – Na floresta tropical, as formigas representam mais da metade da biomassa total dos artrópodes e superam todos os outros animais em número de indivíduos.
020 – Cerca de 1/5 de todas as espécies de aves são nectarívoras, ou seja, alimentam-se basicamente de néctar.
021 – A palmeira Raphia farinifera apresenta uma das maiores folhas do reino vegetal, que pode chegar a ter mais de 12 metros de comprimento.
022 – A erosão hídrica rouba o corpo do solo, o que constitui uma perda irreparável. O homem deve se conscientizar que cada um (1) centímetro de solo agricultável para ser formado consome, em média, 100 anos.
023 – As primeiras descrições sobre anéis de crescimento foram feitas por Leonardo da Vinci no século XV, ao verificar a relação entre os períodos de chuva e o crescimento das árvores. Clique aqui para saber mais sobre os trabalhos de Leonardo da Vinci.
024 – Jacareí em São Paulo é a primeira cidade a ganhar uma estação de tratamento de esgoto com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água no rio Paraíba do Sul. É a estação de São Silvestre que tratará o esgoto de aproximadamente 9 mil moradores do distrito e tem como principal vantagem o lançamento do efluente tratado antes do ponto de captação.
025 – Homenagem ao escritor Guimarães Rosa, o Parque Nacional Grande Sertão Veredas foi criado em 12/04/1989. Essa Unidade de Conservação preserva parte do planalto denominado Chapadão Central, que divide as bacias dos Rios São Francisco e Tocantins.
026 – Os frutos da pindaíba (Duguetia lanceolata), árvore encontrada desde Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, têm pouca polpa, por isso se diz que uma pessoa “está na pindaíba” quando se sustenta com recursos escassos.


Imagens da Fauna e Flora!


Hydrangea macrophylla


Cassia leptophylla


Araucaria angustifolia

Tiê-sangue (macho) – Ramphocelus bresilius – Mata Atlântica – Itaúnas – Espírito Santo 

– Brasil.


bugio
Macaco Bugio.


Fonte: Flora e Fauna
Imagens: Google Imagens


Aprenda a economizar água


Atitudes simples, como diminuir o tempo do banho ou fechar a torneira enquanto escova os dentes, ajudam a combater o desperdício.

Mude alguns hábitos e acabe com o gasto excessivo

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil gasta-se quase o dobro da quantidade de água recomendada por dia: 200 litros por pessoa. Motivos não faltam para modificar esse quadro. O uso consciente de água ajuda a preservar o meio ambiente e faz bem ao bolso. Afinal, quem esbanja água gasta mais para pagar a conta no fim do mês.
Ronaldo Gonçalves, gestor do Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), afirma: “a população mostra alguns sinais de mudança de hábitos e consciência, já que a média de consumo mensal caiu entre 2000 e 2009”. No entanto, declara: “Apesar da boa notícia, ainda há muito que fazer para combater a má utilização”.
Uma maneira simples de poupar água é tomar banhos menos demorados. Um chuveiro aberto por 15 minutos gasta cerca de 140 litros. Se esse tempo for reduzido para 5 minutos e o registro for fechado enquanto você se ensaboa, cerca de 100 litros de água podem ser economizados.
O uso correto da torneira de cozinha também é importante. Procure mantê-la fechada quando for ensaboar as louças e evite deixá-la pingando. Com essa medida, é possível poupar até 120 litros de água.
Confira mais algumas dicas e reduza o consumo de água em sua casa:
  • Remova os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los;
  • Deixe as louças muito sujas de molho;
  • Faça barba ou escove os dentes sempre com a torneira fechada;
  • Deixe as peças de roupa sujas se acumularem e lave tudo de uma vez, aproveitando a carga máxima da lavadora;
  • Use o regador no lugar da mangueira quando regar as plantas;
  • Mantenha a descarga do banheiro sempre regulada;
  • Não use a mangueira para “varrer” a calçada ou lavar o carro;
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso;
  • Evite utilizar o vaso sanitário como cesta de lixo ou cinzeiro.
A reutilização da água também tem papel importante no combate ao desperdício. Você pode limpar o quintal ou a calçada com a água que foi usada para enxaguar a roupa, por exemplo.  Já a água de chuva pode ser utilizada na rega de plantas ou na limpeza de pisos.

Fique de olho nos vazamentos

Não é apenas o mau uso que provoca desperdício de água. Os vazamentos também fazem com que muitos litros sejam perdidos. É importante ficar atento a alguns sinais que denunciam o problema. Gonçalves diz: “O primeiro deles é uma conta com um valor inesperado. São comuns também mofo, limo nos cantos das paredes e sinais de umidade”.
Descubra como identificar um vazamento em sua residência:
  • Despeje uma colher de pó de café no vaso sanitário;
  • Feche a torneira da boia da caixa, até que não entre mais água;
  • Se o pó for cortado por filetes de água, é grande a possibilidade de haver um vazamento;
  • Feche o registro geral da casa;
  • Coloque um copo cheio de água no bico de uma torneira aberta;
  • Se houver redução na quantidade de água, há vazamento.
Ao detectar um vazamento, procure consertá-lo o mais rápido possível. Se notar o problema na rua, comunique a companhia de água de sua região imediatamente.

Como Economizar Energia Elétrica!

Todos os meses chega a nossa porta a fatura da energia elétrica. E os custos com essa taxa geralmente comprometem uma parcela significativa do nosso orçamento doméstico. Isso faz com que busquemos alternativas para controlar os gastos e reduzir o consumo de energia.

A seguir, valiosas dicas para moderar o consumo energético na sua casa e, por conseguinte, reduzir o valor da conta:

• Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes, que são muito mais eficientes e reduzem substancialmente o consumo energético, além de durarem por mais tempo;

• Ao fazer uso do condicionar de ar, certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente fechadas. Se houverem frestas, providencie o seu vedamento. A fuga de ar frio faz com que o aparelho trabalhe mais e consuma uma maior quantidade de energia;

• Deixe o chuveiro  desligado sempre que possível. Eleve a temperatura da água apenas nos dias frios, pois ele é responsável por uma grande parcela do consumo mensal de energia de qualquer residência;

• Retire da tomada os carregadores de celulares e outros aparelhos assim que a carga estiver completa, pois há algum consumo de energia mesmo após concluído o carregamento e desconectado o aparelho;

• Faça manutenção nos condicionadores de ar com mais de um ano de uso. A limpeza do filtro, especialmente, pode reduzir a carga de trabalho do aparelho;

• Acumule muitas peças de roupa e utilize o ferro de passar de uma só vez, pois se tiver que ligar o ferro e aquecê-lo com frequência, o consumo de energia será exagerado;

• No momento em que for substituir qualquer eletrônico da sua casa, observe o selo que mostra o consumo de energia nos aparelhos que pretenda comprar. Dê preferência aos mais eficientes;

• Trocar a geladeira velha por uma nova mais eficiente pode resultar em uma grande economia mensal, pois esse eletrodoméstico responde por uma grande parcela do consumo energético da casa;

• Tire da tomada seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos sempre que for passar muito tempo sem utilizá-los, pois eles geralmente consomem energia mesmo no modo de espera.

Se você observar as dicas acima, certamente terá uma agradável surpresa ao constatar a redução do valor de sua próxima conta de energia elétrica.


Fonte: Tudo Box

O Que é ECOLOGIA?


A preservação do meio onde vivemos.
Ecologia (do grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo, reflexão), é o ramo da biologia que estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. 


Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera. 

Entre as principais relações destacam-se: 


Relações Intraespecíficas harmônicas sociedade e colônia; 

Relações Intraespecíficas desarmônicas → canibalismo e competições Intraespecíficas. 

Relações interespecíficas harmônicas → mutualismo, protocooperação, inquilinismo e comensalismo; 

Relações interespecíficas desarmônicas → amensalismo, predatismo, parasitismo e competição interespecífica.


Fonte: Brasil Escola


Aquecimento Global

O aquecimento global é um problema ambiental que afeta o mundo todo, como já diz o nome esse problema aquece o planeta Terra, esse aquecimento tem um lado muito negativo para o meio ambiente e inclusive para os seres humanos. Um dos problemas que ocorrem com aquecimento global é o derretimento das calotas polares, a diminuição do gelo também acaba com o habitat natural de animais polares, além disso, o nível do mar aumenta, e esse aumento muda o ecossistema marinho e a água pode invadir em suas proximidades diversas ilhas. O resultado disso tudo é a mudança climática brusca como a Europa, por exemplo, tem sofrido ondas intensas de calor com o nível de temperatura que chega a 40°, isso causa um impacto gigantesco em todo o mundo, o ecossistema não pode ser afetado porque dependemos dele para a sobrevivência e quando ele sofre algum dado causa total desequilíbrio em todo o mundo, atingindo de forma geral a sociedade, fauna, flora e até a economia dos países.
É muito grande o número de desertos que vem surgindo a cada ano no mundo assim como tem ocorrido com freqüência ciclones fora de época que devastam diversas áreas urbanas. As conseqüências mais visíveis desta tragédia que está acontecendo e aumentando a cada dia é de fato o aumento dos níveis dos oceanos e isso causará o desaparecimento de muitas cidades litorâneas daqui um século, o aumento da temperatura faz com que o planeta inteiro se prejudique além de causar o desequilíbrio do ecossistema causando a morte de diversas espécies, aumenta o desmatamento (devido as queimadas causadas pelo tempo seco e quente), desaparecimento de florestas gerando mais problemas, fazendo com aumente as áreas desertas na Terra.
Os cientistas acreditam que o aquecimento global está ocorrendo há mais de 150 anos atrás devido principalmente ao efeito estufa causado pelo homem pelo aumento de poluentes antopogênicos causando buracos na camada de ozônio que é uma proteção contra os raios solares, uma vez que a proteção não age como deveria causa danos a Terra porque sem esta proteção o planeta simplesmente não existiria, não haveria vida.

Fonte: Blogers


Recursos naturais
Recursos naturais renováveis: materiais explorados pelo Homem que podem ser substituídos de tempos a tempos. Como fontes de energia renováveis temos a energia eólica, a energia solar, a energia das ondas do mar…
Recursos naturais não renováveis: materiais explorados pelo Homem que acabam se intensamente explorados e que para se renovarem é necessário muito tempo. São exemplos disso o carvão, o petróleo, o gás natural, muitos minerais e rochas… ha alguns recursos renováveis que se podem tornar não renováveis em consequência do crescimento da população e do mau uso que deles fazemos.



Poluição atmosférica


Ao longo dos séculos, a atmosfera tem sofrido grandes alterações, recebendo  grandes quantidades de dióxido de carbono, de dióxido de enxofre e de metano. Estes gases resultam não só da actividade industrial propriamente dita, como também das alterações nos tipos de combustíveis utilizados para os transportes e a produção de energia.
Fontes de poluição:
Fontes de poluição são as actividades que libertam para o meio ambiente materiais, substâncias prejudiciais aos seres vivos.
As principais fontes de poluição atmosférica são:
Existe também outros tipos de poluição como por exemplo, a poluição da água, poluição do solo, etc. contribuem para a poluição atmosférica.
As relações entre os diversos ecossistemas terrestres, são tão estreitas que a poluição de uns afecta igualmente todos os outros.
Assim, poluentes lançados sobre o solo são transportados pela água e pelo vento, chegando deste modo a atmosfera, percorrendo lagos, rios e oceanos.

Países emissores de gases do efeito estufa
1. Estados Unidos 45,8%
2. China 11,9 %
3. Indonésia 7,4%
4. Brasil 5,4 %
5. Rússia 4,8%
6. Índia 4,5%
7. Japão 3,1%
8. Alemanha 2,5 %
9. Malásia 2,1%
10. Canadá 1,8%



O que é desenvolvimento sustentável?
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objectivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


Crescimento dos residuos urbanos
Nos últimos anos o crescimento populacional ocorreu de forma espantosa e desordenada, culminando em maior consumo e por consequência em maior volume de resíduos. O consumismo aliado aos produtos descartáveis aumentou sobremaneira o volume diário de lixo.
Em 2004 a população mundial atingiu 6.400 milhões e continua a crescer em 80 milhões por ano, estando o Brasil em quinto lugar entre os países mais populosos, atrás da Indonésia, Estados unidos, Índia e China.
O futuro dos recursos naturais
É necessário conhecer a dinâmica das populações das espécies que são exploradas, de modo a determinar a quantidade que é possível retirar que permita a rápida recuperação dessas populações.
Assim, é necessário calcular a taxa de natalidade e de mortalidade, o tempo de vida dos indivíduos e outros factores que condicionam a abundância destas populações. Obviamente, esta quantidade que permite a exploração sustentada deve ter em conta que os processos biológicos podem ser alterados ao longo do tempo e que o nosso conhecimento sobre estes é bastante limitado. Por outras palavras, devemos ser prudentes no estabelecimento dessa quantidade e monitorizar regularmente as populações exploradas. Por exemplo, a extinção da anchova do Perú nos anos 80 deveu-se principalmente a uma sobre-exploração da espécie, mas também aos efeitos não previstos do El Niño, que acelerou o processo de extinção. Do mesmo modo, é necessário conhecer a capacidade de assimilação da poluição, para que se estabeleçam limites adequados aos níveis de poluentes emitidos. http://www.naturlink.pt/images/1x1.gif
Em resumo, as condições para uma exploração sustentada de recursos renováveis comuns implica um conhecimento da dinâmica populacional das espécies a serem exploradas. Além disso, depende também da implementação de legislação e fiscalização que permitam a renovação destas espécies, mas sobretudo de uma consciência ambiental sobre a importância de uma correcta gestão de recursos. Deste modo, será possível uma exploração sustentada destes, bem como a conservação das espécies que os constituem.

Fonte: Nota Positiva

“Conclusão”
Precisamos Cada um Fazer a sua Parte,ajudando ao Meio Ambiente,você estará se ajudando.Você pode se perguntar,mas como estou Ajudando a mim mesmo?Se ajudando para que muitas e pessoas e até você mesmo não Morra por causa dessas Catastrofes que estão acontecendo Hoje em Dia.PRESERVE O MEIO AMBIENTE! Ajude a Mãe Natureza a Sobreviver a tantas Desgraças! 



“PRESERVE O MEIO AMBIENTE”


Quero Agradecer a todos que me acompanharam em todas as 20 Edições da Coluna “FOCO AMBIENTAL” que em todos essas Edições mostrou a você como é Bom Viver, como é Bom Respirar, Como é Preservar o Meio AmbienteEspero que todos tenham aprendido Bastante e Ensinado Bastante, me refiro a ter Divulgado as Matérias em Outras Redes Sociais para que as Pessoas Juntas formassem uma Corrente de Amor pela Vida, de Amor pela Natureza. Muito Obrigado pela Grande Audiência! No Próximo Ano tem mais, com a 2º Temporada da Coluna “FOCO AMBIENTAL” Aqui no Portal UHTV! Continuem aqui no UHTV!. Espero por vocês na Próxima TEMPORADA!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> ÚLTIMA EDIÇÃO DESSA 1º TEMPORADA: Boas Matérias para Encerrar essa 1º TEMPORADA.


Curiosidades sobre a Fauna a Flora

001 – A cidade de Santos (SP) tem o maior jardim de praia do mundo (218.800 m²) que molduram as praias com 1.746 espécies vegetais, reconhecidos pelo Guinness Records.Clique aqui para visualizar a notícia oficial.
002 – Rio Claro foi a primeira cidade do Estado de São Paulo e a segunda do país a receber energia elétrica, em 1885.
003 – No Egito, não havia florestas, e para a construção de embarcações e edifícios, era preciso buscar madeira em outras terras.
004 – Cerca de três toneladas de lixo espacial flutuam a menos de 200 Km do solo e, é composto de restos provenientes dos objetos lançados pelo homem no espaço, que circulam ao redor da Terra com velocidade aproximada de 28 mil Km/h.
005 – Uma espécie de sapo, o Epibpedobates tricolor que vive no Equador e Peru, apresenta em sua pele a toxina epibatidina que é um analgésico 200 vezes mais forte que a morfina.
006 – No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP) há um jequitibá-rosa de cerca de três mil anos. Esta árvore conhecida, também, por Patriarca de Floresta, é um dos organismos vivos mais antigos da Terra, com 40 metros de altura, circunferência de 11 metros e 3,6 metros de diâmetro.
007 – Existem mais plantas medicinais nas florestas tropicais do que nas florestas boreais. O motivo é que elas precisam lutar mais contra os insetos e as bactérias, nas matas tropicais. Com isso, as plantas adquiriram armas químicas, que a partir de um tempo pra cá começaram a serem usadas na farmácia ocidental.
008 – Enquanto o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil comemoram o Dia da Árvore em 21 de setembro, pois nessas áreas o período chuvoso tem início com a primavera, no Norte e Nordeste a data é festejada em março, coincidindo com a estação chuvosa. O Decreto 55.795 de 24 de fevereiro de 1965 é que determina a última semana de março como período para a realização da Festa Anual das Árvores.
009 – Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto o volume de água permanece o mesmo até hoje.
010 – A maior ilha do mundo banhada ao mesmo tempo por mar e rio, localizada no delta do Amazonas, o Marajó é um santuário ecológico digno de ser preservado.
011 – Nos primeiros três anos de vida do cedro, as raízes crescem até um metro e meio de profundidade, enquanto a planta tem só 4 a 5 centímetros. Aos quatro anos o cedro começa a crescer – 20 centímetros a cada ano – e só aos 40 anos produz sementes.
012 – O baobá, árvore de origem africana, tem o tronco mais grosso do mundo, podendo chegar a medir 20 metros de circunferência e a viver até 6 mil anos de idade.
013 – O Pantanal é a maior área alagável das Américas. Seu cenário freqüentemente confundido com o do pântano se diferencia pelo ciclo de cheias e secas da região.
014 – A grande parte da biomassa animal é composta por invertebrados, isto é, o peso de todos os animais que não tem vértebras, é muito maior que a de todos os Vertebrados somados.
015 – Sakurajima radish é uma espécie de nabo Japonês, originário da Ilha de Sakurajima, que pode atingir os 30kg. (Visualização do nabo)
016 – Ginkgo biloba é a espécie viva de árvore mais antiga do planeta, chamada por Darwin de “fóssil vivente”.
017 – Chamaedorea angustisecta é uma palmeira dióica. Suas flores masculinas, muito perfumadas são colhidas e mantidas em vasos para perfumar o interior das casas.
018 – Durante muitos anos, o ácido fórmico, usado no tratamento de reumatismo e atrite, era extraído de espécies de formigas adultas do gênero Formica.
019 – Na floresta tropical, as formigas representam mais da metade da biomassa total dos artrópodes e superam todos os outros animais em número de indivíduos.
020 – Cerca de 1/5 de todas as espécies de aves são nectarívoras, ou seja, alimentam-se basicamente de néctar.
021 – A palmeira Raphia farinifera apresenta uma das maiores folhas do reino vegetal, que pode chegar a ter mais de 12 metros de comprimento.
022 – A erosão hídrica rouba o corpo do solo, o que constitui uma perda irreparável. O homem deve se conscientizar que cada um (1) centímetro de solo agricultável para ser formado consome, em média, 100 anos.
023 – As primeiras descrições sobre anéis de crescimento foram feitas por Leonardo da Vinci no século XV, ao verificar a relação entre os períodos de chuva e o crescimento das árvores. Clique aqui para saber mais sobre os trabalhos de Leonardo da Vinci.
024 – Jacareí em São Paulo é a primeira cidade a ganhar uma estação de tratamento de esgoto com recursos oriundos da cobrança pelo uso da água no rio Paraíba do Sul. É a estação de São Silvestre que tratará o esgoto de aproximadamente 9 mil moradores do distrito e tem como principal vantagem o lançamento do efluente tratado antes do ponto de captação.
025 – Homenagem ao escritor Guimarães Rosa, o Parque Nacional Grande Sertão Veredas foi criado em 12/04/1989. Essa Unidade de Conservação preserva parte do planalto denominado Chapadão Central, que divide as bacias dos Rios São Francisco e Tocantins.
026 – Os frutos da pindaíba (Duguetia lanceolata), árvore encontrada desde Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, têm pouca polpa, por isso se diz que uma pessoa “está na pindaíba” quando se sustenta com recursos escassos.


Imagens da Fauna e Flora!


Hydrangea macrophylla


Cassia leptophylla


Araucaria angustifolia

Tiê-sangue (macho) – Ramphocelus bresilius – Mata Atlântica – Itaúnas – Espírito Santo 

– Brasil.


bugio
Macaco Bugio.


Fonte: Flora e Fauna
Imagens: Google Imagens


Aprenda a economizar água


Atitudes simples, como diminuir o tempo do banho ou fechar a torneira enquanto escova os dentes, ajudam a combater o desperdício.

Mude alguns hábitos e acabe com o gasto excessivo

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil gasta-se quase o dobro da quantidade de água recomendada por dia: 200 litros por pessoa. Motivos não faltam para modificar esse quadro. O uso consciente de água ajuda a preservar o meio ambiente e faz bem ao bolso. Afinal, quem esbanja água gasta mais para pagar a conta no fim do mês.
Ronaldo Gonçalves, gestor do Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), afirma: “a população mostra alguns sinais de mudança de hábitos e consciência, já que a média de consumo mensal caiu entre 2000 e 2009”. No entanto, declara: “Apesar da boa notícia, ainda há muito que fazer para combater a má utilização”.
Uma maneira simples de poupar água é tomar banhos menos demorados. Um chuveiro aberto por 15 minutos gasta cerca de 140 litros. Se esse tempo for reduzido para 5 minutos e o registro for fechado enquanto você se ensaboa, cerca de 100 litros de água podem ser economizados.
O uso correto da torneira de cozinha também é importante. Procure mantê-la fechada quando for ensaboar as louças e evite deixá-la pingando. Com essa medida, é possível poupar até 120 litros de água.
Confira mais algumas dicas e reduza o consumo de água em sua casa:
  • Remova os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los;
  • Deixe as louças muito sujas de molho;
  • Faça barba ou escove os dentes sempre com a torneira fechada;
  • Deixe as peças de roupa sujas se acumularem e lave tudo de uma vez, aproveitando a carga máxima da lavadora;
  • Use o regador no lugar da mangueira quando regar as plantas;
  • Mantenha a descarga do banheiro sempre regulada;
  • Não use a mangueira para “varrer” a calçada ou lavar o carro;
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso;
  • Evite utilizar o vaso sanitário como cesta de lixo ou cinzeiro.
A reutilização da água também tem papel importante no combate ao desperdício. Você pode limpar o quintal ou a calçada com a água que foi usada para enxaguar a roupa, por exemplo.  Já a água de chuva pode ser utilizada na rega de plantas ou na limpeza de pisos.

Fique de olho nos vazamentos

Não é apenas o mau uso que provoca desperdício de água. Os vazamentos também fazem com que muitos litros sejam perdidos. É importante ficar atento a alguns sinais que denunciam o problema. Gonçalves diz: “O primeiro deles é uma conta com um valor inesperado. São comuns também mofo, limo nos cantos das paredes e sinais de umidade”.
Descubra como identificar um vazamento em sua residência:
  • Despeje uma colher de pó de café no vaso sanitário;
  • Feche a torneira da boia da caixa, até que não entre mais água;
  • Se o pó for cortado por filetes de água, é grande a possibilidade de haver um vazamento;
  • Feche o registro geral da casa;
  • Coloque um copo cheio de água no bico de uma torneira aberta;
  • Se houver redução na quantidade de água, há vazamento.
Ao detectar um vazamento, procure consertá-lo o mais rápido possível. Se notar o problema na rua, comunique a companhia de água de sua região imediatamente.

Como Economizar Energia Elétrica!

Todos os meses chega a nossa porta a fatura da energia elétrica. E os custos com essa taxa geralmente comprometem uma parcela significativa do nosso orçamento doméstico. Isso faz com que busquemos alternativas para controlar os gastos e reduzir o consumo de energia.

A seguir, valiosas dicas para moderar o consumo energético na sua casa e, por conseguinte, reduzir o valor da conta:

• Substitua todas as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes, que são muito mais eficientes e reduzem substancialmente o consumo energético, além de durarem por mais tempo;

• Ao fazer uso do condicionar de ar, certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente fechadas. Se houverem frestas, providencie o seu vedamento. A fuga de ar frio faz com que o aparelho trabalhe mais e consuma uma maior quantidade de energia;

• Deixe o chuveiro  desligado sempre que possível. Eleve a temperatura da água apenas nos dias frios, pois ele é responsável por uma grande parcela do consumo mensal de energia de qualquer residência;

• Retire da tomada os carregadores de celulares e outros aparelhos assim que a carga estiver completa, pois há algum consumo de energia mesmo após concluído o carregamento e desconectado o aparelho;

• Faça manutenção nos condicionadores de ar com mais de um ano de uso. A limpeza do filtro, especialmente, pode reduzir a carga de trabalho do aparelho;

• Acumule muitas peças de roupa e utilize o ferro de passar de uma só vez, pois se tiver que ligar o ferro e aquecê-lo com frequência, o consumo de energia será exagerado;

• No momento em que for substituir qualquer eletrônico da sua casa, observe o selo que mostra o consumo de energia nos aparelhos que pretenda comprar. Dê preferência aos mais eficientes;

• Trocar a geladeira velha por uma nova mais eficiente pode resultar em uma grande economia mensal, pois esse eletrodoméstico responde por uma grande parcela do consumo energético da casa;

• Tire da tomada seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos sempre que for passar muito tempo sem utilizá-los, pois eles geralmente consomem energia mesmo no modo de espera.

Se você observar as dicas acima, certamente terá uma agradável surpresa ao constatar a redução do valor de sua próxima conta de energia elétrica.


Fonte: Tudo Box

O Que é ECOLOGIA?


A preservação do meio onde vivemos.
Ecologia (do grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo, reflexão), é o ramo da biologia que estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. 


Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera. 

Entre as principais relações destacam-se: 


Relações Intraespecíficas harmônicas sociedade e colônia; 

Relações Intraespecíficas desarmônicas → canibalismo e competições Intraespecíficas. 

Relações interespecíficas harmônicas → mutualismo, protocooperação, inquilinismo e comensalismo; 

Relações interespecíficas desarmônicas → amensalismo, predatismo, parasitismo e competição interespecífica.


Fonte: Brasil Escola


Aquecimento Global

O aquecimento global é um problema ambiental que afeta o mundo todo, como já diz o nome esse problema aquece o planeta Terra, esse aquecimento tem um lado muito negativo para o meio ambiente e inclusive para os seres humanos. Um dos problemas que ocorrem com aquecimento global é o derretimento das calotas polares, a diminuição do gelo também acaba com o habitat natural de animais polares, além disso, o nível do mar aumenta, e esse aumento muda o ecossistema marinho e a água pode invadir em suas proximidades diversas ilhas. O resultado disso tudo é a mudança climática brusca como a Europa, por exemplo, tem sofrido ondas intensas de calor com o nível de temperatura que chega a 40°, isso causa um impacto gigantesco em todo o mundo, o ecossistema não pode ser afetado porque dependemos dele para a sobrevivência e quando ele sofre algum dado causa total desequilíbrio em todo o mundo, atingindo de forma geral a sociedade, fauna, flora e até a economia dos países.
É muito grande o número de desertos que vem surgindo a cada ano no mundo assim como tem ocorrido com freqüência ciclones fora de época que devastam diversas áreas urbanas. As conseqüências mais visíveis desta tragédia que está acontecendo e aumentando a cada dia é de fato o aumento dos níveis dos oceanos e isso causará o desaparecimento de muitas cidades litorâneas daqui um século, o aumento da temperatura faz com que o planeta inteiro se prejudique além de causar o desequilíbrio do ecossistema causando a morte de diversas espécies, aumenta o desmatamento (devido as queimadas causadas pelo tempo seco e quente), desaparecimento de florestas gerando mais problemas, fazendo com aumente as áreas desertas na Terra.
Os cientistas acreditam que o aquecimento global está ocorrendo há mais de 150 anos atrás devido principalmente ao efeito estufa causado pelo homem pelo aumento de poluentes antopogênicos causando buracos na camada de ozônio que é uma proteção contra os raios solares, uma vez que a proteção não age como deveria causa danos a Terra porque sem esta proteção o planeta simplesmente não existiria, não haveria vida.

Fonte: Blogers


Recursos naturais
Recursos naturais renováveis: materiais explorados pelo Homem que podem ser substituídos de tempos a tempos. Como fontes de energia renováveis temos a energia eólica, a energia solar, a energia das ondas do mar…
Recursos naturais não renováveis: materiais explorados pelo Homem que acabam se intensamente explorados e que para se renovarem é necessário muito tempo. São exemplos disso o carvão, o petróleo, o gás natural, muitos minerais e rochas… ha alguns recursos renováveis que se podem tornar não renováveis em consequência do crescimento da população e do mau uso que deles fazemos.



Poluição atmosférica


Ao longo dos séculos, a atmosfera tem sofrido grandes alterações, recebendo  grandes quantidades de dióxido de carbono, de dióxido de enxofre e de metano. Estes gases resultam não só da actividade industrial propriamente dita, como também das alterações nos tipos de combustíveis utilizados para os transportes e a produção de energia.
Fontes de poluição:
Fontes de poluição são as actividades que libertam para o meio ambiente materiais, substâncias prejudiciais aos seres vivos.
As principais fontes de poluição atmosférica são:
Existe também outros tipos de poluição como por exemplo, a poluição da água, poluição do solo, etc. contribuem para a poluição atmosférica.
As relações entre os diversos ecossistemas terrestres, são tão estreitas que a poluição de uns afecta igualmente todos os outros.
Assim, poluentes lançados sobre o solo são transportados pela água e pelo vento, chegando deste modo a atmosfera, percorrendo lagos, rios e oceanos.

Países emissores de gases do efeito estufa
1. Estados Unidos 45,8%
2. China 11,9 %
3. Indonésia 7,4%
4. Brasil 5,4 %
5. Rússia 4,8%
6. Índia 4,5%
7. Japão 3,1%
8. Alemanha 2,5 %
9. Malásia 2,1%
10. Canadá 1,8%



O que é desenvolvimento sustentável?
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.
Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objectivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


Crescimento dos residuos urbanos
Nos últimos anos o crescimento populacional ocorreu de forma espantosa e desordenada, culminando em maior consumo e por consequência em maior volume de resíduos. O consumismo aliado aos produtos descartáveis aumentou sobremaneira o volume diário de lixo.
Em 2004 a população mundial atingiu 6.400 milhões e continua a crescer em 80 milhões por ano, estando o Brasil em quinto lugar entre os países mais populosos, atrás da Indonésia, Estados unidos, Índia e China.
O futuro dos recursos naturais
É necessário conhecer a dinâmica das populações das espécies que são exploradas, de modo a determinar a quantidade que é possível retirar que permita a rápida recuperação dessas populações.
Assim, é necessário calcular a taxa de natalidade e de mortalidade, o tempo de vida dos indivíduos e outros factores que condicionam a abundância destas populações. Obviamente, esta quantidade que permite a exploração sustentada deve ter em conta que os processos biológicos podem ser alterados ao longo do tempo e que o nosso conhecimento sobre estes é bastante limitado. Por outras palavras, devemos ser prudentes no estabelecimento dessa quantidade e monitorizar regularmente as populações exploradas. Por exemplo, a extinção da anchova do Perú nos anos 80 deveu-se principalmente a uma sobre-exploração da espécie, mas também aos efeitos não previstos do El Niño, que acelerou o processo de extinção. Do mesmo modo, é necessário conhecer a capacidade de assimilação da poluição, para que se estabeleçam limites adequados aos níveis de poluentes emitidos. http://www.naturlink.pt/images/1x1.gif
Em resumo, as condições para uma exploração sustentada de recursos renováveis comuns implica um conhecimento da dinâmica populacional das espécies a serem exploradas. Além disso, depende também da implementação de legislação e fiscalização que permitam a renovação destas espécies, mas sobretudo de uma consciência ambiental sobre a importância de uma correcta gestão de recursos. Deste modo, será possível uma exploração sustentada destes, bem como a conservação das espécies que os constituem.

Fonte: Nota Positiva

“Conclusão”
Precisamos Cada um Fazer a sua Parte,ajudando ao Meio Ambiente,você estará se ajudando.Você pode se perguntar,mas como estou Ajudando a mim mesmo?Se ajudando para que muitas e pessoas e até você mesmo não Morra por causa dessas Catastrofes que estão acontecendo Hoje em Dia.PRESERVE O MEIO AMBIENTE! Ajude a Mãe Natureza a Sobreviver a tantas Desgraças! 



“PRESERVE O MEIO AMBIENTE”


Quero Agradecer a todos que me acompanharam em todas as 20 Edições da Coluna “FOCO AMBIENTAL” que em todos essas Edições mostrou a você como é Bom Viver, como é Bom Respirar, Como é Preservar o Meio AmbienteEspero que todos tenham aprendido Bastante e Ensinado Bastante, me refiro a ter Divulgado as Matérias em Outras Redes Sociais para que as Pessoas Juntas formassem uma Corrente de Amor pela Vida, de Amor pela Natureza. Muito Obrigado pela Grande Audiência! No Próximo Ano tem mais, com a 2º Temporada da Coluna “FOCO AMBIENTAL” Aqui no Portal UHTV! Continuem aqui no UHTV!. Espero por vocês na Próxima TEMPORADA!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Hoje acontece o Fim da 1º Temporada das Colunas a seguir:

Confiram algumas das Atrações:
Às 13:00 Trazendo muitas Imagens Engraçadas!



Às 14:00 trazendo muitos Filmes que são ou foram Sucesso de Bilheterias.


Às 15:00 trazendo muitas Frases Sábias, Famosas, Polêmicas e dentre outras.


Às 16:00 Trazendo muitas Dicas e ensinando a vocês como ajudar mais ainda a Preservar o Nosso Planeta.


Hoje às 17:00 tranzendo muito mais Humor para vocês!!!


Depois dessas Minhas Colunas ainda temos muitas Atrações aqui no Portal UHTV! por isso não Percam. Espero por vocês!! Até Lá!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv

Foco Ambiental –> PENÚLTIMA EDIÇÃO: Algumas Soluções para o Meio Ambiente!

Soluções para o meio ambiente

Enxofre: elemento que evita a incidência da radiação solar.

A maior preocupação dos ambientalistas é referente ao assustador aumento no índice de CO2 (gás carbônico) na atmosfera atual. Este gás é responsável pelo aquecimento global (efeito estufa). Apresentamos aqui a aplicação de elementos químicos como alternativa para diminuir as taxas de CO2

Enxofre (S) na estratosfera 
O gás dióxido de carbono (CO2) é um agravante do aquecimento solar. O CO2 absorve radiação infravermelha e a emite na superfície da Terra, esta então além de receber a energia proveniente do sol ainda recebe esta cota de energia extra. 

Esta proposta consiste em espalhar Enxofre na estratosfera e induzir à formação de dióxido de enxofre (SO2): este composto teria a capacidade de refletir os raios incidentes do sol, desviando seu curso e evitando que chegassem a Terra. Isso causaria uma diminuição significativa no aquecimento global. 

Se este método funcionasse, o dióxido de enxofre funcionaria como uma capa protetora da radiação nociva. 

Ferro (Fe) no fundo do mar 
As algas presentes no fundo dos oceanos são eficientes quando o assunto é absorver dióxido de carbono. Um aumento da população de plânctons (que são pequenas algas) seria interessante para a diminuição de CO2atmosférico, o que fazer então? 

Estudos mostram que mares com grande concentração de Ferro apresentam mais plânctons. A ideia de fertilizar os mares com Ferro é multiplicar esta população de algas para que se tornem verdadeiras faxineiras de nossa atmosfera. 

Através das alternativas propostas podemos perceber que os elementos Ferro e Enxofre são soluções para a melhoria do planeta, e diante de tantas ameaças ambientais, toda ideia é bem vinda.

Fonte: Mundo Educação

Poluição da Água
Poluição ambiental, poluição industrial, poluição das águas, poluição dos rios, contaminação da água, Aqüífero Guarani
.

foto de rio poluído

Foto de Rio Poluído : ameaça ao meio ambiente.


A água é um bem precioso e cada vez mais tema de debates no mundo todo. O uso irracional e a poluição de fontes importantes (rios e lagos), podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.

Falta de água 

Este milênio que está começando, apresenta o grande desafio de evitar a falta de água. Um estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo. Em breve poderá faltar água para irrigação em diversos países, principalmente nos mais pobres. Os continentes mais atingidos pela falta de água são: África, Ásia Central e o Oriente Médio. Entre os anos de 1990 e 1995, a necessidade por água doce aumentou cerca de duas vezes mais que a população mundial. Isso ocorreu provocado pelo alto consumo de água em atividades industriais e zonas agrícolas. Infelizmente, apenas 2,5% da água do planeta Terra são de água doce, sendo que apenas 0,08% está em regiões acessíveis ao ser humano.

Causas da poluição das águas do planeta 

As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são: poluição e contaminação por poluentes e esgotos. O ser humano tem causado todo este prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle.
Em função destes problemas, os governos preocupados, tem incentivado a exploração de aqüíferos (grandes reservas de água doce subterrâneas). Na América do Sul, temos o Aqüífero Guarani, um dos maiores do mundo e ainda pouco utilizado.Grande parte das águas deste aqüífero situa-se em subsolo brasileiro.

Problemas gerados pela poluição das águas

Estudos da Comissão Mundial de Água e de outros organismos internacionais demonstram que cerca de 3 bilhões de habitantes em nosso planeta estão vivendo sem o mínimo necessário de condições sanitárias.Um milhão não tem acesso à água potável. Em virtude desses graves problemas, espalham-se diversas doenças como diarréia, esquistossomose, hepatite e febre tifóide, que matam mais de 5 milhões de seres humanos por ano, sendo que um número maior de doentes sobrecarregam os precários sistemas de saúde destes países.

Soluções 

Com o objetivo de buscar soluções para os problemas dos recursos hídricos da Terra, foi realizado no Japão, em março de 2003, o III Fórum Mundial de Água. Políticos, estudiosos e autoridades do mundo todo aprovaram medidas e mecanismos de preservação dos recursos hídricos. Estes documentos reafirmam que a água doce é extremamente importante para a vida e saúde das pessoas e defende que, para que ela não falte no século XXI, alguns desafios devem ser urgentemente superados: o atendimento das necessidades básicas da população, a garantia do abastecimento de alimentos, a proteção dos ecossistemas e mananciais, a administração de riscos, a valorização da água, a divisão dos recursos hídricos e a eficiente administração dos recursos hídricos.
Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água deve estar presente nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas conseqüências num futuro pouco distante.

Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Fonte: Sua Pesquisa

Muito Obrigado pela sua Companhia, essa é a PENÚLTIMA EDIÇÃO DA 1º TEMPORADA da Coluna “FOCO AMBIENTAL“, Não Percam a ÚLTIMA EDIÇÃO no próximo Domingo ás 16:00 da Tarde! Continuem aqui no Portal UHTV!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> PENÚLTIMA EDIÇÃO: Algumas Soluções para o Meio Ambiente!

Soluções para o meio ambiente

Enxofre: elemento que evita a incidência da radiação solar.

A maior preocupação dos ambientalistas é referente ao assustador aumento no índice de CO2 (gás carbônico) na atmosfera atual. Este gás é responsável pelo aquecimento global (efeito estufa). Apresentamos aqui a aplicação de elementos químicos como alternativa para diminuir as taxas de CO2

Enxofre (S) na estratosfera 
O gás dióxido de carbono (CO2) é um agravante do aquecimento solar. O CO2 absorve radiação infravermelha e a emite na superfície da Terra, esta então além de receber a energia proveniente do sol ainda recebe esta cota de energia extra. 

Esta proposta consiste em espalhar Enxofre na estratosfera e induzir à formação de dióxido de enxofre (SO2): este composto teria a capacidade de refletir os raios incidentes do sol, desviando seu curso e evitando que chegassem a Terra. Isso causaria uma diminuição significativa no aquecimento global. 

Se este método funcionasse, o dióxido de enxofre funcionaria como uma capa protetora da radiação nociva. 

Ferro (Fe) no fundo do mar 
As algas presentes no fundo dos oceanos são eficientes quando o assunto é absorver dióxido de carbono. Um aumento da população de plânctons (que são pequenas algas) seria interessante para a diminuição de CO2atmosférico, o que fazer então? 

Estudos mostram que mares com grande concentração de Ferro apresentam mais plânctons. A ideia de fertilizar os mares com Ferro é multiplicar esta população de algas para que se tornem verdadeiras faxineiras de nossa atmosfera. 

Através das alternativas propostas podemos perceber que os elementos Ferro e Enxofre são soluções para a melhoria do planeta, e diante de tantas ameaças ambientais, toda ideia é bem vinda.

Fonte: Mundo Educação

Poluição da Água
Poluição ambiental, poluição industrial, poluição das águas, poluição dos rios, contaminação da água, Aqüífero Guarani
.

foto de rio poluído

Foto de Rio Poluído : ameaça ao meio ambiente.


A água é um bem precioso e cada vez mais tema de debates no mundo todo. O uso irracional e a poluição de fontes importantes (rios e lagos), podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.

Falta de água 

Este milênio que está começando, apresenta o grande desafio de evitar a falta de água. Um estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo. Em breve poderá faltar água para irrigação em diversos países, principalmente nos mais pobres. Os continentes mais atingidos pela falta de água são: África, Ásia Central e o Oriente Médio. Entre os anos de 1990 e 1995, a necessidade por água doce aumentou cerca de duas vezes mais que a população mundial. Isso ocorreu provocado pelo alto consumo de água em atividades industriais e zonas agrícolas. Infelizmente, apenas 2,5% da água do planeta Terra são de água doce, sendo que apenas 0,08% está em regiões acessíveis ao ser humano.

Causas da poluição das águas do planeta 

As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são: poluição e contaminação por poluentes e esgotos. O ser humano tem causado todo este prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle.
Em função destes problemas, os governos preocupados, tem incentivado a exploração de aqüíferos (grandes reservas de água doce subterrâneas). Na América do Sul, temos o Aqüífero Guarani, um dos maiores do mundo e ainda pouco utilizado.Grande parte das águas deste aqüífero situa-se em subsolo brasileiro.

Problemas gerados pela poluição das águas

Estudos da Comissão Mundial de Água e de outros organismos internacionais demonstram que cerca de 3 bilhões de habitantes em nosso planeta estão vivendo sem o mínimo necessário de condições sanitárias.Um milhão não tem acesso à água potável. Em virtude desses graves problemas, espalham-se diversas doenças como diarréia, esquistossomose, hepatite e febre tifóide, que matam mais de 5 milhões de seres humanos por ano, sendo que um número maior de doentes sobrecarregam os precários sistemas de saúde destes países.

Soluções 

Com o objetivo de buscar soluções para os problemas dos recursos hídricos da Terra, foi realizado no Japão, em março de 2003, o III Fórum Mundial de Água. Políticos, estudiosos e autoridades do mundo todo aprovaram medidas e mecanismos de preservação dos recursos hídricos. Estes documentos reafirmam que a água doce é extremamente importante para a vida e saúde das pessoas e defende que, para que ela não falte no século XXI, alguns desafios devem ser urgentemente superados: o atendimento das necessidades básicas da população, a garantia do abastecimento de alimentos, a proteção dos ecossistemas e mananciais, a administração de riscos, a valorização da água, a divisão dos recursos hídricos e a eficiente administração dos recursos hídricos.
Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água deve estar presente nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas conseqüências num futuro pouco distante.

Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Fonte: Sua Pesquisa

Muito Obrigado pela sua Companhia, essa é a PENÚLTIMA EDIÇÃO DA 1º TEMPORADA da Coluna “FOCO AMBIENTAL“, Não Percam a ÚLTIMA EDIÇÃO no próximo Domingo ás 16:00 da Tarde! Continuem aqui no Portal UHTV!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> PENÚLTIMA EDIÇÃO: Algumas Soluções para o Meio Ambiente!

Soluções para o meio ambiente

Enxofre: elemento que evita a incidência da radiação solar.

A maior preocupação dos ambientalistas é referente ao assustador aumento no índice de CO2 (gás carbônico) na atmosfera atual. Este gás é responsável pelo aquecimento global (efeito estufa). Apresentamos aqui a aplicação de elementos químicos como alternativa para diminuir as taxas de CO2

Enxofre (S) na estratosfera 
O gás dióxido de carbono (CO2) é um agravante do aquecimento solar. O CO2 absorve radiação infravermelha e a emite na superfície da Terra, esta então além de receber a energia proveniente do sol ainda recebe esta cota de energia extra. 

Esta proposta consiste em espalhar Enxofre na estratosfera e induzir à formação de dióxido de enxofre (SO2): este composto teria a capacidade de refletir os raios incidentes do sol, desviando seu curso e evitando que chegassem a Terra. Isso causaria uma diminuição significativa no aquecimento global. 

Se este método funcionasse, o dióxido de enxofre funcionaria como uma capa protetora da radiação nociva. 

Ferro (Fe) no fundo do mar 
As algas presentes no fundo dos oceanos são eficientes quando o assunto é absorver dióxido de carbono. Um aumento da população de plânctons (que são pequenas algas) seria interessante para a diminuição de CO2atmosférico, o que fazer então? 

Estudos mostram que mares com grande concentração de Ferro apresentam mais plânctons. A ideia de fertilizar os mares com Ferro é multiplicar esta população de algas para que se tornem verdadeiras faxineiras de nossa atmosfera. 

Através das alternativas propostas podemos perceber que os elementos Ferro e Enxofre são soluções para a melhoria do planeta, e diante de tantas ameaças ambientais, toda ideia é bem vinda.

Fonte: Mundo Educação

Poluição da Água
Poluição ambiental, poluição industrial, poluição das águas, poluição dos rios, contaminação da água, Aqüífero Guarani
.

foto de rio poluído

Foto de Rio Poluído : ameaça ao meio ambiente.


A água é um bem precioso e cada vez mais tema de debates no mundo todo. O uso irracional e a poluição de fontes importantes (rios e lagos), podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.

Falta de água 

Este milênio que está começando, apresenta o grande desafio de evitar a falta de água. Um estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo. Em breve poderá faltar água para irrigação em diversos países, principalmente nos mais pobres. Os continentes mais atingidos pela falta de água são: África, Ásia Central e o Oriente Médio. Entre os anos de 1990 e 1995, a necessidade por água doce aumentou cerca de duas vezes mais que a população mundial. Isso ocorreu provocado pelo alto consumo de água em atividades industriais e zonas agrícolas. Infelizmente, apenas 2,5% da água do planeta Terra são de água doce, sendo que apenas 0,08% está em regiões acessíveis ao ser humano.

Causas da poluição das águas do planeta 

As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são: poluição e contaminação por poluentes e esgotos. O ser humano tem causado todo este prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle.
Em função destes problemas, os governos preocupados, tem incentivado a exploração de aqüíferos (grandes reservas de água doce subterrâneas). Na América do Sul, temos o Aqüífero Guarani, um dos maiores do mundo e ainda pouco utilizado.Grande parte das águas deste aqüífero situa-se em subsolo brasileiro.

Problemas gerados pela poluição das águas

Estudos da Comissão Mundial de Água e de outros organismos internacionais demonstram que cerca de 3 bilhões de habitantes em nosso planeta estão vivendo sem o mínimo necessário de condições sanitárias.Um milhão não tem acesso à água potável. Em virtude desses graves problemas, espalham-se diversas doenças como diarréia, esquistossomose, hepatite e febre tifóide, que matam mais de 5 milhões de seres humanos por ano, sendo que um número maior de doentes sobrecarregam os precários sistemas de saúde destes países.

Soluções 

Com o objetivo de buscar soluções para os problemas dos recursos hídricos da Terra, foi realizado no Japão, em março de 2003, o III Fórum Mundial de Água. Políticos, estudiosos e autoridades do mundo todo aprovaram medidas e mecanismos de preservação dos recursos hídricos. Estes documentos reafirmam que a água doce é extremamente importante para a vida e saúde das pessoas e defende que, para que ela não falte no século XXI, alguns desafios devem ser urgentemente superados: o atendimento das necessidades básicas da população, a garantia do abastecimento de alimentos, a proteção dos ecossistemas e mananciais, a administração de riscos, a valorização da água, a divisão dos recursos hídricos e a eficiente administração dos recursos hídricos.
Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água deve estar presente nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas conseqüências num futuro pouco distante.

Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Fonte: Sua Pesquisa

Muito Obrigado pela sua Companhia, essa é a PENÚLTIMA EDIÇÃO DA 1º TEMPORADA da Coluna “FOCO AMBIENTAL“, Não Percam a ÚLTIMA EDIÇÃO no próximo Domingo ás 16:00 da Tarde! Continuem aqui no Portal UHTV!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Foco Ambiental –> PENÚLTIMA EDIÇÃO: Algumas Soluções para o Meio Ambiente!

Soluções para o meio ambiente

Enxofre: elemento que evita a incidência da radiação solar.

A maior preocupação dos ambientalistas é referente ao assustador aumento no índice de CO2 (gás carbônico) na atmosfera atual. Este gás é responsável pelo aquecimento global (efeito estufa). Apresentamos aqui a aplicação de elementos químicos como alternativa para diminuir as taxas de CO2

Enxofre (S) na estratosfera 
O gás dióxido de carbono (CO2) é um agravante do aquecimento solar. O CO2 absorve radiação infravermelha e a emite na superfície da Terra, esta então além de receber a energia proveniente do sol ainda recebe esta cota de energia extra. 

Esta proposta consiste em espalhar Enxofre na estratosfera e induzir à formação de dióxido de enxofre (SO2): este composto teria a capacidade de refletir os raios incidentes do sol, desviando seu curso e evitando que chegassem a Terra. Isso causaria uma diminuição significativa no aquecimento global. 

Se este método funcionasse, o dióxido de enxofre funcionaria como uma capa protetora da radiação nociva. 

Ferro (Fe) no fundo do mar 
As algas presentes no fundo dos oceanos são eficientes quando o assunto é absorver dióxido de carbono. Um aumento da população de plânctons (que são pequenas algas) seria interessante para a diminuição de CO2atmosférico, o que fazer então? 

Estudos mostram que mares com grande concentração de Ferro apresentam mais plânctons. A ideia de fertilizar os mares com Ferro é multiplicar esta população de algas para que se tornem verdadeiras faxineiras de nossa atmosfera. 

Através das alternativas propostas podemos perceber que os elementos Ferro e Enxofre são soluções para a melhoria do planeta, e diante de tantas ameaças ambientais, toda ideia é bem vinda.

Fonte: Mundo Educação

Poluição da Água
Poluição ambiental, poluição industrial, poluição das águas, poluição dos rios, contaminação da água, Aqüífero Guarani
.

foto de rio poluído

Foto de Rio Poluído : ameaça ao meio ambiente.


A água é um bem precioso e cada vez mais tema de debates no mundo todo. O uso irracional e a poluição de fontes importantes (rios e lagos), podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.

Falta de água 

Este milênio que está começando, apresenta o grande desafio de evitar a falta de água. Um estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo. Em breve poderá faltar água para irrigação em diversos países, principalmente nos mais pobres. Os continentes mais atingidos pela falta de água são: África, Ásia Central e o Oriente Médio. Entre os anos de 1990 e 1995, a necessidade por água doce aumentou cerca de duas vezes mais que a população mundial. Isso ocorreu provocado pelo alto consumo de água em atividades industriais e zonas agrícolas. Infelizmente, apenas 2,5% da água do planeta Terra são de água doce, sendo que apenas 0,08% está em regiões acessíveis ao ser humano.

Causas da poluição das águas do planeta 

As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são: poluição e contaminação por poluentes e esgotos. O ser humano tem causado todo este prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle.
Em função destes problemas, os governos preocupados, tem incentivado a exploração de aqüíferos (grandes reservas de água doce subterrâneas). Na América do Sul, temos o Aqüífero Guarani, um dos maiores do mundo e ainda pouco utilizado.Grande parte das águas deste aqüífero situa-se em subsolo brasileiro.

Problemas gerados pela poluição das águas

Estudos da Comissão Mundial de Água e de outros organismos internacionais demonstram que cerca de 3 bilhões de habitantes em nosso planeta estão vivendo sem o mínimo necessário de condições sanitárias.Um milhão não tem acesso à água potável. Em virtude desses graves problemas, espalham-se diversas doenças como diarréia, esquistossomose, hepatite e febre tifóide, que matam mais de 5 milhões de seres humanos por ano, sendo que um número maior de doentes sobrecarregam os precários sistemas de saúde destes países.

Soluções 

Com o objetivo de buscar soluções para os problemas dos recursos hídricos da Terra, foi realizado no Japão, em março de 2003, o III Fórum Mundial de Água. Políticos, estudiosos e autoridades do mundo todo aprovaram medidas e mecanismos de preservação dos recursos hídricos. Estes documentos reafirmam que a água doce é extremamente importante para a vida e saúde das pessoas e defende que, para que ela não falte no século XXI, alguns desafios devem ser urgentemente superados: o atendimento das necessidades básicas da população, a garantia do abastecimento de alimentos, a proteção dos ecossistemas e mananciais, a administração de riscos, a valorização da água, a divisão dos recursos hídricos e a eficiente administração dos recursos hídricos.
Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água deve estar presente nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas conseqüências num futuro pouco distante.

Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Fonte: Sua Pesquisa

Muito Obrigado pela sua Companhia, essa é a PENÚLTIMA EDIÇÃO DA 1º TEMPORADA da Coluna “FOCO AMBIENTAL“, Não Percam a ÚLTIMA EDIÇÃO no próximo Domingo ás 16:00 da Tarde! Continuem aqui no Portal UHTV!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv