Arquivo da categoria: Futebol Total

Goleiro Marcos se aposenta do Futebol

palmeiras campeão libertadores 1999 (Foto: Agência Estado)
Assim que o goleiro Marcos comunicou a sua aposentadoria à diretoria do Palmeiras, o gerente de futebol do clube, César Sampaio, já começou a se mexer para organizar um jogo de despedida à altura do que o “Santo” representa para a torcida alviverde.
Nesta quarta-feira, logo depois do anúncio, Sampaio expôs algumas ideias que quer colocar em prática na partida que, nas palavras do dirigente, vai celebrar toda a carreira vitoriosa de Marcos. A principal delas é reunir todos os companheiros do título da Taça Libertadores de 1999, o mais importante da história do Palmeiras e que teve participação decisiva do goleiro.
César Sampaio era volante e capitão daquele time que eliminou o rival Corinthians nas quartas-de-final e foi campeão em cima do Deportivo Cali-COL, no Palestra Itália. Como tinha ascendência sobre boa parte do elenco, o atual gerente do Verdão é considerado a pessoa ideal para desempenhar a tarefa de reunir os amigos. A partida ainda não tem data nem adversário definidos, mas deve ser realizada até a metade deste ano.
Dos titulares campeões daquele ano, Marcos foi um dos últimos a encerrar a carreira. Por isso, a diretoria palmeirense crê que a tarefa de reunir os ex-jogadores será mais tranquila.
Marcos comemora título do Palmeiras na Libertadores 1999 (Foto: Divulgação / Site Oficial) 
Marcos comemora o título do Palmeiras na
Libertadores 1999 (Foto: Divulgação / Site Oficial)
– Até o meio do ano eu considero um prazo inteligente, porque aí podemos planejar e promover algo à altura dele. O Marcos não merece só um puxadinho, merece uma festa legal para caramba, algo que chegue perto da grandeza dele – afirmou Sampaio.
A ideia agrada ao vice-presidente Roberto Frizzo e ao presidente Arnaldo Tirone, que deixaram a organização a cargo de César Sampaio. O jogo será contra algum adversário que tenha marcado a carreira de Marcos. Por isso – e também pelos dois meses de férias que terá a partir desta quinta – o ídolo pediu para que seu adeus não fosse no amistoso contra o Ajax-HOL, no próximo dia 14.
– As pessoas que estão promovendo o jogo tentaram convencê-lo, e ele disse que não queria. Entendo que podemos fazer algo melhor. Agora teríamos um curto prazo de tempo, temos de planejar um megaevento – disse César Sampaio.
Marcos ainda não se pronunciou e optou pela reclusão no primeiro momento após a aposentadoria. Sua última entrevista foi em dezembro, em um jogo beneficente na sua cidade natal, Oriente, em São Paulo. Na ocasião, disse que a decisão sobre sua aposentadoria caberia ao técnico Luiz Felipe Scolari – Felipão, porém, procurou não interferir na vontade do jogador.
Aos assessores, Marcos avisou que só falará sobre seu adeus na semana que vem. Nem o site oficial pôde contar com frases do goleiro. A expectativa é de que o ídolo máximo da torcida palmeirense fale sobre seus planos e sua escolha para o futuro – ele tem cargo garantido no clube. Cabe a Marcos decidir se quer atuar na comissão técnica, ao lado de Felipão, ou na diretoria, mais próximo a César Sampaio.

Goleiro Marcos se aposenta do Futebol

palmeiras campeão libertadores 1999 (Foto: Agência Estado)
Assim que o goleiro Marcos comunicou a sua aposentadoria à diretoria do Palmeiras, o gerente de futebol do clube, César Sampaio, já começou a se mexer para organizar um jogo de despedida à altura do que o “Santo” representa para a torcida alviverde.
Nesta quarta-feira, logo depois do anúncio, Sampaio expôs algumas ideias que quer colocar em prática na partida que, nas palavras do dirigente, vai celebrar toda a carreira vitoriosa de Marcos. A principal delas é reunir todos os companheiros do título da Taça Libertadores de 1999, o mais importante da história do Palmeiras e que teve participação decisiva do goleiro.
César Sampaio era volante e capitão daquele time que eliminou o rival Corinthians nas quartas-de-final e foi campeão em cima do Deportivo Cali-COL, no Palestra Itália. Como tinha ascendência sobre boa parte do elenco, o atual gerente do Verdão é considerado a pessoa ideal para desempenhar a tarefa de reunir os amigos. A partida ainda não tem data nem adversário definidos, mas deve ser realizada até a metade deste ano.
Dos titulares campeões daquele ano, Marcos foi um dos últimos a encerrar a carreira. Por isso, a diretoria palmeirense crê que a tarefa de reunir os ex-jogadores será mais tranquila.
Marcos comemora título do Palmeiras na Libertadores 1999 (Foto: Divulgação / Site Oficial) 
Marcos comemora o título do Palmeiras na
Libertadores 1999 (Foto: Divulgação / Site Oficial)
– Até o meio do ano eu considero um prazo inteligente, porque aí podemos planejar e promover algo à altura dele. O Marcos não merece só um puxadinho, merece uma festa legal para caramba, algo que chegue perto da grandeza dele – afirmou Sampaio.
A ideia agrada ao vice-presidente Roberto Frizzo e ao presidente Arnaldo Tirone, que deixaram a organização a cargo de César Sampaio. O jogo será contra algum adversário que tenha marcado a carreira de Marcos. Por isso – e também pelos dois meses de férias que terá a partir desta quinta – o ídolo pediu para que seu adeus não fosse no amistoso contra o Ajax-HOL, no próximo dia 14.
– As pessoas que estão promovendo o jogo tentaram convencê-lo, e ele disse que não queria. Entendo que podemos fazer algo melhor. Agora teríamos um curto prazo de tempo, temos de planejar um megaevento – disse César Sampaio.
Marcos ainda não se pronunciou e optou pela reclusão no primeiro momento após a aposentadoria. Sua última entrevista foi em dezembro, em um jogo beneficente na sua cidade natal, Oriente, em São Paulo. Na ocasião, disse que a decisão sobre sua aposentadoria caberia ao técnico Luiz Felipe Scolari – Felipão, porém, procurou não interferir na vontade do jogador.
Aos assessores, Marcos avisou que só falará sobre seu adeus na semana que vem. Nem o site oficial pôde contar com frases do goleiro. A expectativa é de que o ídolo máximo da torcida palmeirense fale sobre seus planos e sua escolha para o futuro – ele tem cargo garantido no clube. Cabe a Marcos decidir se quer atuar na comissão técnica, ao lado de Felipão, ou na diretoria, mais próximo a César Sampaio.

Futebol total: Lado oposto do caso Mário Fernandes

Já não bastasse o desinteresse dos próprios brasileiros em assistir os jogos do que ainda chamam de ‘Seleção’ brasileira, agora, um jogador se recusa a representar o seu país em uma partida amistosa. Antes de julgar o jovem Mário Fernandes, do Grêmio, devemos analisar a sua recusa com outra visão.
Uma seleção que não possui credibilidade nas convocações feitas pelo seu técnico, Mano Menezes, não merece respeito de ninguém. Alguns jogadores como Jucilei, Renato, Fernandinho.. e tantas outras ‘letrecas’ que são convocados e depois somem da lista do ‘Mano’, acabam por si só tirando o brilho de quem é pentacampeão mundial.
É fácil julgar quando não sabe o que se passa. É fácil apedrejar um jogador que não quis representar o seu país. Mas vejo que ainda é difícil parte da imprensa reconhecer que são poucos os que se interessam em ver um jogo com um futebol tão pobre como o da seleção brasileira.
Quer uma prova? Aposto que de 11 de 10 pessoas que leram este texto, preferem uma rodada do brasileirão no meio da semana do que ter que ser castigado e acompanhar um jogo do Brasil pela TV. Foi se o tempo em que o Brasil parava não só o país, mas o mundo.
De cara, fiquei surpreso quando soube que o jogador do Grêmio, Mário Fernandes, não se apresentou a seleção brasileira. Mas quando parei e pensei, acabei vendo que ele não tem lá toda essa culpa.
Não estou defendendo o Mário, porque se a moda pega, já viu, né? Mas não me acho no direito de julga-lo. Se não se sente bem, não vai. Melhor do que tantos outros que vão apenas para atrapalhar, começando pelo técnico.
Aí agora, porque um atleta se negou a defender a seleção, ele deixou de ser ambicioso? Tornou-se pequeno por isso? Cada um com os teus sonhos e objetivos.
E para ser sincero, defender uma seleção que tem como representante ninguém menos que Ricardo Teixeira, que coloca tudo na frente do futebol, não é lá perder muita coisa..

Futebol total: Lado oposto do caso Mário Fernandes

Já não bastasse o desinteresse dos próprios brasileiros em assistir os jogos do que ainda chamam de ‘Seleção’ brasileira, agora, um jogador se recusa a representar o seu país em uma partida amistosa. Antes de julgar o jovem Mário Fernandes, do Grêmio, devemos analisar a sua recusa com outra visão.
Uma seleção que não possui credibilidade nas convocações feitas pelo seu técnico, Mano Menezes, não merece respeito de ninguém. Alguns jogadores como Jucilei, Renato, Fernandinho.. e tantas outras ‘letrecas’ que são convocados e depois somem da lista do ‘Mano’, acabam por si só tirando o brilho de quem é pentacampeão mundial.
É fácil julgar quando não sabe o que se passa. É fácil apedrejar um jogador que não quis representar o seu país. Mas vejo que ainda é difícil parte da imprensa reconhecer que são poucos os que se interessam em ver um jogo com um futebol tão pobre como o da seleção brasileira.
Quer uma prova? Aposto que de 11 de 10 pessoas que leram este texto, preferem uma rodada do brasileirão no meio da semana do que ter que ser castigado e acompanhar um jogo do Brasil pela TV. Foi se o tempo em que o Brasil parava não só o país, mas o mundo.
De cara, fiquei surpreso quando soube que o jogador do Grêmio, Mário Fernandes, não se apresentou a seleção brasileira. Mas quando parei e pensei, acabei vendo que ele não tem lá toda essa culpa.
Não estou defendendo o Mário, porque se a moda pega, já viu, né? Mas não me acho no direito de julga-lo. Se não se sente bem, não vai. Melhor do que tantos outros que vão apenas para atrapalhar, começando pelo técnico.
Aí agora, porque um atleta se negou a defender a seleção, ele deixou de ser ambicioso? Tornou-se pequeno por isso? Cada um com os teus sonhos e objetivos.
E para ser sincero, defender uma seleção que tem como representante ninguém menos que Ricardo Teixeira, que coloca tudo na frente do futebol, não é lá perder muita coisa..

Futebol total: Lado oposto do caso Mário Fernandes

Já não bastasse o desinteresse dos próprios brasileiros em assistir os jogos do que ainda chamam de ‘Seleção’ brasileira, agora, um jogador se recusa a representar o seu país em uma partida amistosa. Antes de julgar o jovem Mário Fernandes, do Grêmio, devemos analisar a sua recusa com outra visão.
Uma seleção que não possui credibilidade nas convocações feitas pelo seu técnico, Mano Menezes, não merece respeito de ninguém. Alguns jogadores como Jucilei, Renato, Fernandinho.. e tantas outras ‘letrecas’ que são convocados e depois somem da lista do ‘Mano’, acabam por si só tirando o brilho de quem é pentacampeão mundial.
É fácil julgar quando não sabe o que se passa. É fácil apedrejar um jogador que não quis representar o seu país. Mas vejo que ainda é difícil parte da imprensa reconhecer que são poucos os que se interessam em ver um jogo com um futebol tão pobre como o da seleção brasileira.
Quer uma prova? Aposto que de 11 de 10 pessoas que leram este texto, preferem uma rodada do brasileirão no meio da semana do que ter que ser castigado e acompanhar um jogo do Brasil pela TV. Foi se o tempo em que o Brasil parava não só o país, mas o mundo.
De cara, fiquei surpreso quando soube que o jogador do Grêmio, Mário Fernandes, não se apresentou a seleção brasileira. Mas quando parei e pensei, acabei vendo que ele não tem lá toda essa culpa.
Não estou defendendo o Mário, porque se a moda pega, já viu, né? Mas não me acho no direito de julga-lo. Se não se sente bem, não vai. Melhor do que tantos outros que vão apenas para atrapalhar, começando pelo técnico.
Aí agora, porque um atleta se negou a defender a seleção, ele deixou de ser ambicioso? Tornou-se pequeno por isso? Cada um com os teus sonhos e objetivos.
E para ser sincero, defender uma seleção que tem como representante ninguém menos que Ricardo Teixeira, que coloca tudo na frente do futebol, não é lá perder muita coisa..

Futebol total: Lado oposto do caso Mário Fernandes

Já não bastasse o desinteresse dos próprios brasileiros em assistir os jogos do que ainda chamam de ‘Seleção’ brasileira, agora, um jogador se recusa a representar o seu país em uma partida amistosa. Antes de julgar o jovem Mário Fernandes, do Grêmio, devemos analisar a sua recusa com outra visão.
Uma seleção que não possui credibilidade nas convocações feitas pelo seu técnico, Mano Menezes, não merece respeito de ninguém. Alguns jogadores como Jucilei, Renato, Fernandinho.. e tantas outras ‘letrecas’ que são convocados e depois somem da lista do ‘Mano’, acabam por si só tirando o brilho de quem é pentacampeão mundial.
É fácil julgar quando não sabe o que se passa. É fácil apedrejar um jogador que não quis representar o seu país. Mas vejo que ainda é difícil parte da imprensa reconhecer que são poucos os que se interessam em ver um jogo com um futebol tão pobre como o da seleção brasileira.
Quer uma prova? Aposto que de 11 de 10 pessoas que leram este texto, preferem uma rodada do brasileirão no meio da semana do que ter que ser castigado e acompanhar um jogo do Brasil pela TV. Foi se o tempo em que o Brasil parava não só o país, mas o mundo.
De cara, fiquei surpreso quando soube que o jogador do Grêmio, Mário Fernandes, não se apresentou a seleção brasileira. Mas quando parei e pensei, acabei vendo que ele não tem lá toda essa culpa.
Não estou defendendo o Mário, porque se a moda pega, já viu, né? Mas não me acho no direito de julga-lo. Se não se sente bem, não vai. Melhor do que tantos outros que vão apenas para atrapalhar, começando pelo técnico.
Aí agora, porque um atleta se negou a defender a seleção, ele deixou de ser ambicioso? Tornou-se pequeno por isso? Cada um com os teus sonhos e objetivos.
E para ser sincero, defender uma seleção que tem como representante ninguém menos que Ricardo Teixeira, que coloca tudo na frente do futebol, não é lá perder muita coisa..

Futebol total: Lado oposto do caso Mário Fernandes

Já não bastasse o desinteresse dos próprios brasileiros em assistir os jogos do que ainda chamam de ‘Seleção’ brasileira, agora, um jogador se recusa a representar o seu país em uma partida amistosa. Antes de julgar o jovem Mário Fernandes, do Grêmio, devemos analisar a sua recusa com outra visão.
Uma seleção que não possui credibilidade nas convocações feitas pelo seu técnico, Mano Menezes, não merece respeito de ninguém. Alguns jogadores como Jucilei, Renato, Fernandinho.. e tantas outras ‘letrecas’ que são convocados e depois somem da lista do ‘Mano’, acabam por si só tirando o brilho de quem é pentacampeão mundial.
É fácil julgar quando não sabe o que se passa. É fácil apedrejar um jogador que não quis representar o seu país. Mas vejo que ainda é difícil parte da imprensa reconhecer que são poucos os que se interessam em ver um jogo com um futebol tão pobre como o da seleção brasileira.
Quer uma prova? Aposto que de 11 de 10 pessoas que leram este texto, preferem uma rodada do brasileirão no meio da semana do que ter que ser castigado e acompanhar um jogo do Brasil pela TV. Foi se o tempo em que o Brasil parava não só o país, mas o mundo.
De cara, fiquei surpreso quando soube que o jogador do Grêmio, Mário Fernandes, não se apresentou a seleção brasileira. Mas quando parei e pensei, acabei vendo que ele não tem lá toda essa culpa.
Não estou defendendo o Mário, porque se a moda pega, já viu, né? Mas não me acho no direito de julga-lo. Se não se sente bem, não vai. Melhor do que tantos outros que vão apenas para atrapalhar, começando pelo técnico.
Aí agora, porque um atleta se negou a defender a seleção, ele deixou de ser ambicioso? Tornou-se pequeno por isso? Cada um com os teus sonhos e objetivos.
E para ser sincero, defender uma seleção que tem como representante ninguém menos que Ricardo Teixeira, que coloca tudo na frente do futebol, não é lá perder muita coisa..

A linha "show" do UHTV! ganha reforços a partir de HOJE!

HOJE, 25, o UHTV! traz de volta o “Música VIP”.
Agora sob comando de Leandro Sciolpi, a coluna vem para substituir o “Futebol Total” em grande estilo.
Estreamos a 2ª temporada dessa coluna no mês de julho e por problemas técnicos, tivemos que deixar a coluna fora do blog. Problemas resolvidos, a coluna está de volta, e dará continuidade à sua 2ª temporada.
Leandro Sciolpi promete muitas mudanças:
– A coluna vai adquirir o meu DNA. Vamos falar da música num ambiente mais espansivo. Não vamos tratar apenas de um gênero ou de uma só categoria. Vamos abranger tudo aquilo o que chamamos de MÚSICA!
E DOMINGO, dia 4 de setembro, Ramon Nobre chega com tudo para dar continuidade à 3ª temporada do:

O Esporte não vai parar aqui no UHTV!, agora em novo dia e horário: SEMPRE AOS DOMINGOS, 10 da noite.

Começa dia 4 de setembro, fique ligado!

É espera para ver.
“Música VIP” – toda quinta, às 9 da noite
“Futebol Total – 3ª Temporada” – todo domingo, 10 da noite.
Só aqui no UHTV!

A linha "show" do UHTV! ganha reforços a partir de HOJE!

HOJE, 25, o UHTV! traz de volta o “Música VIP”.
Agora sob comando de Leandro Sciolpi, a coluna vem para substituir o “Futebol Total” em grande estilo.
Estreamos a 2ª temporada dessa coluna no mês de julho e por problemas técnicos, tivemos que deixar a coluna fora do blog. Problemas resolvidos, a coluna está de volta, e dará continuidade à sua 2ª temporada.
Leandro Sciolpi promete muitas mudanças:
– A coluna vai adquirir o meu DNA. Vamos falar da música num ambiente mais espansivo. Não vamos tratar apenas de um gênero ou de uma só categoria. Vamos abranger tudo aquilo o que chamamos de MÚSICA!
E DOMINGO, dia 4 de setembro, Ramon Nobre chega com tudo para dar continuidade à 3ª temporada do:

O Esporte não vai parar aqui no UHTV!, agora em novo dia e horário: SEMPRE AOS DOMINGOS, 10 da noite.

Começa dia 4 de setembro, fique ligado!

É espera para ver.
“Música VIP” – toda quinta, às 9 da noite
“Futebol Total – 3ª Temporada” – todo domingo, 10 da noite.
Só aqui no UHTV!

A linha "show" do UHTV! ganha reforços a partir de HOJE!

HOJE, 25, o UHTV! traz de volta o “Música VIP”.
Agora sob comando de Leandro Sciolpi, a coluna vem para substituir o “Futebol Total” em grande estilo.
Estreamos a 2ª temporada dessa coluna no mês de julho e por problemas técnicos, tivemos que deixar a coluna fora do blog. Problemas resolvidos, a coluna está de volta, e dará continuidade à sua 2ª temporada.
Leandro Sciolpi promete muitas mudanças:
– A coluna vai adquirir o meu DNA. Vamos falar da música num ambiente mais espansivo. Não vamos tratar apenas de um gênero ou de uma só categoria. Vamos abranger tudo aquilo o que chamamos de MÚSICA!
E DOMINGO, dia 4 de setembro, Ramon Nobre chega com tudo para dar continuidade à 3ª temporada do:

O Esporte não vai parar aqui no UHTV!, agora em novo dia e horário: SEMPRE AOS DOMINGOS, 10 da noite.

Começa dia 4 de setembro, fique ligado!

É espera para ver.
“Música VIP” – toda quinta, às 9 da noite
“Futebol Total – 3ª Temporada” – todo domingo, 10 da noite.
Só aqui no UHTV!