Arquivo da categoria: Olhar Crítico

Olha Crítico: As tardes do SBT nunca mais fora as mesmas!

As novelas do SBT à tarde são sucesso. 22 de novembro de 2011, e o “Olhar Crítico” de hoje vai falar sobre esse sucesso.
Há pouco mais de um ano, o SBT lançou em suas tardes três reprises. A novidade foi lançada com muita euforia, chamando-a de “Tardes do SBT, uma jóia pra você!”.
As primeiras novelas foram “Pérola Negra” e “Esmeralda”. Ambas já acabaram e já foram substituídas com grande sucesso.
As reprises tem constantemente alcançado a vice liderança. Com grande titulos da dramaturgia, a emissora tem obtido grande sucesso.
A Record está se mexendo de todos os lados para driblar esse sucesso, todas tentativas sem sucesso.
O SBT, com certeza está pulando de alegria com tamanho sucesso e pode descansar tranquilo na vice em todas as tardes.
Semana que ve tem mais!

Olha Crítico: As tardes do SBT nunca mais fora as mesmas!

As novelas do SBT à tarde são sucesso. 22 de novembro de 2011, e o “Olhar Crítico” de hoje vai falar sobre esse sucesso.
Há pouco mais de um ano, o SBT lançou em suas tardes três reprises. A novidade foi lançada com muita euforia, chamando-a de “Tardes do SBT, uma jóia pra você!”.
As primeiras novelas foram “Pérola Negra” e “Esmeralda”. Ambas já acabaram e já foram substituídas com grande sucesso.
As reprises tem constantemente alcançado a vice liderança. Com grande titulos da dramaturgia, a emissora tem obtido grande sucesso.
A Record está se mexendo de todos os lados para driblar esse sucesso, todas tentativas sem sucesso.
O SBT, com certeza está pulando de alegria com tamanho sucesso e pode descansar tranquilo na vice em todas as tardes.
Semana que ve tem mais!

Olhar Crítico: O novo programa do SBT, "Um Milhão na Mesa"!

O SBT estreou seu novo programa com o maior apresentador da TV: Silvio Santos. Mas será que esse programa foi uma boa pedida? 27 de setembro de 2011 e o “OIhar Crítico” vai falar desse assunto.

O novo programa do ex-homem do baú mostrou força perante e o público e mostrou que tem fôlego para dar altos picos de audiência.
O programa é leve e divertido. Há de se suar para ganhar 1 milhão. Foi-se o tempo dos realitys onde o participante ganhava na sorte. Agora é: ou sabe ou não sabe.
A temática do jogo é interessante, tornando o programa emocionante e ágil. 
A princípio, aquela montanha de dinheiro nos deixa meio perdidos, pensando que ela ficará lá, tampando a cara do apresentador, mas não. Quando se faz a pergunta e dá-se o tempo, os participantes fazem um real esforço e precisam apostar na resposta a qual acham certo.
Silvio pode ser posto em qualquer formato de programa, pois tem carisma, desenvoltura e jeito para conduzir uma atração. Quem pensa que ele passou do ponto e está velho, engana-se, pois ele ainda dá um bom caldo e tem gabarito para empatar com um milionário reality da concorrência.
O programa é muuuuuito melhor que o “Topa ou não Topa”: é emocionante e tem emoção do começo ao fim, não como o “Topa”, que quando o milhão sai, acabam-se as chances de ganhar um prêmio bom. Aí, a emoção acaba.
Detalhe: O cenário é o melhor que o SBT tem no ar atualmente. Um designer inovador. Lembra um pouco o “Show do Milhão”, mas tem sua particularidade. 
Logo de cara podemos concluir que o programa será sucesso e baterá a marca de dois dígitos facilmente.

Olhar Crítico: O novo programa do SBT, "Um Milhão na Mesa"!

O SBT estreou seu novo programa com o maior apresentador da TV: Silvio Santos. Mas será que esse programa foi uma boa pedida? 27 de setembro de 2011 e o “OIhar Crítico” vai falar desse assunto.

O novo programa do ex-homem do baú mostrou força perante e o público e mostrou que tem fôlego para dar altos picos de audiência.
O programa é leve e divertido. Há de se suar para ganhar 1 milhão. Foi-se o tempo dos realitys onde o participante ganhava na sorte. Agora é: ou sabe ou não sabe.
A temática do jogo é interessante, tornando o programa emocionante e ágil. 
A princípio, aquela montanha de dinheiro nos deixa meio perdidos, pensando que ela ficará lá, tampando a cara do apresentador, mas não. Quando se faz a pergunta e dá-se o tempo, os participantes fazem um real esforço e precisam apostar na resposta a qual acham certo.
Silvio pode ser posto em qualquer formato de programa, pois tem carisma, desenvoltura e jeito para conduzir uma atração. Quem pensa que ele passou do ponto e está velho, engana-se, pois ele ainda dá um bom caldo e tem gabarito para empatar com um milionário reality da concorrência.
O programa é muuuuuito melhor que o “Topa ou não Topa”: é emocionante e tem emoção do começo ao fim, não como o “Topa”, que quando o milhão sai, acabam-se as chances de ganhar um prêmio bom. Aí, a emoção acaba.
Detalhe: O cenário é o melhor que o SBT tem no ar atualmente. Um designer inovador. Lembra um pouco o “Show do Milhão”, mas tem sua particularidade. 
Logo de cara podemos concluir que o programa será sucesso e baterá a marca de dois dígitos facilmente.

Olhar Crítico: Globo e seu "Hipertensão"!

O reality global que não envolve o público e não alavanca a audiência. 20 de setembro de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje vai falar desse fiasco.

A Globo colocou no ar novamente o “Hipertensão” na intensão de barrar o crescimento do reality da Record, “A Fazenda”. 
Nem um nem outro: O reality global não alterou a audiência e “A Fazenda 4” não fez sucesso, não precisando ser barrada.
Realitys fora de época, como esse da Globo, só servem para atrapalhar o rendimento na emissora. Um programa que é exibido apenas às quintas e domingos, não tem a capacidade de envolver o público com os acontecimentos.
Só para lembrar, o mesmo acontecia com o reality “Solitários”, do SBT, que foi apresentado semanalmente.
As emissoras devem se decidir: ou abrem de vez seus horários, para exibir um reality na íntegra, ou não exibam.
O público quer ver o dia a dia e não um apanhado dos acontecimentos 2 vezes por semana.
Não adianta ser a 3ª emissora maior emissora do mundo e não saber tomar as devidas atitudes quando são necessárias.
Semana que vem tem muito mais críticas pra você!

Olhar Crítico: O "Vídeo News" da Band!

Um programa que nem fede nem cheira. Um programa água com açucar. Um programa legal? 06 de setembro de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje quer falar um pouco desse programa.
A Band estreou (há não sei quanto tempo atrás) um programa que deveria seguir rumos interessantes, mas hoje se vê a situação a qual chegou.
Um programa que deveria ser repleto de matérias, quadros e entretenimento, resume-se à requentar as coisas “interessantes” de sua programação. Vale ressaltar que a Band não tem um acervo tão grande de matérias e nem capacidade para fazê-las.
O programa é uma espécie de “Tudo a Ver” só que em uma versão muito mais inferior (se é que tem como ser mais inferior que a atração da Record…).
O programa basea-se em uma apresentadora talentosa jogada em um cenário virtual – muito mal feito por sinal – apresentando matérias estrangeiras, vídeos da Internet e notícias de famosos. Além de tudo isso, tem um detalhe: mostram as notícias dos famosos da seguinte forma: aparece a foto do famoso, narrada pela apresentadora, mostrando a falta de profissionalismo da emissora, que poderia, sem gastar tanto, entrevistas os profissionais da casa e não ciscar em terreno global.
Um programa morno, sem sal, que ocupa na grade um espaço que poderia ser útil e muito mais rentável para a emissora.

Olhar Crítico: O "Vídeo News" da Band!

Um programa que nem fede nem cheira. Um programa água com açucar. Um programa legal? 06 de setembro de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje quer falar um pouco desse programa.
A Band estreou (há não sei quanto tempo atrás) um programa que deveria seguir rumos interessantes, mas hoje se vê a situação a qual chegou.
Um programa que deveria ser repleto de matérias, quadros e entretenimento, resume-se à requentar as coisas “interessantes” de sua programação. Vale ressaltar que a Band não tem um acervo tão grande de matérias e nem capacidade para fazê-las.
O programa é uma espécie de “Tudo a Ver” só que em uma versão muito mais inferior (se é que tem como ser mais inferior que a atração da Record…).
O programa basea-se em uma apresentadora talentosa jogada em um cenário virtual – muito mal feito por sinal – apresentando matérias estrangeiras, vídeos da Internet e notícias de famosos. Além de tudo isso, tem um detalhe: mostram as notícias dos famosos da seguinte forma: aparece a foto do famoso, narrada pela apresentadora, mostrando a falta de profissionalismo da emissora, que poderia, sem gastar tanto, entrevistas os profissionais da casa e não ciscar em terreno global.
Um programa morno, sem sal, que ocupa na grade um espaço que poderia ser útil e muito mais rentável para a emissora.

Olhar Crítico: "The Voice" ou "Brasil – A Voz", a grande aposta da Globo para 2012!

A Globo adquiriu os direitos do reality “The Voice” há poucos meses e isso já é o maior assunto dos corredores da emissora carioca. 30 de agosto de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje vai falar um pouco sobre o reality.
Com estreia prevista para 2012, o reality “The Voice” é atualmente a maior sensação na TV americana. O reality vai além das aparências e avalia o talento e a emoção no simples fato de ouvir “A Voz”.
Aqui no Brasil, a atração está com sua produção à todo vapor. A Globo está tão afobada, que registrou um título fraco e sem sentido: “Brasil – A Voz”.
Imagine um diálogo entre duas pessoas:
– Oi, você viu ontem aquele programa novo da Globo?
– Ah, vi sim… Aquele da voz…
– Isso mesmo! “Brasil – A Voz”.
Complicado, não é?
Mas já é de se esperar que seja um sucesso, não só por sua repercussão mundial, mas principalmente por sua maneira de escolher os candidatos. E, claro… por ser exibido na Globo.
É um formato inovador, limpo e que tem todas as chances de dar mais audiência do que o próprio “BBB” e conquistar o coração de todos brasileiros.
O diretor de núcleo, Boninho, está acertando todos os detalhes do programa. E a próxima decisão a ser tomada é quem irá apresentar a atração.
Vale lembrar que precisa ser um nome de peso, uma pessoa que movimente a opinião pública e, consequentemente fale a língua do povão.
O nome da apresentadora Angélica foi cogitado, mas logo descartado. A loira foi vetada pela produtora por já ter apresentado o “Fama”, o qual é concorrente do “The Voice” fora do país. Angélica, realmente, não se encaixaria nesse perfil. Ela é de entreter, não de ancorar uma competição de “calouros”.
Sandy e Ivete Sangalo são nomes pensados para o júri. Acho as duas péssimas escolhas. É necessário colocar uma cantora de sucesso, mas que tenha menos polêmicas em seu currículo, como por exemplo: Maria Gadú, Maria Rita… são várias as opções.
Enfim, é esperar para ver. Vamos ficar ligados esperando a estreia. Garanto que estarei coladinho na maior e mais nova vitrine de talentos da TV brasileira.
…Na próxima semana…
Mais críticas e elogios para as atrações e novidades da TV!
Até lá!

Olhar Crítico: "The Voice" ou "Brasil – A Voz", a grande aposta da Globo para 2012!

A Globo adquiriu os direitos do reality “The Voice” há poucos meses e isso já é o maior assunto dos corredores da emissora carioca. 30 de agosto de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje vai falar um pouco sobre o reality.
Com estreia prevista para 2012, o reality “The Voice” é atualmente a maior sensação na TV americana. O reality vai além das aparências e avalia o talento e a emoção no simples fato de ouvir “A Voz”.
Aqui no Brasil, a atração está com sua produção à todo vapor. A Globo está tão afobada, que registrou um título fraco e sem sentido: “Brasil – A Voz”.
Imagine um diálogo entre duas pessoas:
– Oi, você viu ontem aquele programa novo da Globo?
– Ah, vi sim… Aquele da voz…
– Isso mesmo! “Brasil – A Voz”.
Complicado, não é?
Mas já é de se esperar que seja um sucesso, não só por sua repercussão mundial, mas principalmente por sua maneira de escolher os candidatos. E, claro… por ser exibido na Globo.
É um formato inovador, limpo e que tem todas as chances de dar mais audiência do que o próprio “BBB” e conquistar o coração de todos brasileiros.
O diretor de núcleo, Boninho, está acertando todos os detalhes do programa. E a próxima decisão a ser tomada é quem irá apresentar a atração.
Vale lembrar que precisa ser um nome de peso, uma pessoa que movimente a opinião pública e, consequentemente fale a língua do povão.
O nome da apresentadora Angélica foi cogitado, mas logo descartado. A loira foi vetada pela produtora por já ter apresentado o “Fama”, o qual é concorrente do “The Voice” fora do país. Angélica, realmente, não se encaixaria nesse perfil. Ela é de entreter, não de ancorar uma competição de “calouros”.
Sandy e Ivete Sangalo são nomes pensados para o júri. Acho as duas péssimas escolhas. É necessário colocar uma cantora de sucesso, mas que tenha menos polêmicas em seu currículo, como por exemplo: Maria Gadú, Maria Rita… são várias as opções.
Enfim, é esperar para ver. Vamos ficar ligados esperando a estreia. Garanto que estarei coladinho na maior e mais nova vitrine de talentos da TV brasileira.
…Na próxima semana…
Mais críticas e elogios para as atrações e novidades da TV!
Até lá!

Olhar Crítico: "The Voice" ou "Brasil – A Voz", a grande aposta da Globo para 2012!

A Globo adquiriu os direitos do reality “The Voice” há poucos meses e isso já é o maior assunto dos corredores da emissora carioca. 30 de agosto de 2011, o “Olhar Crítico” de hoje vai falar um pouco sobre o reality.
Com estreia prevista para 2012, o reality “The Voice” é atualmente a maior sensação na TV americana. O reality vai além das aparências e avalia o talento e a emoção no simples fato de ouvir “A Voz”.
Aqui no Brasil, a atração está com sua produção à todo vapor. A Globo está tão afobada, que registrou um título fraco e sem sentido: “Brasil – A Voz”.
Imagine um diálogo entre duas pessoas:
– Oi, você viu ontem aquele programa novo da Globo?
– Ah, vi sim… Aquele da voz…
– Isso mesmo! “Brasil – A Voz”.
Complicado, não é?
Mas já é de se esperar que seja um sucesso, não só por sua repercussão mundial, mas principalmente por sua maneira de escolher os candidatos. E, claro… por ser exibido na Globo.
É um formato inovador, limpo e que tem todas as chances de dar mais audiência do que o próprio “BBB” e conquistar o coração de todos brasileiros.
O diretor de núcleo, Boninho, está acertando todos os detalhes do programa. E a próxima decisão a ser tomada é quem irá apresentar a atração.
Vale lembrar que precisa ser um nome de peso, uma pessoa que movimente a opinião pública e, consequentemente fale a língua do povão.
O nome da apresentadora Angélica foi cogitado, mas logo descartado. A loira foi vetada pela produtora por já ter apresentado o “Fama”, o qual é concorrente do “The Voice” fora do país. Angélica, realmente, não se encaixaria nesse perfil. Ela é de entreter, não de ancorar uma competição de “calouros”.
Sandy e Ivete Sangalo são nomes pensados para o júri. Acho as duas péssimas escolhas. É necessário colocar uma cantora de sucesso, mas que tenha menos polêmicas em seu currículo, como por exemplo: Maria Gadú, Maria Rita… são várias as opções.
Enfim, é esperar para ver. Vamos ficar ligados esperando a estreia. Garanto que estarei coladinho na maior e mais nova vitrine de talentos da TV brasileira.
…Na próxima semana…
Mais críticas e elogios para as atrações e novidades da TV!
Até lá!