Arquivo da categoria: Relembrando

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).
Anúncios

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).

[RELEMBRE] Minuto a minuto da final da Casa dos Artistas 1


Casa dos Artistas começou às 20h35 e deu 46.4 de média.
O SBT exibiu logo após, às 0h23, a quarta parte do “PROGRAMA SILVIO SANTOS” que registrou 23.5 com pico de 43.
E logo após, 0h35, o SBT exibiu o “SHOW DO MILHÃO” marcando 14.1 e pico de 19 (acabou às 1h42).

Relembre: TOP 5 do dia 12 à 18 de março de 2001


BANDEIRANTES
Sala Brasil Cinema – 07
Cine Privê – 06
Futebol – 05
Zona de Perigo – 05
Musical- 04

CULTURA
Missa de Aparecida – 04
Planeta Terra – 03
Viola Minha Viola – 02
As Faces do Mundo – 02
Abra a Porta – 02

GAZETA
Ligação – 04
Allegria Geral – 04
Fabrica 5 – 04
Mesa Redonda – 03
Festa do Mallandro – 03

GLOBO
Porto dos Milagres – 42
Jornal Nacional – 39
Um Anjo Caiu do Céu – 35
Fantástico – 34
No Limite – 34

REDE TV!
Te Vi na TV – 06
Te Vi na TV Reprise – 05
Bola na Rede – 05
Super Pop – 04
Jornal da TV – 03

RECORD
Domingo da Gente – 14
Cidade Alerta – 13
Programa Raul Gil – 11
Especiais – 09
Jornal da Record 1ª Edição – 08

SBT
Show do Milhão – SEG. a SÁB. – 28
Tela de Sucessos – 24
Show do Milhão – DOM – 23
Silvio Santos III – 21
Cine Espetacular – 20

Fonte: IBOPE Mídia

RELEMBRE: Audiência de Pantanal (26/04/1990)

51

30 (Rainha da Sucata)

Relembrando: Ratinho Deixa Programa no ar.

RELEMBRANDO -> "Sai de baixo"

Sai de Baixo foi uma sitcom brasileira exibida nas noites de domingo pela Rede Globo entre 31 de março de 1996 e 31 de março de 2002.

Formato

O programa fez muito sucesso em seu início por ser diferente – era gravado em um teatro de São Paulo (o Procópio Ferreira), o que aumentava a interação com o público. Muitos erros dos atores eram editados e não apareciam no final, mas se fosse uma situação que desse graça à história, poderia ir ao ar daquela forma.

O palco era a sala de estar de um apartamento, no qual havia um sofá, uma mesa próxima à cozinha, uma vista da região central de São Paulo, e portas que davam para fora ou para os quartos. Da sala de estar, os personagens poderiam sair por portas e passagens, supostamente para o corredor do prédio, o banheiro, a cozinha, o quarto de Cassandra, e um hall para os outros quartos (o de Vavá e o de Caco e Magda), sendo que esses lugares nunca eram mostrados. Em 1997, a cozinha começou a aparecer no cenário, porém em 1998, não aparecia mais. Em 2000, oito episódios foram filmados num café ficcional, mas a mudança não foi bem aceita pela audiência, e o cenário voltou a ser o apartamento.

O formato do show é bem diferente das sitcoms norte-americanas no sentido de que era bastante informal. Os atores freqüentemente interagiam com a platéia e esqueciam as falas ou riam de situações que estavam interpretando.

Apenas um episódio foi apresentado ao-vivo: Toma que o Filme é Teu, em 1998. Sendo que não havia nenhuma maneira de editar erros, os atores tentaram improvisar o mínimo, e evitaram usar palavras chulas. Foi tratado como um evento de gala pela emissora, que convidou uma audiência VIP para o show.

No final de cada episódio, as cortinas do palco descem, como numa peça de teatro. Aí, elas sobem de novo, onde o elenco pode ser ovacionado pela platéia.

Entretanto, o passar do tempo desgastou a fórmula e vários atritos entre os atores acabaram por tornar as histórias de Sai de Baixo repetitivas e por vezes apelativas, o que terminou por desgastar a série, que terminou em março de 2002, sob os protestos de fãs, mas para a alegria de boa parte do elenco, já cansada de fazer o mesmo programa durante tanto tempo.

Em 2005 o programa foi reprisado no Multishow um canal da GloboSat Canais no Festival de 40 anos da Rede Globo,em março/2006 o programa saiu do ar mas não se sabe o motivo.

Histórico do Programa

O programa foi idealizado por Luís Gustavo e Daniel Filho, que tinha a idéia de fazer um programa gravado em um teatro, com platéia,mas diferente do programa Família Trapo. O nome inicial era Amigos, Amigos. O roteiro foi oferecido ao SBT, que rejeitou o programa. Depois, o programa foi aceito pela Rede Globo, que lhe deu a difícil tarefa de ganhar do Topa Tudo por Dinheiro, sendo exibido nos domingos às 22h, após o Fantástico.

Na sua estréia, o programa conseguiu chegar a 40 pontos de ibope, e liderar o horário. À medida que o tempo passava, o programa aumentava a sua audiência que chegava a picos de 57 pontos.

No 2º ano, com a saída de Cláudia Jimenez e a estréia fracassada da atriz Ilana Kaplan, que saiu após apenas 4 semanas, o programa perdeu um pouco a audiência, mas continuava bem. A volta ao auge aconteceria na estréia da 3ª temporada, com o episódio Toma que o Filme é Teu, transmitido ao vivo, e continuou na 4ª temporada.

Em 2000, com a 5ª temporada, foi anunciado que seria o último ano do programa, já que muitas vezes empatava ou perdia para o SBT. Nesse ano, estreou na grade global o reality show No Limite, que começou a ser exibido antes do Sai de Baixo. O programa foi conquistando médias razoáveis com picos de até 50. Isso ajudou o Sai de Baixo a recuperar a audiência, que aumentou de 20, no início do ano, a 29, com a ajuda de No Limite. Quando o reality terminou, a média caiu para 24 pontos, o suficiente para evitar o cancelamento da série.

Na 6ª temporada, o programa sofreu com a queda de audiência e as mudanças freqüentes de horário. Com isso, o programa foi retirado do ar para dar lugar à nova temporada de No Limite. A 7ª temporada estreou no dia de Natal, às 0h30, competindo com o fenômeno Casa dos Artistas, com média de apenas 12 pontos, que aumentou à medida que a temporada passava. Terminou no dia 31 de março de 2002, exatamente 6 anos depois de seu início, com média de 19 pontos.

O programa pode ser considerado um sucesso, tanto de audiência como de crítica. Poucas vezes se viu um programa tão bem feito e tão bem escrito.

Exibição

O programa teve vários horários, sempre sendo exibido aos domingos, entre 1996 e 2002, aqui segue uma cronologia de horários:

  • 1996: 22h
  • 1999: 22h30. Em 1999, com a estréia do novo Fantástico, ás 20h30, o programa passou a ser exibido em diversos horários, até chegar em novembro de 2000, ás 23h.
  • 2000: 22h50
  • novembro de 2000: 23h
  • dezembro de 2001: 0h30
  • 2002:23h30

A série passou também em Portugal num horário semelhante (depois das 23h), mas diariamente, de segunda a sexta, na SIC.

Posteriormente foi possível ver a séria no canal GNT, no serviço de televisão por cabo.

Reapresentação

A partir de janeiro de 2005, o canal pago Multishow reprisou os primeiros 17 episódios do humorístico, em comemoração aos 40 anos da Rede Globo.

Os demais episódios do primeiro ano, do 18º ao 26º, só foram reapresentados uma única vez, em fevereiro e março de 2006 – quando o “Sai de Baixo” foi retirado da grade do Multishow.

De acordo com pesquisa divulgada pela imprensa em 2005, só o Sai de Baixo agradou à maior parte do público quando foi reapresentado em comemoração aos 40 anos da Rede Globo. Como resultado, o Sai de Baixo continuou a ser reapresentado, ao contrário da TV Pirata e da Armação Ilimitada, que também foram reprisados no canal, mesmo depois do final das comemorações de aniversário.

na madrugada dos dias 25 de janeiro e 26 de janeiro de 2004,em comemoração aos 450 anos de São Paulo,foi reprisado o 1º episódio do programa A Festa de Babete.

ver Lista de Reprises do Sai de Baixo

Enredo

Caco Antibes e a esposa Magda viviam numa mansão nos Jardins, gozando de todo o luxo de uma vida rica. Cassandra, mãe de Magda, foi morar com eles depois da morte de seu marido, o Brigadeiro Salão. Até que um dia, a Receita Federal fez uma auditoria nas contas pessoais de Caco, descobrindo inúmeras maracutaias e falcatruas. Com isso, Caco foi despejado da mansão junto com a esposa e a sogra, tendo todos os seus bens confiscados. Resumindo: ficou na mais completa miséria. Por isso, os três se viram sem opção a não ser procurar moradia no apartamento do irmão de Cassandra, Vanderlei Mathias, mais conhecido como Vavá, no Largo do Arouche. Mas Vavá não gosta da idéia, uma vez que considera sua família desabrigada um “bando de loucos irresponsáveis”. No entanto, obrigado moralmente a recebê-los, Vavá, sua empregada e fiel escudeira Edileuza e o namorado desta, o porteiro Ribamar, fazem de tudo para tornar a vida de seus hóspedes indesejáveis um inferno.

No entanto, quem passa a viver um inferno é Vavá, pois sua família não tem o menor problema em se recusar a ajudar nas despesas da casa procurando emprego. Ao contrário, para evitar o trabalho, o malandro Caco sempre surge com idéias mirabolantes de ganhar dinheiro fácil, seja de que maneira for, enquanto vive às turras com a sogra Cassandra e aturando as burrices da esposa Magda.

Personagens da Primeira Temporada

Vanderley Mathias (Vavá)

Vanderley Mathias, mais conhecido como Vavá, é o síndico do Arouche Towers, em São Paulo, e dono de uma companhia de turismo chamada VavaTur. Após a morte do Brigadeiro Salão, sua irmã, Cassandra, passou a viver no apartamento de Vavá, junto com Caco Antibes e sua esposa, Magda. Vavá, de início, não aceitou a idéia de hospedar sua família , já que ele os considera como “um bando de loucos irresponsáveis”, e faz de tudo para transformar a vida de seus hóspedes indesejáveis em um inferno. Porém, quem passa a viver um inferno é Vavá, já que ele é o único que trabalha para sustentar a casa e seus hóspedes, incluindo sua irmã, são “especialistas em vagabundagem, folgadice e despesas”.

Vavá é interpretado por Luís Gustavo.

Caco Antibes

Antes um membro da rica sociedade em São Paulo, Caco Antibes foi vítima de uma auditoria da Receita Federal que descobriu um número ilimitado de maracutaias e falcatruas, algumas delas envolvendo políticos influentes. Com isso, Caco e sua esposa, Magda, foram despejados de sua mansão junto com a sogra, Cassandra Mathias Salão, e foram morar no apartamento de Vanderley Mathias, conhecido como Vavá, irmão de Cassandra.

Caco é o mais entojado hóspede do Arouche Towers: Detesta pessoas pobres, costuma usar alguns termos em inglês e é um perfeito “exemplo de vagabundagem”, pois detesta trabalhar, se considerando uma “Claudia Schiffer de calças”, e vive tendo idéias mirabolantes para ganhar dinheiro fácil, seja de que maneira for, enquanto aguenta as brigas e reclamações da sogra Cassandra e as burrices da esposa Magda.

Caco Antibes é interpretado por Miguel Falabella.

Magda Eugênia Luciana Mathias Salão Antibes

Magda Antibes é um perfeito exemplo de anafalbetismo adulto: Sempre errou nos ditados e nomes, age de uma forma infantil e entojada e é um aborrecimento na cabeça de seu marido, Caco Antibes.

Sendo a filha de Cassandra Mathias, ela foi viver no apartamento de seu tio, Vanderley Mathias, mais conhecido como Vavá, depois que foi despejada junto com a mãe e o marido por uma auditoria da Receita Federal.

Quando Magda come bananas, a sua burrice se agrava ainda mais, deixando-a ainda mais burra e confusa com as palavras.

Magda Salão Antibes é interpretada por Marisa Orth.

Cassandra Matias Salão Pereira

A irmã mais velha de Vavá. Mãe de Magda e sogra de Caco Antibes, foi ela quem apresentou a filha ao Caco, pois esperava justamente que os dois se casassem para que ela pudesse mais tarde aproveitar o dinheiro que o genro tinha na época. Ao ter que ir morar no apartamento de Vavá, ela passou a dar ordens aos criados e implicar com os mesmos.

Cassandra Salão é interpretada por Aracy Balabanian.

Edileuza

A empregada do apartamento de Vavá. Além de criada da casa, é grande amiga, confidente e escudeira do patrão. É praticamente a única pessoa em quem ele tem certeza que pode confiar no apartamento. Depois que os parentes indesejáveis passam a ocupar o domicílio, Edileuza vira uma vítima freqüente das implicâncias de Cassandra, que se considera tão patroa dela quanto Vavá. Edileuza costuma não obedecer ordens que venham de Cassandra, dizendo alguma coisa indelicada. Por isso, Cassandra a chama constantemente de “insolente”.

Edileuza é interpretada por Cláudia Jimenez.

Ribamar

O porteiro do prédio. Um cara bonachão, que tem um comportamento e trejeitos esquisitos. A razão: ele sofreu um grave acidente enquanto andava de bicicleta, ficando mais de uma semana em coma, até que um médico alemão colocou uma placa de platina na cabeça dele. Mas a placa é energizada, e capta ondas de rádio, televisão e telefone, o que leva Ribamar a personificar vozes de locutores, de atores, de propagandas e coisas assim. Uma das coisas que Ribamar também faz é cortejar Edileuza de várias maneiras, pois ele tem estima e atração por ela. Cassandra costuma chama-lo de “anormal”.

Ribamar é interpretado por Tom Cavalcante.

Protagonistas

  • Miguel Falabella – Caco Antibes / Dona Caca
  • Marisa Orth – Magda Salão Antibes
  • Aracy Balabanian – Cassandra Mathias Salão
  • Luís Gustavo – Vavá (Vanderley Mathias)/ Mário Fofoca (19 de maio de 1996)
  • Cláudia Jimenez – Edileuza (1996) / Helga (3 de novembro de 1996) / Urucubaca (15 de Dezembro de 1996)
  • Tom Cavalcante – Ribamar (1996-1999) / Ribaranga / Ribirita / Ribamacha (26 de outubro de 1997)/ Monica Lambinsk (1999)
  • Ilana Kaplan – Lucinete (1997)
  • Marcia Cabrita – Neide Aparecida (1997-2000)
  • Lucas Hornos – Caquinho (1999-2000)
  • Cláudia Rodrigues – Sirene (2000-2002)
  • Ary Fontoura – Pereira (2000)
  • Luiz Carlos Tourinho – Ataíde (2000-2002)

Audiência

Vinha com a missão de tirar o primeiro lugar do Topa Tudo Por Dinheiro, programa comandado por Sílvio Santos, no SBT exibido no mesmo horário que viria a ser ocupado pelo Sai de Baixo. E cumpriu a missão com louvor. Seu primeiro episódio marcou 26 pontos no Ibope, contra 25 do Topa Tudo, que anteriormente costumava marcar mais de 30 pontos. A audiência só fez crescer com o decorrer da temporada, que fechou com média de 35 pontos, uma das maiores médias já conquistadas por um humorístico. Na temporada seguinte, o público já havia se familiarizado com o programa, que desta vez, ficou com uma média de 38 pontos! O sucesso era estrondoso, jamais visto na história da televisão brasileira. E esse sucesso foi realmente concretizado com o episódio Toma Que o Filme é Teu, primeiro episódio da terceira temporada, especialmente exibido ao vivo. Neste dia, a Rede Globo cravou uma média de 48 pontos e pico de 51! Seria essa a maior audiência alcançada por um programa de humor em toda a história. Porém, a audiência da terceira temporada não repetiu a enorme audiência da anterior, e ficou com 38 pontos. Mas a audiência ainda era altíssima. Na quarta temporada, o programa obteve média de 34 pontos, perda 4 pontos, ocasionada por problemas de produção. Mas foi na temporada seguinte, a quinta, que a audiência realmente caiu, deixando média de 29 pontos. Várias mudanças foram feitas, mas a audiência só ia caindo. Com a notícia do cancelamento do seriado, a audiência subiu apenas 1 ponto. O último episódio marcou uma média de 32 pontos e pico de 44. A última vez que o Sai de Baixo marcara uma média dessas foi em 1999. Porém, esperava-se mais do último episódio, já que, em seus melhores momentos, a sitcom dava mais de 40 pontos.

Lista de episódios

Temporada Nº de episódios Estréia Final Ano
1 38 31 de março 29 de dezembro 1996
2 40 30 de março 28 de dezembro 1997
3 40 29 de março 27 de dezembro 1998
4 40 28 de março 26 de dezembro 1999
5 39 2 de abril 31 de dezembro 2000
6 30 1 de abril 21 de outubro 2001
7 14 23 de dezembro 31 de março 2001 – 2002